Quinta, 26 de Novembro de 2020 14:27
61 99574-8903
Mercado Mercado

Dicas para melhorar as vendas no comércio

Está buscando estratégias de crescimento no varejo em 2020? Apresentamos aqui três dicas para melhorar as vendas no comércio. Confira!.

26/05/2020 09h29
Por: Redação Fonte: Estadão Conteúdo
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
As vendas no comércio varejista cresceram pelo 3° ano consecutivo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta, em 2019, foi de 1,8%, mostrando mais uma vez a força desse mercado e sua importância na economia brasileira. No intuito de proporcionar ainda mais crescimento, apresentamos aqui algumas dicas para melhorar as vendas no comércio. O artigo tem foco em três pontos:

- Portfólio de produtos;

- Campanhas sazonais;

- Vendas pela internet.

Quer saber como melhorar as vendas e obter um resultado surpreendente no próximo balanço financeiro? Siga a leitura!

Como melhorar as vendas no comércio

Portfólio de produtos

Você já tentou identificar, de alguma forma, o padrão de comportamento dos seus compradores? Para eles, tudo importa: a cor dos produtos, a organização da loja, a velocidade do atendimento, a educação dos vendedores etc.

Sendo assim, para melhorar as vendas no varejo, é muito importante que a empresa tenha um método para avaliar e otimizar a jornada de compra do consumidor.

Depois disso, é possível reconhecer com mais facilidade as escolhas feitas pelo consumidor, identificar os gargalos que prejudicam as vendas e fazer correções em um aspecto muito importante da loja: o portfólio de produtos.

Avaliando o portfólio

Essa é uma tarefa que deve ser feita constantemente. As análises críticas do portfólio podem mostrar se o mix de produtos atrai os interesses e atende ao comportamento dos consumidores.

É o tipo de análise que também serve para fazer mudanças no modelo, na quantidade e até na marca dos produtos oferecidos. Além disso, a disponibilidade das mercadorias para a pronta-entrega fica mais criteriosa.

Fazer essa escolha não é difícil. Você só precisa reconhecer quais são os itens mais vendidos e suas características comuns, como preço, cor, durabilidade, função.

Os pedidos devem acontecer mais vezes para eles e, dessa forma, a gestão de estoque da loja é otimizada, o que ajuda a melhorar as vendas.

As campanhas sazonais

Identificar os ciclos comerciais também pode trazer muitos ganhos no varejo e melhorar as vendas. Você sabe, por exemplo, quando começa e quando termina o ciclo do Natal?

Identificando esses períodos, você consegue estabelecer campanhas específicas e estimular os impulsos do consumidor.

O que é a sazonalidade no comércio?

A sazonalidade no comércio serve para mostrar o quanto as vendas flutuam ao longo do ano. Produtos para jardim, por exemplo, são comprados em maior escala na época de verão.

Definir qual estratégia será usada nas datas comemorativas ajuda a impactar o público no momento certo, a organizar melhor o estoque e a agenda de serviços, evitando prejuízos.

Mas atenção! Você precisa escolher as datas certas para abordar seu público, pois nem todas são importantes. Lojas que atendem jovens sem filhos não precisam criar uma campanha para o dias crianças por exemplo.

As datas comemorativas dignas de campanha da sua loja devem ter relação direta ou próxima com o perfil da empresa e do público.

Se não for assim, você estará desperdiçando recursos, tempo e trabalho. Além disso, campanhas sazonais em excesso podem cansar os clientes.

A aposta em campanhas sazonais precisa levar em consideração, tanto as vendas, como a experiências do consumidor e isso não acontece se a empresa faz uma campanha especial por semana.

Para saber quais campanhas sua empresa pode fazer, nada como conhecer bem o perfil do cliente. Faça pesquisas com eles e encontre uma forma de analisar o histórico de vendas para identificar as datas mais adequadas.

Os produtos e serviços que são o carro-chefe da empresa também oferecem diferentes links com datas especiais ao longo do ano. E lembre-se de ser criativo e não apostar somente naquelas datas mais conhecidas.

Você sabia que em abril, por exemplo, temos o "dia do jovem" e, em maio, o "dia da decoração"?

Essas datas podem aumentar o engajamento dos clientes e melhorar as vendas no varejo. Além disso, nem toda concorrência vai perceber essas oportunidades.

Um novo canal de vendas na internet

Mas a dica de ouro, na era do smartphone e da internet sem limites, é a criação de uma loja virtual para reforçar as vendas da loja física.

O e-commerce não para de crescer no Brasil e os lojistas devem acompanhar esse movimento a fim de melhorar as vendas.

Criar uma loja virtual é fácil, mas uma que realmente amplie as vendas requer o cumprimento de algumas etapas, como planejamento, escolha da plataforma, formas de pagamento e otimização da logística.

Parece muita coisa? Calma lá! Você não está sozinho. A seguir, vamos explicar o que precisa ser feito.

Planejamento

Evidentemente, tudo começa no planejamento. Nessa etapa, você tem que estudar o mercado e a concorrência. Além disso, tem que pensar se consegue manter os mesmos fornecedores e parceiros da loja física, ou se precisa buscar outros.

A análise dos concorrentes é importante para você encontrar formas de se diferenciar. Faça pesquisas sobre público-alvo, tendências de consumo e dados demográficos. Com todas essas informações em mãos, é hora de montar o plano de negócio da loja virtual - assim como fez para a loja física.

Plataforma

A escolha da plataforma de e-commerce é uma das decisões mais importantes na criação de uma loja virtual. Sua tarefa é encontrar uma plataforma equilibrada nos seguintes aspectos:

- Preço;

- Flexibilidade;

- Produto (facilidade de uso, estabilidade, segurança);

- Serviços (atendimento/suporte de qualidade);

- Variedade de integrações;

- Atualizações constantes;

- Suporte às diversas formas de pagamento;

- Opções de layouts customizados;

- Relatórios de desempenho.

Cabe ressaltar que a plataforma é a base de uma loja virtual. Através dela, sua loja vai funcionar e crescer.

Formas de pagamento

Quanto mais opções de pagamento o cliente tiver, mais facilidade ele terá para fazer compras. O ideal é oferecer os principais meios de pagamento: dinheiro, transferência bancária, boleto, cartão de crédito e débito com as principais bandeiras.

Logística

Não adianta ter os melhores produtos, campanhas de marketing infalíveis e uma logística fraca, que não consegue acompanhar o ritmo das vendas com agilidade e eficiência. Por isso, a logística é fundamental e deve ser impecável para melhorar as vendas na loja virtual.

Agora você conhece três estratégias que podem impulsionar as vendas. A primeira é uma análise crítica do portfólio de produtos. A segunda é aproveitar melhor a sazonalidade do comércio e a terceira é criar uma loja virtual.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.