Quarta, 28 de Outubro de 2020 10:32
61 99574-8903
Tecnologia Transporte Aéreo

Plataforma dá gratuidade e promove conectividade aérea durante covid-19

Adam oferece frete de voos de passageiros, cargas e ambulância aérea para mais de 3,5 mil municípios

12/05/2020 08h00
Por: Redação Fonte: CNT
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

As consequências da crise do novo coronavírus fizeram crescer a relevância do táxi aéreo no Brasil. Além da redução na cobertura da malha aérea pela aviação regular (o número de voos caiu 32,8%, e os destinos atendidos pela malha aérea comercial somam 44), a pandemia aumentou a necessidade por voos que liguem grandes centros a localidades remotas. Nessas rotas, são transportados itens necessários para a saúde, como medicamentos e equipamentos, bem como profissionais que trabalham diretamente no combate à doença. 

“Além de ser um meio de transporte rápido, seguro e que resguarda a saúde dos passageiros, já que não envolve aglomeração de pessoas e prima por altos padrões de higiene e limpeza, aviões que fazem táxi aéreo chegam a aeroportos não abastecidos pela malha aérea comercial”, explica Daniel Diniz, CEO da Adam, primeira plataforma de mobilidade aérea no Brasil. 

A Adam é um marketplace que oferece tecnologia para gestão da disponibilidade de aeronaves – otimizando a rotina das operadoras aéreas – e que reúne ofertas de diferentes operadoras para fretamento de aviões. Dessa forma, a ferramenta permite a contratação de voos privados por pessoas físicas e jurídicas, por meio dos quais é possível acessar mais de 3,5 mil municípios

Facilidades para conectividade aérea

A fim de ampliar o acesso ao serviço de transporte aéreo de cargas e de passageiros no atual cenário, a CNT (Confederação Nacional do Transporte), a Abag (Associação Brasileira de Aviação Geral), o Sneta (Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo) e empreendedores do setor de tecnologia se uniram no Movimento Conectividade Aérea.

Um acordo firmado com a Adam permite que todas as empresas aéreas tenham isenção da taxa administrativa para uso da plataforma até 15 de julho. Assim, além de fazer o gerenciamento da frota, poderão divulgar gratuitamente, por meio do marketplace, serviços de táxi aéreo, transporte de cargas e UTI aérea. A isenção de encargos durante esse período também valerá para os consumidores. Eles pagarão apenas o valor dos voos definidos pelas operadoras.

“Nossa missão agora é oferecer mobilidade aérea para o que as pessoas precisam. Desejamos contribuir com a logística para empresas que têm de levar materiais a diversos destinos, hospitais que aguardam chegada de órgãos e, também, com serviço de UTI aérea para pessoas que necessitam transportar parentes doentes”, afirma Diniz.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.