Terça, 16 de Agosto de 2022
Startup e Inovação O inverno das startu

Cenário atual exige boa gestão financeira e reavaliação dos modelos de negócios

Se por um lado os últimos anos foram de bonança e altos investimentos no ecossistema de inovação, o cenário atual de crise macroeconômica global

01/08/2022 às 09h09 Atualizada em 06/08/2022 às 12h28
Por: Redação Fonte: BHub
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Se por um lado os últimos anos foram de bonança e altos investimentos no ecossistema de inovação, o cenário atual de crise macroeconômica global - com a inflação em alta desencadeando uma escalada nas taxas de juros pelo mundo - trouxe incertezas para muitas startups. 

 

De acordo com levantamento feito pela Distrito, plataforma de inovação, os investimentos em startups do Brasil recuaram 44% no primeiro semestre de 2022, totalizando US$ 2,9 bilhões (R$ 15,4 bilhões) em 327 transações. No mesmo período de 2021, os aportes chegaram a US$ 5,2 bilhões (R$ 27,7 bilhões) em 416 negociações diferentes, por exemplo.

 

O momento tem ficado marcado por demissões em massa e um número de aportes cada vez menor por parte dos investidores, e exige que os empreendedores se planejem e façam uma reavaliação de seus planos de crescimento.

 

Diante desse “inverno das startups”, Jorge Vargas Neto, CEO da BHub, startup que oferece soluções completas de backoffice no modelo de assinatura mensal, apresenta algumas alternativas de como enxugar custos nas empresas e garantir uma boa gestão financeira. Confira abaixo:

 

Antes de qualquer coisa, seja eficiente

 

“Empreendedores precisam ter disciplina e consistência. Sempre digo que a dor da disciplina é muito menor do que a dor do arrependimento. Ainda há caixa para investir em boas startups e os investidores estão à procura de oportunidades mais sustentáveis, com um caminho mais claro para a lucratividade. Portanto, é primordial pensar sempre no jogo a longo prazo. Bons negócios vão continuar surgindo, pois, ao longo da história, épocas de crises sempre impulsionaram inovação e eficiência”.

 

Entenda o seu modelo de negócio

 

“Antes de mapear e desenvolver uma estrutura de custos é preciso descobrir o seu modelo de negócio, ou seja, se ele visa custo ou valor. Nem todas as empresas têm os custos como foco principal, muitas querem aprimorar e investir na qualidade e na criação de valores. Com o modelo de negócio definido, as ações, os dados e as análises serão específicos para o objetivo definido com a estrutura criada”. 

 

 

 

Reveja seus modelos de crescimento e seu cashburn 

 

“Se o capital está mais escasso, a alternativa é buscar um caminho mais curto para o Break Even (indicador que deve ser acompanhado para compreender a estabilidade financeira de um empreendimento). Superar o Vale da Morte (momento em que as startups ainda estão no negativo e estão dando seus primeiros passos para se estabelecerem) é um ponto muito importante para que você consiga sobreviver ao inverno. Na impossibilidade de levantar dinheiro por meio de novas rodadas de investimento, reveja o que você tem em caixa, qual é o seu cashburn projetado e como chegar até lá sem comprometer a operação”. 

 

Mapeie custos e gaste de maneira mais eficiente

 

“É preciso entender e trabalhar corretamente a sua estrutura de custos e entender quais deles, se escalados, trarão novas receitas e quais você pode cortar. Foque em custos que tenham relação direta com sua habilidade de gerar dinheiro. Na maior parte das startups, é possível adotar automações de vários serviços que hoje são prestados por funcionários que podem ser realocados”.

 

Terceirize atividades

 

“Terceirizar certas atividades faz com que os gastos sejam reduzidos no final do dia. Com a atual dinâmica do mercado de reavaliações internas, a BHub se coloca como possibilidade ao empreendedor que quer economizar tempo, dinheiro e otimizar processos. Com foco em startups e PMEs, oferecemos soluções completas de backoffice no modelo de assinatura mensal, também conhecido como o “back office as a service”. A BHub dispõe de serviços de contabilidade, gestão de finanças, recursos humanos e assistência jurídica, que são realizados por profissionais especializados e tecnologia de ponta”. 

 

Priorize relacionamentos

 

“Uma gestão eficiente também deve priorizar relacionamentos. Com os seus atuais investidores, por exemplo, é importante criar proximidade, prestar contas e manter uma boa rotina de conversas. Isso pode ser essencial se você precisar reforçar o caixa. Um investidor atual pode estar muito mais propenso a investir novamente em um negócio que ele já conhece, acompanha e confia do que um novo investidor estaria. Um mapeamento de concorrentes também se faz necessário no momento atual, pois em caso de sinergia com o seu negócio, por exemplo, é possível, a partir dessa conexão, a configuração de uma futura fusão”.

 

Tenha uma visão ampla e inteligente de seu negócio

 

“A BHub lançou recentemente a primeira plataforma de visibilidade financeira inteligente do País para o empreendedor. O dashboard (painel de gestão) é conectado à conta bancária da startup e oferece acesso a gráficos e indicadores financeiros. Com isso, proporciona ao empreendedor uma visão ampla do negócio e monitoramento da saúde financeira. O painel é atualizado automaticamente à medida que as contas são movimentadas e o acesso pode ser feito gratuitamente pelo computador e pelo celular. 

 

Tenha mentores

 

“O empreendedor precisa ter uma pessoa de confiança ao seu lado, que já tenha passado por situações semelhantes. Ouvir o conselho e o direcionamento de quem  já viveu algo parecido é uma excelente forma de evitar cair nas armadilhas do momento de crise. Você não precisa passar pelas mesmas experiências negativas para criar o mesmo conhecimento, certo?”

 

O momento exige compreensão da realidade e enfrentamento a partir de uma rápida reavaliação, adaptação e identificação desses fatores. Momentos de crise podem ser fundamentais para que os investidores consigam afinar seu foco. 

 

Para saber mais sobre a BHub, acesse: https://bhub.com/

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários