Quarta, 03 de Março de 2021 20:12
61 99574-8903
Geral Infraestrutura

Em 2020, DNIT avança nas obras de duplicação da BR-163 no Paraná

Equipes da Autarquia também realizaram a supervisão técnica das obras da segunda ponte sobre o rio Paraná

28/12/2020 15h20
Por: Redação Fonte: DNIT
Foto : Divulgação/DNIT
Foto : Divulgação/DNIT

O ano de 2020 foi de muito trabalho no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no estado do Paraná. A Autarquia avançou com as obras de duplicação na BR-163/PR, rodovia que está sendo duplicada em dois segmentos. O primeiro trecho está localizado entre Cascavel e Marmelândia, com extensão total de 74 quilômetros, dos quais 28,3 quilômetros já foram liberados ao tráfego, entre a BR-277/PR e o distrito de Santa Maria. O segundo - Km 235 ao Km 274 – está situado entre Toledo e Marechal Cândido Rondon e já conta com 33,3 quilômetros abertos ao tráfego.

A rodovia federal é um dos principais eixos logísticos para o escoamento de produtos dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, permitindo o acesso aos portos de Paranaguá (PR) e Itajaí (SC).

Já na BR-487/PR, o DNIT, em convênio com o Governo do Paraná, atua com a implantação e pavimentação da rodovia, no trecho localizado entre a divisa do Estado com o Mato Grosso do Sul, no município de Icaraíma, até o município paranaense de Umuarama. O projeto da rodovia contempla a pavimentação de cerca de 47 quilômetros de pista, incluindo 9,7 quilômetros no contorno sul de Icaraíma, quatro quilômetros no contorno noroeste de Santa Elisa, melhorias de acesso e infraestrutura de escoamento de águas. A previsão é de conclusão no próximo ano.

Mais conhecida como Estrada da Boiadeira, a BR-487/PR foi aberta no início do século passado por tropeiros que traziam gado comprado em Mato Grosso do Sul para engordar no Paraná. A rodovia faz a ligação de Mato Grosso do Sul com polos de serviços e agroindústrias do Paraná, até o porto de Paranaguá, contribuindo para redução de custos de transporte, além de permitir o escoamento da produção agropecuária.

E na segunda ponte sobre o rio Paraná, o DNIT é responsável pela aprovação dos projetos e supervisiona a execução das obras. O novo empreendimento está sendo construído entre Foz do Iguaçu (PR) e Presidente Franco, cidade paraguaia vizinha a Ciudad del Este. Com a construção da nova estrutura, os usuários da segunda ponte irão se beneficiar com a redução do tempo de viagens e com o tráfego mais seguro entre as cidades.

O novo marco arquitetônico e logístico do estado do Paraná está com 42% dos serviços concluídos e terá uma extensão de 760 metros de comprimento. A nova ponte também contará com um vão-livre de 470 metros, o maior da América Latina. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro nas laterais.

Aguardada há muitos anos, a segunda ponte entre os dois países será mais um estímulo ao desenvolvimento regional. A região de Porto Meira, em Foz do Iguaçu, deverá ter um crescimento considerável, assim como a cidade de Presidente Franco no Paraguai. A nova ligação entre os países será um incentivo para a geração de novos empregos, fortalecerá a integração, facilitará a logística de cargas e aliviará o trânsito no centro de Foz do Iguaçu e na Ponte da Amizade.

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.