Quarta, 17 de Agosto de 2022
Trânsito Trafego

Vídeo| Eixo SP libera tráfego na SPA 228/225 em Bauru com 20 dias de antecedência

Após complexo trabalho de engenharia, tráfego do prolongamento da avenida Rodrigues Alves é liberado

31/05/2022 às 08h44 Atualizada em 31/05/2022 às 08h55
Por: Redação Fonte: Eixo SP
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Bauru, 30 de maio de 2022 - Com 20 dias de antecedência à data prevista em cronograma, a Eixo SP Concessionária de Rodovias entrega nesta segunda-feira (30) as obras de reconstrução do sistema de drenagem e do pavimento da SPA 228/225, no prolongamento da avenida Rodrigues Alves, que dá acesso à SP 225 - Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. O local estava interditado desde 30 de janeiro último quando, em razão de fortes chuvas, parte da via desmoronou após transbordamento do córrego que passa sob a avenida.

 

 

Durante os quase quatro meses de obras, a Concessionária não poupou esforços nem recursos para entregar um acesso completamente recuperado, seguro e com infraestrutura melhor do que havia antes da interdição. Antes de dar início aos trabalhos de reconstrução da via, a equipe de engenharia da Eixo SP solicitou estudo hidrológico da bacia do córrego que passa sob a pista.

 

O levantamento apontou a necessidade de implantação de travessia celular dupla de 3,50 x 3,50 metros cada. A instalação das duas aduelas mais que triplicaram a capacidade de escoamento da drenagem originalmente existente.

 

 

“Com isso, é improvável que ocorra um novo transbordamento do córrego nos próximos anos. Para a base de sustentação das aduelas foram utilizadas mais de mil toneladas de rachão. Durante a instalação da galeria, o curso do rio precisou ser desviado. O corte do solo para o novo sistema de tubulação também exigiu remanejamento da rede de gás que passa pelo local”, afirma Robinson Ávila, diretor de Engenharia da Eixo SP.

 

De acordo com a Concessionária, além de oferecer maior segurança e conforto aos usuários da avenida, e de auxiliar no fomento do desenvolvimento regional, o trabalho realizado levou em conta também o respeito ao meio ambiente.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários