Domingo, 03 de Julho de 2022
Artigos Conheça Mais

Embarcador, você sabe o que é?

E a diferença entre embarcador e transportador? Quais são as responsabilidades de ambos no processo logístico?

14/06/2022 às 10h29
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Estamos aqui hoje com mais um assunto sobre o universo das estradas!

 

Muitas empresas que trabalham com distribuição de produtos lidam com uma logística muito complexa e preferem terceirizar o serviço de transporte das mercadorias até os clientes. 

 

Esses são os embarcadores, eles precisam contar com um meio de transporte para deslocar seus produtos de um ponto até o outro. 

 

 

E é aí que a transportadora fica responsável por trafegar os produtos desde o ponto de coleta até a sua entrega.

 

Ficou curioso? Então, bora lá saber mais?

 

Aqui você encontra:

 

Diferença entre Embarcador e Transportador

 

Na gestão de transportes, dois conceitos estão muito relacionados, mas, ao contrário do que muitos pensam eles possuem significados diferentes. Estamos falando de Embarcador e Transportador. Enquanto o primeiro é o dono das mercadorias a serem transportadas e quem precisa que o deslocamento seja feito, o segundo é o responsável pelo transporte e pelo tráfego em si.

 

Para que não haja dúvidas:

 

  • Embarcador: o empreendedor, o dono da mercadoria;

  • Transportador: aquele que encarregado/responsável/contratado por enviar a mercadoria.

 

O que os embarcadores querem de um transportador?

 

Diversas são as razões pelas quais as empresas buscam terceirizar o transporte de cargas e demais processos logísticos, tendo os motivos variados de acordo com o segmento e política de cada empresa. Porém, é possível destacar os principais, que são:

 

1- Atenção à qualidade do negócio

 

Os embarcadores buscam a necessidade de soluções para manter o foco e a qualidade nos serviços prestados. Além de obter informações ágeis, precisas e confiáveis a gestão de transporte e logística pode gerar lucro e reter custos desnecessários. E aí que empresas de transportes que estejam atualizadas com tecnologia saem na frente, ou seja, têm vantagem competitiva no mercado, além de terem a satisfação de seus clientes.

 

2- Integração de documentos e processos na cadeia logística

 

O controle de produção é de grande importância no meio logístico. A evolução dos procedimentos logísticos e a integração interna e externa, com foco nos serviços prestados ao cliente é de grande vantagem devido a qualidade da TI (Tecnologia da Informação). Para uma melhora nesse processo, as transportadoras precisam incrementar o desempenho operacional com estruturas mais flexíveis utilizando tecnologias que possibilitem a integração eletrônica de dados entre embarcador e prestadora, redesenhando assim as suas cadeias de valor. Isso só reforça o que falamos anteriormente.

 

3- Otimização dos custos e serviços

 

O cálculo de melhores rotas de acordo com a localização geográfica, tipo e volume de mercadorias a ser transportada também ajuda no processo de redução dos custos. Serviços como rastreamento de entregas facilitam o processo da agilidade e qualidade na entrega da carga e podem fornecer informações a respeito do tempo gasto, assim como demais detalhes sobre o trajeto.

 

4- Gerenciamento das operações

 

O gerenciamento inclui o projeto e a administração de sistemas tecnológicos para controlar o fluxo de materiais, os estoques em processo e os produtos acabados, com o objetivo de fortalecer a estratégia das unidades de negócios da empresa.

 

5- Destaque no mercado

 

O ambiente empresarial convive com mudanças estruturais e tecnológicas devido à grande globalização do mercado. Desta forma, a competitividade entre empresas aumenta de forma contínua. Para driblar toda essa concorrência, empresas adotam, entre conjuntos variados de alternativas, estratégias de terceirização. A contratação destes serviços terceirizados está ligada a fatores como, demanda, produção, inovação e tecnologia. Além de aumentar a qualidade de serviços aos clientes com mais facilidade, buscando controle das informações e das atividades realizadas no processo de transporte.

 

6- Tecnologia em dia

 

Para atender as exigências de reduções de custos logísticos necessárias, as empresas adotam serviços de tecnologia da informação e softwares que atuam no gerenciamento de transportes e rede de comunicação. A utilização de ferramentas de gestão de transportes atua nesse sentido, trazendo aos prestadores o controle de todas as atividades de coleta, entrega e recebimento das mercadorias, assim como na emissão e gerenciamento dos documentos fiscais necessários para a fluidez da operação.

 

Quais as responsabilidades do embarcador?

 

O embarcador lida com a documentação necessária para concluir o procedimento de transporte, para que não ocorram complicações durante o processo de envio de carga. Uma dessas documentações necessárias é o conhecimento de embarque .

 

Além do transporte de mercadorias, também são responsáveis ​​pela embalagem e identificação das mercadorias. Assim como o embarcador está envolvido em empacotar e transportar as mercadorias de um local, há outro encarregado de receber a carga no destino.

 

Se a carga não for embalada e rotulada corretamente, quem receber terá dificuldade em entender o conteúdo da carga. Essa dificuldade pode causar problemas. Portanto, embalar e rotular a carga adequadamente é um fator que precisa ser tratado com muito cuidado pelo embarcador.

 

Gostou do nosso conteúdo?

 

Então, compartilhe nos grupos de Zap e Facebook da rapaziada para mais pessoas saberem deste assunto!

 

Até a próxima!

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários