Segunda, 08 de Agosto de 2022
Artigos Saiba como é

Saiba como é a entrega de e-commerce e como trabalhar fazendo entregas pela internet

Procurando uma renda? Leia este artigo e saiba como

23/06/2022 às 09h58
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Estamos aqui hoje com mais um assunto sobre o universo das estradas!

 

O processo de entrega no e-commerce se dá em 4 etapas principais, sendo: notificação, coleta, roteirização e a entrega efetivamente. Abaixo destrinchamos cada uma dessas etapas e como elas devem ocorrer para obter os melhores resultados.

 

Ficou curioso? Então, bora lá saber mais?

 

Aqui você encontra:

 

#1 Notificação

 

A primeira etapa é o momento em que a loja virtual recebe o aviso de um novo pedido realizado. Em seguida, os produtos selecionados são separados no estoque da loja para envio.

 

Nesta etapa, devem ocorrer as seguintes verificações:

 

  • Validação do endereço de envio;

  • Confirmação de que há o produto em estoque;

  • Emissão da nota fiscal;

  • Definição do melhor transportador;

  • Classificação do pedido quanto à data, peso, localização de envio e outros dados relevantes para o carregamento.

 

#2 Separados e coletados

 

Com a lista de pedidos recebidos, os processos são organizados e documentados para evitar erros, tanto da sua parte como a respeito dos fornecedores. Aqui é fundamental que a comunicação com o fornecedor seja direta, perfeita e sem ruídos, para evitar erros na hora da coleta dos pedidos.

 

Este é o momento também da escolha da melhor embalagem. Nesta hora, é considerado o peso e o formato da mercadoria. A embalagem final também impacta no valor do frete.

 

Vale também ressaltar que clientes online, atualmente, esperam ter a melhor experiência de compra, e isso inclui uma embalagem funcional e esteticamente bonita.

 

#3 A roteirização é fundamental

 

O frete é um dos pontos de maior influência dos lucros. Quando mal calculado, fica sujeito a perder vendas. Nesta etapa do processo de entrega, é importante que a roteirização dos pedidos seja feita de forma eficiente.

 

Roteirizar significa classificar os pedidos de acordo com a localização que serão enviados para que seja feita uma mesma rota ou envio para aqueles próximos, economizando, assim, tempo e dinheiro.

 

Finalizada a roteirização, é o momento da entrega dos pedidos para a transportadora indicada.

 

#4 A entrega

 

A escolha da transportadora depende de vários fatores. Em geral, as lojas virtuais possuem duas opções: enviar pelos correios ou por uma transportadora privada. Em qualquer uma das escolhas, o valor do frete vai depender de três fatores: CEP de envio, peso e tamanho do objeto, e opção de envio.

 

A opção de envio diz respeito ao tempo de entrega. Aquelas mais rápidas, normalmente, custarão mais. Assim como itens mais pesados e envios para locais mais distantes também terão um valor maior. Por isso, é essencial a classificação dos pedidos para otimizar os valores de frete que você repassa aos seus clientes.

 

Bom, falamos como é um processo de entrega de um e-commerce. Agora, nós falaremos sobre quem quer trabalhar no ramo. Acompanhe!

 

Quer trabalhar entregando produtos da internet, saiba os primeiros passos!

 

O nosso primeiro conselho é: abra uma empresa!

 

Ela pode ser nos formatos de micro, média ou grande empresa! Mas, para começar logo, tem um jeito mais simples, que é o microempreendedor individual, o famoso MEI.

 

Como MEI, há duas atividades que podem estar relacionadas a trabalhar com entrega de produtos da internet:

 

1 - Entregador de malotes independente;

2 - Motoboy independente.

 

Nesse tipo de modalidade é preciso ressaltar que você deve ter uma receita mensal de até R$ 6.750,00 e anualmente de até R$ 81.000,00.

 

Após ter aberto o MEI, você deverá fazer contato com os gestores de lojas virtuais. Apesar de os Correios serem a modalidade de entrega mais escolhida, os comércios eletrônicos que vendem para bairros e cidades próximas podem ter mais benefícios de custo e prazo quando optam por entregadores independentes.

 

Trabalhar com aplicativos de entrega

 

Outra forma de trabalhar na entrega de produtos da internet é a partir de aplicativos de entrega.

 

E como funciona?

 

Primeiro você se cadastra como trabalhador e pode criar a sua própria carga horária de trabalho. Aí é só trabalhar com as suas próprias metas, adaptando às suas próprias possibilidades.

 

Existem diversas opções diferentes na internet, porém, as mais conhecidas atualmente são:

 

- Uber Eats: aqui é possível fazer entrega de alimentos de restaurantes em sua região. E, além disso, pode fazer entregas de bicicleta ou moto. Para trabalhar com o Uber Eats, é necessário fazer um cadastro prévio no site, a fim de aguardar a aprovação para iniciar as atividades.

 

- Rappi: com essa plataforma, o entregador deve se cadastrar no aplicativo e receber informações sobre o que deve ser coletado e onde o produto será entregue. E assim, poderá fazer a sua entrega de moto ou bicicleta.

 

Existem ainda outras dezenas de opções de entrega pela internet neste mesmo estilo de serviço. Você poderá pesquisar sobre a empresa que apresenta uma maior taxa de lucro para o entregador, a fim de decidir qual caminho seguir.

 

Outra opção para quem deseja trabalhar com entrega de produtos da internet, mas que prefere não abrir uma empresa, é oferecer o serviço de transporte para aplicativos de entrega.

 

Ao se cadastrar como trabalhador nesses aplicativos, é possível flexibilizar a sua carga horária, dentro de suas possibilidades e com as suas metas.

 

Aplicativos como UberEats entregam comida, mas o Rappi, por exemplo, além da entrega de comida, também presta serviço de supermercados e faz compras em lojas.

 

Aplicativos de entregas para autônomos

 

Existem aplicativos que conectam grandes empresas às pessoas que gostariam de obter uma renda extra. Eles permitem que, quando uma compra seja efetuada, a entrega possa ser realizada no mesmo dia.

 

ASAP Log e Eu Entrego são alguns exemplos.

 

- ASAP Log: é uma transportadora focada em atender lojas virtuais e você poderá se cadastrar para ser um entregador em sua região. Além de ter todos os detalhes no site oficial (www.asaplog.com.br).

 

- Eu Entrego: voltada para conectar lojas varejistas às redes de pessoas que estão dispostas a ganhar dinheiro entregando mercadorias. Vale a pena conhecer e você poderá ter mais detalhes no site (www.euentrego.com.br).

 

O investimento para trabalhar entregando produtos da internet

 

Bom, falamos sobre como abrir uma empresa, como trabalhar com entrega de produtos da internet, agora, vamos te mostrar se vale realmente investir no ramo.

 

Essa pode ser uma dúvida que você tenha nesse momento, afinal hoje o mercado é bastante dominado pelos Correios. No entanto, ainda assim vale trabalhar com a entrega de produtos da internet, principalmente se você montar uma pequena transportadora que atende cidades do interior.

 

Isso porque em muitas cidades do interior os Correios não promovem as entregas com eficiência. Então as transportadoras acabam sendo a opção mais utilizada pelas lojas virtuais para enviar os produtos até esses clientes.

 

De um modo geral eu acredito que vale sim trabalhar com a entrega de produtos da internet, seja como uma transportadora ou apenas como um entregador autônomo.

 

Gostou do nosso conteúdo?

 

Então, compartilhe nos grupos de Zap e Facebook da rapaziada para mais pessoas saberem deste assunto!

 

Até a próxima!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários