Terça, 16 de Agosto de 2022
Infraestrutura Pavimentação

CS Grãos do Piauí inicia obras de pavimentação na Rodovia Transcerrados

Ao todo, 143,7 km serão asfaltados. O investimento na nova fase do projeto será de R$ 181 milhões

02/08/2022 às 11h43
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A CS Grãos do Piauí, concessionária controlada pela CS Infra, empresa do Grupo SIMPAR (SIMH3), iniciará a fase de pavimentação da Rodovia Transcerrados (PI-397) no próximo dia 29 de julho. As obras começarão próxima a cidade de Bom Jesus e irão abranger trechos que cortam os municípios de Currais, Manoel Emídio, Palmeira do Piauí, Sebastião Leal e Alvorada do Gurguéia. Ao todo, 143,7 km serão asfaltados e o investimento será de R$ 181 milhões. 

 

Até o final de dezembro de 2023, data prevista para conclusão dos principais investimentos, serão investidos aproximadamente R$ 265 milhões e serão aplicados R$ 39 milhões em despesas administrativas e custos de operação. 

 

Para marcar a nova fase do projeto haverá uma cerimônia ecumênica, que será realizada na Capela Nossa Senhora da Aparecida, km 113 da PI-397, para equipe de operação da concessionária e moradores da comunidade.

 

Com a conclusão dos trabalhos iniciais, que servem para melhorar a trafegabilidade do trecho sem asfalto da via, a concessionária concentrará esforços na obra de pavimentação, que é dividida em algumas fases. Iniciando com a terraplanagem de todo o trecho. Segundo informações da concessionária, a expectativa é que 25km sejam asfaltados ainda em 2022.  

  

“A Transcerrados é a maior intervenção rodoviária já executada no Piauí e atravessa a região do Cerrado piauiense. Os trabalhos realizados até aqui, já tem proporcionado aos agricultores melhores condições de escoamento”, ressalta Marcio Protta, diretor-presidente da CS Grãos do Piauí. “A pavimentação do trecho que hoje é de leito natural, é mais um importante passo para o desenvolvimento da região, com impacto na qualidade de vida da comunidade e contribui para o fortalecimento da economia local'', complementa. 

 

Além da Rodovia Transcerrados (PI-397) a CS Grãos do Piauí será responsável também pela Estrada da Palestina (PI-262), o contrato tem duração de 30 anos. Juntas, as pistas atravessam a região sul do Piauí e abrangem uma área de 61.757,124 km², contemplando 25 municípios e cerca de 25% da área total do Piauí, com 200 mil habitantes. É reconhecida como a rota da produção de grãos, milho e soja, da região de MATOPIBA (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

 

A concessão é resultado de uma parceria público-privada (PPP) entre a Grãos do Piauí Concessionária de Rodovias e o Estado do Piauí por meio da Superintendência de Parcerias e Concessões – SUPARC e do Poder Concedente (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí - DER-PI). 

 

Desde que assumiu a gestão efetiva da Rodovia Transcerrados em de janeiro, a concessionária já realizou uma série de trabalho, como a sinalização horizontal de trechos já asfaltados - que contempla marcações no solo e delimitação de acostamentos, faixas de pedestres e de ultrapassagens e aviso de sentido de via - que aumentam a segurança de todos que passam pela rodovia. A empresa recebeu todas as licenças ambientais necessárias junto às autoridades e órgãos responsáveis, além de ter realizado trabalhos de apoio à fauna. 

 

Contrato e investimento

 

O contrato de concessão da PPP da Rodovia Transcerrados prevê cerca de R$ 800 milhões em investimento total. 

 

Além do trabalho de pavimentação da via, o montante contempla verba para a construção de quatro praças de pedágio, um Centro de Controle Operacional (CCO), um Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), uma base de apoio operacional e dois postos de pesagem móveis. Quatro novas interseções, instalação de iluminação em outras nove e a implantação de 17 baias de ônibus também fazem parte do projeto.

 

A concessionária colocará à disposição dos usuários dois veículos de inspeção de tráfego, um guincho leve e um pesado, um caminhão pipa e um veículo multiuso. 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários