Terça, 16 de Agosto de 2022
Negócios no Transporte Balanço

Grupo Açotubo faz balanço do primeiro semestre e revela planos para área de logística

Após alcançar o faturamento inédito de R$ 2bi no ano passado, empresa segue investindo para ampliar a atuação em diversos setores

20/07/2022 às 09h38
Por: Redação Fonte: Grupo Açotubo
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O segundo semestre começou com boas perspectivas para o Grupo Açotubo. Depois de alcançar a marca de R$ 2 bi no faturamento bruto em 2021, a companhia divulga um balanço do primeiro semestre de 2022 e revela alguns projetos que serão implantados ainda nos próximos meses, como a atuação no mercado de aço forjado. O objetivo é estar entre os três principais players do mercado nacional envolvendo o produto, com projeção de aumento, em 2023, de 50% na receita de negócios no segmento em comparação com este ano. Com isso, a projeção da empresa é que o faturamento bruto fique em torno de R$ 2,5 bilhões em 2022.

 

“Garantimos, no ano passado, estoque estratégico em aço forjado para atender os clientes ao longo de 2022 e dispomos de material a pronta-entrega e novos equipamentos, como as novas serras automáticas de precisão que agilizam as operações e diminuem o prazo de entrega, o portfólio de soluções como usinagem, trepanação e tratamento térmico”, afirma Milton Fernandes, gerente nacional de vendas do Grupo.

 

 

Já a Incotep, empresa do Grupo, ampliou, no primeiro semestre, o portfólio de soluções com os lançamentos da linha de torquímetros digitais e do IncoClube, plataforma gratuita para destacar projetos e treinamentos para o setor.

 

Vale destacar, também, a expansão tanto da oferta de soluções para os segmentos de mineração e energia e serviços de locação e engenharia, quanto da atuação na América Latina. “Ampliamos nossa participação (no mercado colombiano) com aumento significativo da área de armazenagem e estoque local, promovemos a renovação da frota com a aquisição de um caminhão Munck e uma Sprinter para entregas em locais restritos”, conta Fernando Del Roy, diretor de divisões industriais.

 

Estratégico para a empresa, o setor de logística recebeu investimento de R$ 20 milhões para o projeto “Gestão da Competividade” com o objetivo de aprimorar o processo de armazenagem, produção, logística e comunicação.

 

“Hoje já temos uma operação bastante robusta, com entrega em 24h em algumas cidades. O projeto nos desafia a fazer ainda melhor, com mais rapidez e com menor custo”, destaca José Nardi, gerente de operações e logística do Grupo.

 

Também foi implantado pela área, o NPS automatizado, ferramenta digital que possibilita acompanhar o nível de satisfação dos clientes. Além disso, o setor de expedição do Grupo, agora conta com duas tecnologias: “Comprovei” e “Tracker”, que possibilitam a comprovação digital do recebimento da mercadoria e o rastreamento em tempo real dos veículos, respectivamente, oferecendo maior segurança para funcionários e clientes.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários