Quarta, 17 de Agosto de 2022
Startup e Inovação Expansão

Ex-gestor do Ifood aposta em “uber de carreto” visando expandir operação

“Apostar no setor de logística, aliado à mobilidade, é mais do que o futuro, é o presente. A expansão do segmento abre diversas possibilidades para as empresas inovarem suas propostas” destaca Dennis Nakamura, sócio de operação da Granero Express

02/06/2022 às 08h58
Por: Redação Fonte: Granero Express
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O conceito “uber de carreto” está se expandindo cada vez mais. Com cinco décadas de história no mercado, a Granero, empresa líder no transporte de mudança de casa, apresenta a Granero Express. A proposta da plataforma é suprir uma demanda de mercado que envolve o transporte de móveis e eletrodomésticos que, por seu tamanho, não podem ser levados por carros e motos, mas que, por sua vez, também não fazem parte de uma mudança doméstica propriamente dita.

 

De acordo com José Guilherme Trivellato, CEO da Granero Express, a iniciativa surgiu a partir de uma necessidade apontada pelos próprios clientes da Granero. “Em alguns momentos recebemos solicitações dos clientes a respeito do possível transporte de itens que não envolviam uma mudança em si, mas que precisavam ser transportados do ponto X para o ponto Y, dentro de São Paulo e nas cidades mais próximas”, explica o executivo. “Assim, logo percebemos que estávamos diante da possibilidade de nos destacarmos também nessa fatia de mercado”, complementa.

 

 

Os diferenciais de mercado da plataforma

 

De imediato essa proposta de negócio chamou a atenção de Dennis Nakamura. O empresário, que é ex-gestor do Ifood, fez questão de testar o serviço antes de se juntar ao time da plataforma. “Eu mesmo fui cliente e testei a plataforma levando um sofá da minha casa para o meu irmão, antes de firmarmos essa parceria, e tive uma excelente experiência”, ressalta o sócio da operação da Granero Express.

 

“Quem já precisou transportar mesa, cadeira, televisão, sofá, entre outros, de forma tradicional sabe o quão complexa é a operação em si. Existe a falta de informação na hora de escolher o carreto mais adequado, as dúvidas com relação ao comprometimento e segurança do serviço prestado, entre outros pontos que acabam gerando muita dor de cabeça”, afirma o ex-gestor do Ifood.

 

Com essa experiência, Nakamura pode analisar e tirar suas conclusões a respeito do serviço antes de se filiar a empresa. “A Granero Express conecta pessoas à motoristas idôneos e profissionais, que já chegam preparados para carregar o produto. No geral, a plataforma cria uma camada de confiabilidade de ambos os lados, dando mais segurança para o cliente que já sabe quem vai entrar na sua casa, e o motorista, por sua vez, já sabe quem é o cliente e o que ele precisa carregar”, explica o empresário.

 

Granero Express: conhecendo o sistema

 

Explicando de maneira resumida, a proposta da plataforma digital é conectar motoristas autônomos especializados, conhecidos como TACs (Transportadores Autônomos de Carga), com clientes que estão à procura do serviço de carreto. “Utilizando o aplicativo, o cliente tem a possibilidade de escolher entre as alternativas disponíveis de agenda e modelo do veículo - a princípio são aceitos na plataforma dois modelos: vans e VUCs (veículos urbanos de carga), que são caminhões leve e semileves apropriados para o transporte dentro das cidades”, ressalta José Trivellato.

 

“Por hora, o serviço abrange transportes que tenham origem na Grande São Paulo, no entanto, com entrega para outros estados próximos, caso seja necessário, que estejam em um raio de até 1.700 km”, contempla o executivo da Granero Express. “Dessa forma conseguimos otimizar ainda mais os serviços de logística, além de expandir o campo de atuação de uma das marcas mais bem conceituadas no segmento de mudanças/transportes. Estamos empolgados e com gás total para enfrentar essa nova empreitada”, finaliza

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários