Sábado, 23 de Janeiro de 2021 18:05
61 99574-8903
Geral Obras

Governo Federal conclui pavimentação de mais 32 quilômetros na BR-230 no Pará

Além da Transamazônica, DNIT entrega 190,34 quilômetros recuperados na BR-163/PA

17/12/2020 09h31 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: DNIT
Foto: Divulgação/DNIT
Foto: Divulgação/DNIT

O ano de 2020 foi de muito trabalho para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) ao longo das rodovias federais do estado do Pará. A pavimentação da Transamazônica é uma prioridade do governo federal. Nesse sentido, a Autarquia liberou 32 quilômetros de pista asfaltada na BR-230/PA, entre os municípios de Itupiranga e Novo Repartimento.

O investimento total é de R$ 227,6 milhões. Os serviços contemplam a pavimentação de um total de 101,9 quilômetros da rodovia federal. Com a entrega desse trecho, localizado entre o km 235 e o km 267, a Autarquia já concluiu a execução de 90 quilômetros.

A pavimentação da BR-230/PA proporcionará melhorias na mobilidade de tráfego e vai contribuir para a integração socioeconômica da região.

BR-163/PA - Outra obra entregue no Pará foi a recuperação de 190,34 quilômetros de pista na BR-163/PA. O investimento nesses serviços foi de R$ 115.773.549.
As obras compreendem os três contratos vigentes de recuperação ao longo da rodovia federal. No primeiro, com 102,3 quilômetros de extensão e cortando os municípios de Altamira e Novo Progresso, 45,30 quilômetros foram executados em 2020. No ano passado, outros 57 quilômetros já haviam sido feitos no trecho.

O segundo contrato tem uma extensão total de 117,14 quilômetros e passa pelos distritos de Três Bueiras e Aruri, no município de Trairão, além de cortar o município de Itaituba. Em 2020, as equipes do DNIT recuperaram 100,10 quilômetros - em 2019 foram 17,4 km.

O último contrato, o único ainda em andamento, conta com 138,20 quilômetros de extensão e passa pelos distritos de Castelo dos Sonhos e Cachoeira da Serra, do município de Altamira. Desse total, 44,94 quilômetros foram executados neste ano e 24,40 quilômetros em 2019. A previsão é finalizar os 68,86 quilômetros restantes em 2021.

A BR-163/PA é um dos principais corredores logísticos do país e garante o escoamento da safra de grãos que sai do centro do país, sobretudo de Mato Grosso, até os portos do Pará, com destaque para Miritituba, de onde são transportados para os principais centros consumidores em todo o mundo.

Além dos benefícios para a economia da região, essas obras executadas pelo DNIT na rodovia federal dão mais segurança para aproximadamente seis mil caminhoneiros que trafegam por lá diariamente.

Manutenção - Além das obras de recuperação na BR-163, o estado do Pará conta hoje com 100% de sua malha rodoviária coberta por contratos de manutenção. O objetivo do DNIT é assegurar boas condições de trafegabilidade para os usuários das rodovias, que ajudam a impulsionar a economia, escoando produtos agrícolas pelo Brasil e incrementando a exportação para outros países.

Hospital flutuante - O DNIT concluiu, em maio, a transposição de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) Fluvial pelas eclusas de Tucuruí, no rio Tocantins. A ação foi realizada em operação de caráter emergencial, com o objetivo de garantir o deslocamento da unidade que auxiliou nas ações do município de Itupiranga no combate ao coronavírus.

O hospital flutuante foi construído em Manaus e seguiu navegando em direção à cidade de Itupiranga ao passar pelas eclusas de Tucuruí. O serviço nas eclusas estava suspenso desde 2018, em função de problemas técnicos nos equipamentos necessários para garantir a operação segura do sistema.

A UBS Fluvial, além de levar a saúde até os moradores que vivem na beira dos rios, agiliza o atendimento, pois diminui a necessidade de deslocamento até a cidade.

1712PA2.jpeg

O restabelecimento da operação das eclusas viabiliza a navegação em um trecho de aproximadamente 500 quilômetros de extensão, localizado entre Marabá e o porto de Vila do Conde, próximo a Belém.

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.