Domingo, 03 de Julho de 2022
Segurança nas Estradas Maio amarelo

Sindicato reforça importância das medidas de segurança nas rodovias

Ações de conscientização entram em pauta para uma condução mais correta e com respeito à vida

25/05/2022 às 19h00
Por: Redação Fonte: SETCESP
Compartilhe:
Foto: banco de imagem
Foto: banco de imagem

O mês de maio é especialmente voltado ao tema dos acidentes de trânsito. Criado em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU), o objetivo do movimento Maio Amarelo é conscientizar a população sobre o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

 

A campanha mobiliza órgãos de governos, empresas, entidades, associações, federações e sociedade civil para discutir e propor ações concretas para o tema.

 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), somente em 2021, foram registrados 64.518 acidentes nas rodovias federais do Brasil, com 71.804 pessoas feridas e 5.393 óbitos, marcando um aumento de 2% em relação ao ano anterior. Já em 2022, no primeiro trimestre, ocorreram 14.976 acidentes, resultando em 17.115 pessoas feridas e 1.283 falecimentos.

 

Segundo Alexandre Cacovichi, instrutor de direção defensiva e segurança viária dos cursos do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região (SETCESP), o primeiro passo para uma empresa trabalhar essa conscientização da segurança no trânsito é elaborar um diagnóstico de comportamento dos motoristas. “É preciso considerar, principalmente, o excesso de jornada de trabalho e de velocidade durante a condução dos veículos. Esses dois fatores estão entre as maiores causas de acidentes nas estradas. Com isso, é possível ter uma análise do trabalho de cada condutor e ir ressaltando essas informações para obter uma atividade segura”, disse o instrutor.
 

 

Esses números alarmantes chamam a atenção da população para os riscos causados por más conduções de veículos nas estradas do país, o que coloca em perigo a vida dos motoristas e de terceiros. Isso torna-se uma grande realidade, principalmente, para os profissionais que trabalham em transportadoras e precisam vivenciar essa questão diariamente.

 

“Os motoristas devem dirigir descansados, respeitando as leis de trânsito e os limites de velocidade da via, que para veículos pesados recomenda-se transitar com velocidade de 10km/h a menos do indicado na sinalização da via. Ou seja, se a via for de 90km/h o motorista deve trafegar a 80km/h. Outro fator importante é o uso do celular enquanto dirige, conduzir o veículo falando ou teclando no celular, além de ser uma infração gravíssima, pode gerar um acidente”, destaca Cacovichi.

 

Para o presidente do SETCESP, Adriano Depentor, é essencial estimular a participação da população, empresas, governos e entidades sobre essa temática. Desse modo, é possível conscientizar os colaboradores sobre a importância da segurança viária nas rodovias, nas mais diferentes categorias, com o objetivo principal de salvar vidas.

 

“As empresas precisam estar presentes acerca deste cuidado no trânsito, afinal, não é só um motorista que está na condução do veículo, é um filho, um pai, um marido, um irmão, um amigo. O prazo de entrega é importante, claro, mas a vida não tem preço. Todo cuidado deve ser levado em consideração”, afirma Depentor.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
A Voz dos Transportes
A Voz dos Transportes
Sobre Coluna dedicada a divulgar as ações das associações, entidades e sindicatos relacionados ao Transporte.
Enquete