Quarta, 17 de Agosto de 2022
Segurança nas Estradas + Segurança

CCR AutoBAn inicia Movimento Afaste-se com foco na segurança das equipes de atendimento nas rodovias

A proposta é promover a mudança de comportamento dos motoristas, orientando a todos para mudar de faixa ou reduzir a velocidade ao avistar viaturas em ocorrências nas estradas

02/06/2022 às 09h01
Por: Redação Fonte: CCR
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A concessionária CCR AutoBAn, responsável pelo Sistema Anhanguera-Bandeirantes, está iniciando uma ação inovadora no Brasil. Está sendo organizado pela concessionária o Movimento Afaste-se, que foi desenvolvido para proteger aqueles que trabalham prestando atendimento aos veículos que trafegam nas rodovias, proporcionando a estes profissionais condições mais seguras para realizar suas atividades. Esta iniciativa tem o apoio da ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo).

 

De acordo com Rogério Bahú, Diretor de Operações da CCR InfraSP, divisão do Grupo CCR responsável pela administração de rodovias paulistas, a proposta é que o condutor de veículo, ao perceber uma situação que envolva qualquer tipo de atendimento nas rodovias, principalmente no acostamento, mude de faixa sempre que for possível e seguro. Outra orientação é reduzir a velocidade do veículo em até 40 km/h a menos que o limite regulamentado para a estrada. “Também é muito importante estar sempre alerta para permitir que aqueles que estão afastando-se de uma via em atendimento consigam passar para a próxima faixa”, enfatiza.

 

 

O ato de afastar-se dá à polícia, socorristas de emergência e outros veículos de serviço, espaço adequado para a realização do trabalho nas rodovias, reduzindo o perigo dos profissionais que estão atuando em uma ocorrência. No caso de um acidente grave, envolvendo vários veículos e múltiplas vítimas, podem ser acionadas diversas equipes de atendimento da concessionária, incluindo inspeção de tráfego, guincho leve e pesado, ambulâncias das equipes de Atendimento Pré-hospitalar e caminhão de combate a princípio de incêndio.

 

Além desses recursos, que contam com mais de uma dezena de profissionais, também participam de atendimentos a Polícia Militar Rodoviária, ambulâncias do Samu e Corpo de Bombeiros. “É uma ampla estrutura envolvida nas ocorrências de acidente, sendo necessário garantir que o trabalho dessas equipes seja realizado com segurança”, ressalta Bahú. “A mesma preocupação e cuidado devemos ter quando observamos um guincho atendendo um veículo em pena mecânica no acostamento ou equipes realizando serviços de manutenção nas rodovias”, acrescenta.

 

Para alertar os motoristas sobre essa prática de segurança e propor uma mudança no comportamento de quem está no volante, a CCR AutoBAn implantou ao longo do Sistema Anhanguera-Bandeirantes 25 faixas com as seguintes mensagens: “Ao observar viatura em atendimento, mude de faixa” e também “Ao observar viatura em atendimento, reduza a velocidade”. Essas mensagens também estarão presentes nos painéis eletrônicos, site da empresa e em banners implantados em todas as bases operacionais da concessionária. O Movimento Afaste-se também estará presente com orientações em material impresso que será distribuído aos motoristas nas praças de pedágio.

 

“Quando avistamos uma ambulância pelo retrovisor do veículo, nossa atitude imediata é deslocar de faixa para abrir espaço necessário para a passagem do veículo, pois sabemos que é uma situação de emergência. Nosso objetivo é propor ao motorista que esse comportamento também aconteça quando ele observar viaturas em atendimento à frente nas rodovias”, completa o diretor de Operações. Segundo ele, esse Movimento está tendo início no Sistema Anhanguera-Bandeirantes, mas deve ser implementado também nas demais rodovias administradas pela CCR no Estado de São Paulo.

 

LEI NORTE-AMERICANA

 

O Movimento Afaste-se desenvolvido pela CCR AutoBAn baseia-se na Move Over Law, uma lei originada dos Estados Unidos depois do falecimento do paramédico James Garcia, num acidente de trânsito, em 1994, na Carolina do Sul. Garcia estava trabalhando na rodovia no momento do acidente. A lei norte-americana exige que todos os condutores devem reduzir a velocidade e mudar imediatamente de faixa quando o motorista ver parado no acostamento ou no meio-fio, viaturas que estejam prestando serviços e que tenham as luzes de emergência acesas. O desrespeito a essa lei é passível de multa nos Estados Unidos.

 

Em nosso país, o Código de Trânsito Brasileiro estabelece que o “o condutor deverá guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos, bem como em relação ao bordo da pista, considerando-se, no momento, a velocidade e as condições do local, da circulação, do veículo e as condições climáticas”. No entanto, ainda não há legislação específica ou orientação equivalente à lei norte-americana para proteção das equipes de atendimento.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários