Terça, 16 de Agosto de 2022
Fabricantes Fortalecidas

Com o aço inox especial Endur 300, Aperam produz carretas para cargas agressivas que duram até três vezes mais

Tecnologia é inédita no mundo e agrega mais sustentabilidade ao negócio: maior durabilidade e economia de energia e de materiais

13/07/2022 às 10h25
Por: Redação Fonte: Endur 300
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Aperam South America desenvolveu baús de aço inoxidável de alta performance para usar nos caminhões que transportam o carvão vegetal produzido pela Aperam BioEnergia, no Vale do Jequitinhonha, para a usina, em Timóteo, Minas Gerais.  As carretas são fabricadas com o aço inox de alta resistência Endur 300, criado pela empresa em 2019 para atender à crescente demanda do mercado por uma solução que unisse alta dureza e resistência à corrosão a baixo custo. A expectativa da empresa é que, com o novo material, a vida útil desses equipamentos aumente até três vezes - de três para até nove anos.

 

A solução, inédita no mundo, tem apresentado resultados impressionantes. A empresa acompanhou, por dois anos, a utilização de caçambas basculantes feitas com o Endur por uma empresa parceira para transportar carvão mineral, um produto altamente corrosivo. O resultado foi um desgaste de praticamente zero das caçambas no período. “As chapas de aço, que tinham inicialmente 3 mm de espessura, na situação mais crítica, chegaram a 2,90 mm em maio deste ano, baixando 0,10 mm em dois anos de utilização, depois de transportar mais de 90 mil toneladas de carvão mineral, que é muito corrosivo”, relata o engenheiro de Aplicações da Aperam, João Paulo S. Porto.

 

 

 

Ele explica que, se essa caçamba tivesse sido fabricada com aços convencionais, mesmo que inoxidáveis, ela teria uma boa resistência mecânica, porém, já estaria danificada pela ação corrosiva da carga em questão, apresentando furos que exigiriam, inicialmente, paradas para manutenções e remendos, e, posteriormente, a substituição por caçambas novas. “O Endur é uma inovação global. Não existe no mundo outro aço inox de alta resistência em chapas. Normalmente uma caçamba que transporta carvão mineral dura três anos e começam a aparecer furos. A caçamba produzida com nosso aço Endur e usada na empresa parceira já tem mais de dois anos de uso e está com a espessura praticamente intacta”, diz o engenheiro. A expectativa da Aperam para este ano é produzir pelo menos 3.000 toneladas de Endur.

 

Inicialmente, 13 dos 120 caminhões da frota da Aperam BioEnergia serão equipados com os baús Endur, que são semi-reboques puxados por caminhões-tratores. A BioEnergia é a unidade de negócios da Aperam South America dedicada ao plantio de florestas renováveis de eucalipto e produção do carvão vegetal usado nos alto-fornos da siderúrgica. Foi principalmente graças a essas florestas que o grupo alcançou recentemente um patamar inédito de sustentabilidade, ao se tornar a primeira indústria de aços planos especiais a obter o balanço carbono neutro - a Aperam remove todos os gases de efeito estufa da atmosfera que gera em suas unidades fabris, uma meta global do grupo para 2050 e atingida nas operações do Brasil com quase 30 anos de antecedência. 

 

Para a empresa, tornar-se carbono neutro reflete toda uma cultura de sustentabilidade já incorporada não apenas na remoção de CO2 por suas florestas, mas também pela adoção desse conceito em todos os seus processos. O novo projeto de aplicar o Endur 300 nos caminhões da Bio é mais um exemplo dessa jornada incansável. “Quando aumentamos a vida útil de um equipamento em até três vezes, temos uma economia substancial de energia e de materiais, em linha com nossos preceitos de uma operação cada vez mais inovadora e sustentável”, afirma João Paulo S. Porto. Segundo ele, a intenção é acompanhar o desempenho dos equipamentos por meio do Centro de Pesquisas de Timóteo e, gradativamente, substituir as carrocerias de 100% da frota da BioEnergia.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários