Quinta, 29 de Outubro de 2020 07:09
61 99574-8903
Geral Infraestrutura

DNIT realizará bloqueios de tráfego na parte superior do viaduto do Anel Viário que dá acesso à GO-040

Previsão para a liberação do trânsito é no fim da primeira quinzena de junho

02/06/2020 09h00
Por: Redação Fonte: DNIT
Foto: DNIT
Foto: DNIT

Na próxima quarta-feira (03), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) vai realizar obras de restauração e manutenção na parte superior do viaduto do Anel Viário que dá acesso à GO-040 (saída para Guapó).

A Autarquia fará o tratamento das camadas superiores do pavimento, executando por exemplo, a reciclagem de base com adição de cimento. Posteriormente, será realizada a aplicação de Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ). Em conjunto a estes serviços, será aplicada a manta geotêxtil, solução que apresenta baixo custo e que proporciona grandes benefícios, como a maior durabilidade do pavimento, evitando, assim, o aparecimento de trincas.

Essas ações permitem que o pavimento suporte de forma adequada o volume considerável de tráfego de veículos de passeio e de carga da região, aumentando a vida útil dele, gerando maior conforto e segurança aos usuários.

Enquanto as ações são realizadas, os usuários que necessitarem percorrer nas proximidades, deverão utilizar o desvio sinalizado ou buscar por rotas alternativas. Nesse sentido, o DNIT pede que os condutores se planejem e obedeçam a sinalização do local.

Lembrando que esta intervenção faz parte do escopo do contrato vigente e a previsão de término das obras na parte superior do viaduto está marcada para o fim da primeira quinzena de junho.

A parte superior do viaduto localizado no Anel Viário permite o acesso ao Jardim Helvécia, condomínio Jardins Madri, residencial Center Ville, setores Faiçalville, Garavelo, Caravelas, dentre outros. Ele também dá acesso à GO-040 (saída para Guapó), BR-060/GO (saída para Rio Verde) e BR-153/GO (saída para Anápolis).

Sobre as obras do Anel Viário de Goiânia/Aparecida de Goiânia

As obras estão em fase final de execução, uma vez que a previsão de conclusão é em novembro deste ano. Elas consistem na recuperação e na manutenção do pavimento das pistas de rolamento e dos acostamentos, bem como a conservação rotineira da faixa de domínio da rodovia.

Ao todo serão restaurados 16,9 quilômetros de pista. Além da recuperação da estrada, a obra abrange também a adequação dos retornos existentes, tendo em vista que os antigos não possuíam faixa de aceleração e desaceleração o que irá garantir ao usuário maior segurança e fluidez ao Anel Viário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.