Quarta, 28 de Outubro de 2020 19:44
61 99574-8903
Mercado Artigo

Compensa ter um carro movido a gás natural?

Tire aqui as suas conclusões sobre ter ou não um veículo a gás!

15/09/2020 13h51 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Imagem: Pixels
Imagem: Pixels

Com os sucessivos aumentos nos preços da gasolina, os motoristas costumam perguntar se vale a pena trocar o veículo pela gasolina. Segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Gás (Abegás), a economia com gás natural veicular (GNV) em relação à gasolina pode variar de 43% a 58% (dependendo do preço nos postos e de 44% a 66% em relação ao etanol O estudo também descobriu que o GNV tende a compensar mais quem costuma dirigir muito. Antes de qualquer coisa a pessoa que pensa em instalar um kit de gás, deve procurar uma oficina homologada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, o Inmetro, no site deles tem disponível uma lista com os locais que são autorizados a realizar as instalações de carros à venda em Goiânia.

Confira como realizar a conversão passo a passo:

- Solicitar autorização do Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) para trocar o combustível.

- Traga o veículo para oficina credenciada junto ao Inmetro para adaptação.

- Após a reforma, o veículo deve ser inspecionado por órgão fiscalizador credenciado do Inmetro e autorizado pelo Detran, nota fiscal de serviço e Certificado de Qualidade de Instalador Cadastrado para Certificado de Segurança Veicular (CSV).

- Com um CSV e uma fatura do equipamento, você deve relatar o veículo à CRVA para registrar a troca de combustível.

- Quando for registrada a troca de cilindros, o proprietário deve retornar ao órgão de inspeção para que seja colocado um lacre no para-brisa para reabastecimento.

 

 Algumas perguntas frequentes:

 

Este combustível alternativo é seguro?

Se a instalação correta for feita, sim. Os cilindros de armazenamento são muito mais fortes do que os botijões comuns, portanto o vazamento é virtualmente zero.

 

Qual é a economia quando se trata de reabastecimento?

A preços atuais, pode chegar a 65% para a gasolina e 75% para o etanol. Com a entrega de GNV, é possível rodar cerca de 100 quilômetros, quase o dobro do reabastecimento com gasolina.

 

Quanto custa a conversão?

O atendimento dura um dia e custa em média R$ 3.000. O preço é para o conjunto Geração 5, considerado o mais moderno. No entanto, dependendo do tipo de veículo, esse custo pode ser um pouco maior ou menor. Não se esqueça dos preços do Detran.

 

Existem outros benefícios além da economia?

A queima do GNV tem um nível de desperdício muito baixo, o que prolonga a vida útil do carro. Além disso é mais seguro porque o gás não entra em contato com o ar no momento de reabastecer, o que evita o risco de explosão e também o GNV é 100% puro, sem risco de adulteração.

 

 Com que rapidez o investimento será pago de volta?

 

Isso varia dependendo da aplicação do veículo. Quem circular mais verá que o investimento retorna mais rápido. Para um carro que percorre cerca de 100 quilômetros por dia (equivalente a 3.000 quilômetros por mês), esse investimento pode se pagar em nove meses. Dependendo da oficina de montagem escolhida, o pagamento poderá ser parcelado.

 

Confira as vantagens de usar GNV:

 

1) Menores despesas e menor consumo de combustível. Essa é a principal vantagem do GNV sobre a gasolina, o etanol e o óleo diesel. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Gás (Abegás), o gás natural automotivo é cerca de 43% a 58% mais econômico do que a gasolina e 44% a 66% mais eficiente que o etanol. Isso significa que você economizará dinheiro e visitará o posto de gasolina com menos frequência!

2) O GNV é menos poluente. Comparado aos combustíveis líquidos, o GNV polui o meio ambiente em menor grau. Em comparação com a gasolina, emite cerca de 20% menos dióxido de carbono (CO2) na atmosfera e 15% menos que o etanol.

3) O sistema de injeção está sempre limpo. Por ser um combustível mais limpo, o gás não permite que depósitos se acumulem no injetor.

4) O óleo dura mais: o GNV é um combustível mais limpo do que os combustíveis líquidos. Não mistura e não contamina o óleo do motor, aumentando a vida útil do fluido. Além disso, há pouca formação de resíduos de combustão, o que também torna o óleo mais limpo. Como resultado, o óleo lubrificante do motor do carro GNV pode ser substituído em um período de tempo mais longo sem a integridade dos componentes internos dos componentes mecânicos.

5) Vida útil mais longa do escapamento: Como a gasolina e o álcool não acumulam água, a vida útil do sistema é 20% maior do que a do kit de combustível líquido.

6) Economia de combustível: De acordo com pesquisa realizada em fevereiro deste ano pela Associação Brasileira das Empresas de Gás (Abegás), a economia no uso do GNV em relação à gasolina varia de 43% a 58% (pelo preço na bomba e de 44% a 66% em relação ao com etanol.

 

Agora confira as desvantagens de usar GNV:

 

1) A cabeça do motor pode estourar: conforme o sistema recebe mais pressão, a probabilidade de surgirem pequenas rachaduras aumenta significativamente. O ideal é que o motor esteja sempre afinado e sempre siga as recomendações das empresas de conversão.

2) Maior desgaste dos fios das velas de ignição: Ao usar GNV, os fios das velas de ignição podem se desgastar menos do que o tempo ideal. A vida útil desses componentes pode cair de 30.000 quilômetros para quase a metade.

3) Bloqueio das válvulas: Como os cilindros funcionam com combustível seco, a falta de lubrificação pode causar falha. O ideal é usar gasolina ou álcool todos os dias por 5 km.

4) Perda de potência do motor: Sim, ao instalar o GNV, você pode notar que o motor do carro fica um pouco fraco. Isso ocorre porque a perda de potência do GNV de quinta geração (o GNV mais popular) é de cerca de 3% em comparação com o motor de combustão interna.

5) Perda da garantia: Se você tem um carro novo e está pensando em instalar um kit GNV, observe que você perderá definitivamente a garantia de fábrica fornecida pelo fabricante do veículo (cinco ou até seis anos, dependendo da marca).

 

Gostou deste artigo? Então compartilhe em suas redes sociais, para que mais pessoas entendam se compensa ter um carro movido a gás natural!

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.