Quarta, 28 de Outubro de 2020 13:48
61 99574-8903
Saúde & Bem-Estar Saúde

Militares farão capacitação de funcionários do Hemocentro de Brasília

Visita está marcada para tarde hoje

13/05/2020 13h34
Por: Redação Fonte: EBC
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Doar sangue é seguro mesmo em tempos da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Com o propósito de deixar essa informação bem clara para aqueles que fazem da doação de sangue um ato de solidariedade ao próximo, o Hemocentro de Brasília tem buscado cada vez mais aperfeiçoar os serviços que presta à sociedade. Para tanto, recebe na tarde de hoje (13), com o propósito de capacitar ainda mais seus funcionários, uma equipe de 16 militares do Comando Conjunto do Planalto.

“Mais do que fazer a limpeza de algumas instalações e capacitar ainda mais a equipe do hemocentro, queremos dar tranquilidade àqueles que vão ao local para doar sangue. Isso é muito importante porque há grande preocupação da população com o risco de se contaminar em ambientes como hospitais e similares”, explicou o porta-voz do Comando Conjunto do Planalto, tenente-coronel Boaventura.

De acordo com a assessoria do Hemocentro, a ida dos militares ao local será para a “atualização e reciclagem” dos conhecimentos que já são colocados em prática por seus profissionais.

Estoque de sangue

Atualmente o estoque de sangue do Hemocentro de Brasília está em 80%, o que é considerado “satisfatório” pela equipe. Esse quadro, no entanto, pode mudar muito rapidamente, motivo pelo qual  é necessário que as iniciativas de doação não parem.

“Por isso é muito importante mostrarmos que estamos sempre atualizados. Caso contrário, muitas pessoas podem deixar de vir aqui”, disse a chefe da Assessoria de Comunicação da Fundação Hemocentro de Brasília, Tatiana Tenuto.

Segundo ela, o estoque de sangue estava muito baixo até meados de março. “Mas felizmente, após esclarecermos a população sobre algumas medidas preventivas contra o novo coronavírus – em especial ao adotarmos o agendamento para evitar aglomerações – tivemos um aumento considerável do número de doadores”, acrescentou Tatiana.

A ajuda dos militares vai além da capacitação de funcionários. Desde março, toda semana cerca de 15 militares são enviados ao local para doar sangue. “Nosso comando responde por Distrito Federal, Goiás, Tocantins e pelo Triângulo Mineiro. Onde temos quartel, temos doadores se dirigindo aos hemocentros”, disse à Agência Brasil o porta-voz do Comando Conjunto do Planalto.

A ação de hoje (13) será feita no refeitório, local escolhido para ser feita a demonstração de como evitar contaminações, bem como das formas mais adequadas para procedimentos como retirada de luvas, sapatos e demais utensílios de vestuário. Os militares apresentarão também alguns produtos que são usados para a limpeza.

Agendamento de visitas

Ações similares têm sido feitas pelo comando em locais de grande circulação, onde o potencial de proliferação do vírus é maior, como rodoviárias, aeroportos e hospitais. Entidades e órgãos interessados em receber as visitas instrutivas podem solicitá-las pelo e-mail d9ccp@cmp.eb.mil.br.

“Enviamos previamente uma equipe para fazer o reconhecimento da área e ver o que é necessário ser feito, a partir das características específicas do local. Nosso equipamento é todo para a guerra, e nem sempre esses locais possuem o mesmo tipo de equipamento. Por isso, além de avaliarmos os materiais que são usados, nós podemos sugerir equipamentos que possam ser adquiridos”, disse Boaventura.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.