Sábado, 31 de Outubro de 2020 21:21
61 99574-8903
Mercado Mercado

Fabricante de caminhões Foton aposta em expansão no Brasil

Objetivo é ocupar em 2023 10% do mercado de caminhões no Brasil

21/04/2020 13h21
Por: Redação Fonte: China Xinhua News
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A fabricante de caminhões chinesa Foton Brasil prevê que haverá maior demanda por logística e veículos de carga leves urbanos na principal economia da América Latina devido ao impulso que o comércio eletrônico terá a partir deste ano.

A projeção é do presidente do Conselho de Administração da Foton Brasil, Luiz Carlos Mendonça de Barros. Em entrevista a Xinhua, ele falou sobre as perspectivas da marca chinesa de caminhões ante os desafios da economia brasileira diante dos cenários que se abrem devido aos efeitos da pandemia do coronavírus.

"Com esta quarentena, as compras online ganharam importância e essa é uma tendência que veio para ficar. A logística terá uma demanda maior para distribuir produtos nos domicílios. E para isso, haverá demanda de caminhões leves e médios", disse Mendonça de Barros. Os veículos da Foton "vêm para ocupar o mercado deixado pelos caminhões da Ford", explicou o executivo.

"Nossos caminhões começam a atender a demanda brasileira e acreditamos que este é um momento estratégico, apesar da crise. O mercado não está sendo atendido e esta crise é uma oportunidade para que a Foton acelere seu processo de instalação no mercado", afirmou.

O objetivo é ocupar em 2023 10% do mercado de caminhões no Brasil.

"O mercado brasileiro chegou a produzir 200 mil caminhões por ano em 2014 e ano passado produziu 110 mil. Apesar das crises, o mercado de caminhões no Brasil sempre cresceu mais do que o crescimento da economia, porque é um país em grande demanda logística, tanto para exportar grãos como para abastecer seu mercado", comentou.

O mercado de caminhões do Brasil é o quinto do mundo e o maior da América Latina.

"E nesta parte do mundo com a Foton queremos cada vez mais fazer parte deste mercado, com caminhões importados da China e fabricados aqui", explicou.

No ano passado, a Foton comercializou 127 veículos no Brasil, 214% a mais que em 2018 e espera chegar aos 5 mil a partir de 2023.

"As concessionárias que atendiam a Ford caminhões optaram agora por vender caminhões da Foton. Elas conhecem bem o mercado e sabem que há um potencial extraordinário para os produtos da Foton, que tem um portfólio de última geração", destacou Mendonça de Barros.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.