Sábado, 31 de Outubro de 2020 21:30
61 99574-8903
Tecnologia TECNOLOGIA

Toyota criará um caminhão de célula a combustível com alcance de 600 km

Scania também segue roteiro em direção a uma transformação para um transporte sustentável, menos dependente de combustíveis fósseis.

23/03/2020 11h05 Atualizada há 7 meses
Por: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A empresa japonesa de automóveis Toyota Motor Corp anunciou na segunda-feira planos para desenvolver, juntamente com a sua “filha” Hino Motor, um caminhão pesado de célula a combustível de hidrogênio.

O acordo sobre atividades conjuntas das duas empresas também prevê uma aplicação prática adicional do novo veículo, testes de verificação etc. d.
A Toyota afirmou em comunicado que o caminhão será baseado no modelo Hino Profia. Seu equipamento incluirá duas baterias de célula a combustível de hidrogênio projetadas para o próximo modelo do sedan Mirai. O alcance do novo caminhão será de 600 km.
A Toyota está posicionando os veículos a célula de combustível de hidrogênio como o carro verde perfeito, considerando essa tecnologia mais eficiente que as baterias recarregáveis.

A Scania e o atacadista Asko também iniciaram operações reais de distribuição de carga com o uso de caminhões elétricos alimentados por células de hidrogênio. A empresa colocará quatro veículos em atividade em Trondeheim, na Noruega. A iniciativa é um projeto piloto, um dos primeiros do gênero, que proporcionará aprendizado para ambas as empresas, além de base de desenvolvimento para a fabricante.

A Scania segue roteiro em direção a uma transformação para um transporte sustentável, menos dependente de combustíveis fósseis. De acordo com a empresa, da mesma maneira com que trabalha nas tecnologias empregadas em motores térmicos, a eletrificação também recebe uma abordagem multifacetada para poder entregar ampla gama de soluções, dos veículos híbridos aos 100% elétricos.

A tecnologia utilizada pelos caminhões que chegaram na Asko, o motor convencional deu lugar a um motor elétrico, alimentado pela corrente elétrica produzida pela célula de combustível a partir de uma reação eletroquímica entre hidrogênio e oxigênio. O restante do trem de força é composto pelos mesmos componentes usados ​​nos caminhões e ônibus híbridos que a Scania já fornece.

Os veículos são configurados como 6×2, tem peso bruto total de 26 toneladas, motor elétrico de 290 kW, transmissão de duas velocidades e torque máximo de 2.200 Nm. A capacidade instalada da bateria é de 56 kW/h, traz reservatório de armazenamento de hidrogênio de 33 kg a 350 bar e autonomia estimada entre 400 e 500 quilômetros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.