Quarta, 17 de Agosto de 2022
Segurança nas Estradas Justiça

Caminhoneiro é condenado a 14 anos de prisão por arrastar moto, ferir condutor e matar passageira em SC

Caso ocorreu em março de 2021 em Penha, no Norte catarinense. Condenação ocorreu após a sessão de júri popular em Itajaí, na mesma região onde o caso ocorreu

10/06/2022 às 11h31
Por: Redação Fonte: G1
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O caminhoneiro acusado de bater na traseira de uma moto e arrastá-la por 32 quilômetros na BR-101 em Penha, no Litoral Norte catarinense, em março de 2021, foi condenado a 14 anos de prisão na noite de quinta-feira (10). No dia do crime, a passageira do veículo, Sandra Aparecida Pereira, de 47 anos, morreu. Já o condutor do veículo atingido, Anderson Antônio Pereira, de 49 anos, marido de Sandra, ficou ferido.

 

A condenação ocorreu após a sessão de júri popular em Itajaí, na mesma região onde o caso ocorreu. Foram cerca de 10 horas de julgamento, segundo o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). A decisão é passível de recurso e o processo tramita em sigilo.

 

 

O g1 SC não conseguiu contato com a defesa do caminhoneiro até a última desta notícia.

 

Homem se segura em cabine de caminhão e moto é arrastada por 32 quilômetros após acidente na BR-101, em Penha, no Litoral Norte de Santa Catarina — Foto: Reprodução/NSC TV

 

Segundo o TJSC, o Conselho de Sentença reconheceu o homicídio doloso da passageira da motocicleta, e a tentativa de homicídio qualificada contra o motociclista, além de deixar de prestar imediato socorro à vítima e conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada.

 

Atropelamento

 

O crime ocorreu em 6 de março do ano passado. Segundo a denúncia do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), o homem conduzia o caminhão com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência de substâncias psicoativas. Segundo o processo, ele teria consumido substâncias ilícitas.

 

Após provocar a colisão e ver a caroneira voar sobre seu caminhão, sendo jogada no asfalto, o motorista teria continuado o trajeto, arrastando por mais de 20 quilômetros pela rodovia o veículo das vítimas, que ficou preso na carroceria frontal do caminhão.

 

De acordo com o MPSC, vários condutores viram a cena, buzinaram e gritaram para que o caminhoneiro parasse, o que não ocorreu. O motociclista, então, escalou o capô do caminhão e se pendurou no retrovisor da porta onde estava o motorista, implorando pela própria vida.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários