Domingo, 03 de Julho de 2022
Artigos Otimização

Otimização do processo de carga e descarga

Tudo o que você precisa saber sobre isso!

08/06/2022 às 10h47
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Estamos aqui hoje com mais um assunto sobre o universo das estradas!

 

Planejamento é a palavra-chave para a execução de um bom serviço! Não seria diferente no processo de carga e descarga.

 

E foi pensando nisso que trouxemos este artigo para que você saiba sobre o assunto!

 

 

Ficou curioso? Então, bora lá saber mais?

 

Aqui você encontra:

  • 5 dicas para fazer uma carga e descarga com eficiência

    • Antecedência! É preciso planejar o processo!

    • Cuidados com as cargas perigosas 

    • O tipo de veículo a ser utilizado

    • Investir em treinamentos para a equipe

    • Esteja atualizado sobre as restrições do trânsito

  • A Lei 13.103/2015

  • 7 passos para descomplicar o processo de carga e descarga

    • Saber com antecedência sobre os detalhes do serviço

    • Agrupe as coletas e entregas por categoria

    • Escolher a carga de acordo com as características do caminhão

    • Estar presente durante todo o processo

    • Organizar a carga dentro do caminhão

    • Conferir a carga e os documentos

    • Libere o local após o processo

 

5 dicas para fazer uma carga e descarga com eficiência

 

 

1. Antecedência! É preciso planejar o processo!

 

Para facilitar a rotina da equipe, é necessário manter a carga a ser enviada em um local separado. Dessa forma, você vai evitar erros nos pedidos e ainda permitirá que as mercadorias possam ser inspecionadas antes do início da viagem. 

 

2. Cuidados com as cargas perigosas 

 

Antes de tudo, é necessário saber o que é considerado uma carga perigosa!

 

São aquelas que representam riscos à saúde das pessoas, ao meio ambiente ou à segurança pública, sejam eles encontrados na natureza ou produzidos, como: 

 

  • Gás natural;

  • Petróleo;

  • Explosivos;

  • Sólidos inflamáveis;

  • Materiais corrosivos.

 

Sendo assim, esse tipo de carga demanda alguns cuidados especiais no transporte por ser mais sensível que as demais. Esses cuidados têm a ver com o manuseio e o transporte com objetivo de evitar:

 

  • Possibilidade de acidentes;

  • Impacto no tráfego de veículos;

  • Danos potenciais ao meio ambiente;

  • Explosões e incêndios.

 

É importante ficar atento a todos os procedimentos relacionados ao transporte de cargas, além de treinar todos os profissionais envolvidos no procedimento para aumentar a segurança.

 

3. O tipo de veículo a ser utilizado

 

Cada tipo de carregamento conta com veículos que melhor se adequam ao tipo de mercadoria a ser transportada. Por conta disso, a frota utilizada deve refletir as demandas dos produtos a serem carregados, além de estarem de acordo com os parâmetros para o embarque e desembarque dos produtos com segurança.

 

É importante também ficar atento à distribuição do peso para não sobrecarregar um dos eixos e, assim, acabar comprometendo o equilíbrio do veículo. Essa é uma situação que pode causar acidentes por falta de controle, principalmente em curvas.

 

4. Investir em treinamentos para a equipe

 

Qualquer erro no processo pode prejudicar gravemente a integridade física dos colaboradores. Por isso, é mais do que necessário que os funcionários tenham conhecimento sobre os equipamentos de proteção individual a serem utilizados em caso de acidente, além de terem acesso à conhecimento atualizado sobre o tema.

 

Além disso, as formas de carga e descarga podem ser diferentes de acordo com o tipo de mercadoria e modalidade de veículo utilizado no transporte. Só para você ter uma noção: em caminhões com a carroceria aberta, há necessidade de cobrir os materiais com lona e adotar a sua amarração de carga para evitar a sua movimentação durante o trajeto.

 

5. Esteja atualizado sobre as restrições do trânsito

 

As cidades têm adotado medidas para restringir a circulação e o estacionamento de caminhões e veículos de grande porte, afetando o processo de transportes. 

 

Carga e desembarque devem ocorrer somente em horários pré-determinados, sendo um desafio para o gestor logístico, que deve planejar a sua operação e programar as entregas considerando as janelas de tempo regulamentadas. 

 

A Lei 13.103/2015

 

 

Como a fonte dos principais problemas da carga e descarga está na demora nos procedimentos, em março de 2015 esse assunto foi disciplinado pela Lei Nº 13.103. Entre outros temas relacionados ao transporte de carga, ficou determinado no artigo 15 que, após a 5ª hora de atraso, haverá penalidade de cobrança adicional para o responsável pela demora.

 

Também ficou estabelecido o valor de R$ 1,38 por tonelada/hora, sendo que o peso a ser considerado é o da capacidade do caminhão, não o efetivamente transportado. Além disso, as horas são contadas desde a chegada do veículo ao depósito. Para finalizar, esse valor é reajustado anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

 

Portanto, os embarcadores e os destinatários das mercadorias são obrigados a fornecer documento que comprove o tempo de permanência do motorista no recinto. Caso não obedeçam a essas determinações, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) poderá multar os responsáveis em até 5% do valor da carga transportada.

 

7 passos para descomplicar o processo de carga e descarga

 

Os nossos companheiros caminhoneiros são os maiores interessados em agilizar o processo de carga e descarga, não é verdade? Afinal, tempo é dinheiro. Não é o que dizem? 

 

Acompanhe abaixo e veja dicas de como tornar esse sistema mais simples!

 

1- Saber com antecedência sobre os detalhes do serviço

 

Um dos motivos dos atrasos na carga e descarga é a falta de planejamento dos motoristas. Muitas vezes, a expedição de cargas rápidas dificulta a sua organização, fazendo com que você seja obrigado a coletar/entregar uma carga sem ter todas as informações de que necessita.

 

Nesse ponto, a recomendação é sempre se informar a respeito do horário em que deve se apresentar junto à empresa para a qual está se dirigindo. Verificada a hora, evite atrasos e chegue até mesmo antes do horário estabelecido.

 

Além disso, é fundamental saber onde o local de carga e descarga fica situado. Vale lembrar que, em perímetros urbanos, por exemplo, pode ser ainda mais demorada e difícil a circulação, especialmente com veículos de grande porte, como carretas.

 

Como explicamos anteriormente, algumas cidades restringem a circulação de determinados veículos em certos horários, como é o caso de caminhões. 

 

No mais, é preciso que você se atente também ao trânsito na localidade, para que não perca tempo no deslocamento nem seja surpreendido por engarrafamentos e ruas em que o veículo não tem condições de circular ou manobrar. Esse tipo de situação é extremamente comum, ainda mais quando o local é desconhecido pelo motorista.

 

Por fim, outra recomendação é saber se existe um espaço demarcado para estacionar enquanto aguarda. Com essas informações, você não ficará perdido quando chegar no armazém e saberá exatamente quais providências deverá tomar.

 

2- Agrupe as coletas e entregas por categoria

 

A organização é, sem dúvida, a principal aliada do motorista na hora de otimizar o processo de carga e descarga. Nessa hora, você precisa ser estratégico, evitando deslocamentos desnecessários e o desperdício de tempo.

 

Para isso, uma dica bastante útil é agrupar as suas coletas de acordo com as características de cada uma delas. Nesse ponto, você pode utilizar os seguintes pontos para agrupá-las:

 

  • Tamanho da carga;

  • Endereço de descarga;

  • Ordem de entrega.

 

Por exemplo, você pode priorizar as coletas de cargas de maior volume em relação às menores. Isso facilita a acomodação da carga na carroceria do caminhão, já que existirá mais espaço disponível para a organização. Essa parece ser uma dica simples, mas ter que reorganizar a carga em um baú pode tomar um tempo valioso.

 

Além disso, outra dica é organizar os endereços de entrega, para que você consiga estabelecer a melhor ordem para cumprir o cronograma. Isso evita deslocamentos desnecessários, além de facilitar o acesso à carga, não tendo que retirar e depois recolocar itens para fazer uma nova entrega.

 

3- Escolher a carga de acordo com as características do caminhão

 

Outro fator que pode facilitar — e também dificultar — o processo de carga e descarga é o caminhão. Nesse ponto, é válido lembrar que existem diferentes tipos de carroceria e estruturas pensadas para carregar determinados objetos.

 

Por isso, o motorista deve sempre buscar cargas compatíveis. Muitas vezes, a ação de carga e descarga se torna mais difícil quando o veículo não está totalmente ajustado para o tipo de mercadoria que se pretende transportar.

 

4- Estar presente durante todo o processo

 

Muitos caminhoneiros aproveitam a parada para realizar outras atividades e saem do local, deixando o caminhão estacionado na empresa.

 

Obviamente que isso não é aconselhado, podendo acontecer de chegar a sua vez de carregar ou descarregar e você não estar presente. Então, se houver algum tipo de problema na conferência de um documento, uma avaria no caminhão ou qualquer outro incidente, por causa da ausência, você não poderá questionar e solucionar rapidamente a situação e dar seguimento ao processo.

 

5- Organizar a carga dentro do caminhão

 

A distribuição da carga dentro da carroceria deve ser feita corretamente. O peso precisa ser dividido de modo igual entre os eixos e os lados. Caso isso não seja observado, um dos eixos ficará sobrecarregado, causando maior desgaste na suspensão e nos pneus. 

 

Se a carga estiver mal distribuída, a direção do caminhão pode ficar comprometida nas curvas, além de também aumentar o desgaste de diversos componentes. Portanto, você é o principal interessado na organização da carga no caminhão.

 

6- Conferir a carga e os documentos

 

Você é o responsável pela carga até a entrega ao destinatário. Já que terá a responsabilidade sobre o que está ali, é imprescindível conferir se está tudo em ordem, tanto com a documentação quanto com a carga.

 

Um bom profissional questiona caso alguma mercadoria esteja amassada, por exemplo. Veja se está tudo acondicionado conforme as instruções e confira se a quantidade embarcada confere com os documentos fiscais.

 

7- Libere o local após o processo

 

Outra causa de tumulto nas áreas de carga e descarga dos armazéns é a demora para a liberação do espaço. Pense que, da mesma maneira que você não gosta de esperar, seus companheiros que estão atrás também não. Seja objetivo durante o trabalho e, assim que finalizar a carga ou a descarga, libere o local para o próximo caminhão.

 

Para isso, seja estratégico: enquanto o seu veículo é carregado ou descarregado, já agilize a parte burocrática coletando os documentos, os carimbos e as assinaturas necessários. Do mesmo modo, organize seus afazeres pessoais para que, quando o procedimento for finalizado, você possa liberar o pátio rapidamente e iniciar sua viagem.

 

Gostou do nosso conteúdo?

 

Então, compartilhe nos grupos de Zap e Facebook da rapaziada para mais pessoas saberem deste assunto!

 

Até a próxima!

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários