Sexta, 23 de Outubro de 2020 17:52
61 99574-8903
Geral Decisão

Justiça autoriza viagens intermediadas pela Buser

A decisão foi proferida de forma preventiva, para impedir apreensões que vinham sendo irregularmente realizadas

11/10/2020 08h57 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Foto: Divulgação/Buser
Foto: Divulgação/Buser

Na véspera do início do feriado prolongado de 12 de outubro o Tribunal Regional Federal da 3ª Região acolheu o mandado de segurança preventivo impetrado pela empresa Fornasa Transportes e Turismo, que utiliza a plataforma Buser como intermediadora na venda de viagens fretadas, no qual pedia o direito de exercer sua atividade sem correr o risco de ver seus veículos apreendidos sob a acusação de transporte irregular.

Ao acolher o pedido da empresa, o juiz federal Fernando Marcelo Mendes asseverou que “a inovação tecnológica, não se encontra no fretamento coletivo, mas na sua inserção e adaptação ao mundo digital, que , longe de ferir as garantias de universalidade, continuidade e regularidade do direito social ao transporte, torna ainda mais eficaz a sua concretização, promovendo a conexão entre o potencial cliente e as empresas que fornecem o serviço de fretamento de veículos”. 

A decisão foi proferida de forma preventiva, para impedir apreensões que vinham sendo irregularmente realizadas. Os fretadores, pequenos empresários que foram duramente afetados pelos efeitos econômicos da pandemia, vêm enfrentando inúmeras dificuldades nos últimos tempos em razão da falta de uma regulamentação explícita que trate da permissão para a realização das atividades por meio de aplicativos, como a Buser. 

O objeto da ação proposta pela Fornasa é a proteção dos fretadores regularmente inscritos na Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT, que já prestam esse serviço em outras modalidades, para que também possam prestar serviços por meio de plataformas de economia compartilhada.

Confira a decisão na  integra (CLICANDO AQUI)

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.