Sábado, 24 de Outubro de 2020 20:43
61 99574-8903
Política & Economia ECONOMIA

Governo vai arcar com redução de salários dos empregados, diz Guedes

Além das duas medidas, Jair Bolsonaro e Paulo Guedes confirmaram uma promessa anterior: o repasse de R$16 bilhões a estados e municípios, por meio dos fundos de participação, para auxiliar nos setores mais impactados pelos efeitos do coronavírus.

01/04/2020 16h37
Por: Redação Fonte: EBC
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Com redução de carga horária e, também, nos salários dos trabalhadores formais, o governo federal anunciou que vai arcar com os valores reduzidos nos contracheques. A medida provisória prevê a destinação de R$51 bilhões, para complementar até 30% dos salários do empregados que sofrerem essa redução.

A media foi anunciada nesta quarta-feira (01), pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, ao lado do Presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto. Guedes detalhou como vai funcionar o subsídio.

Também durante o anúncio, Paulo Guedes voltou a mencionar a linha de crédito de R$40 bilhões, para auxiliar as empresas a arcarem com o restante dos salários dos trabalhadores.

Leia mais

Além das duas medidas, Jair Bolsonaro e Paulo Guedes confirmaram uma promessa anterior: o repasse de R$16 bilhões a estados e municípios, por meio dos fundos de participação, para auxiliar nos setores mais impactados pelos efeitos do coronavírus.

O presidente Bolsonaro disse, durante o anúncio, que vai sancionar o auxílio emergencial a trabalhadores informais, aprovado pelo Congresso Nacional. Segundo ele, a medida equivale a R$98 bilhões, para o pagamento de R$600, durante três meses, a cada informal que teve as atividades suspensas.

Segundo o presidente, as medidas estão distribuídas entre esta quarta (01) e esta quinta-feira (02): o auxílio a ser sancionado e as três medidas provisórias.

O valor total das quatro ações fica em torno de R$200 bilhões. Segundo o ministro Paulo Guedes, equivale a 2,6% do PIB brasileiro, o Produto Interno Bruto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.