Quarta, 03 de Março de 2021 08:07
61 99574-8903
Mulheres na Boleia Destaque

Caminhoneira que dirige graneleiro se destaca na Rota Paranaguá/Rio Verde

Raquel Veloso tem ainda o pai e a irmã dirigindo caminhões

30/01/2021 09h00 Atualizada há 1 mês
Por: Camila Pimentel
Caminhoneira que dirige graneleiro se destaca na Rota Paranaguá/Rio Verde

Quem tem pai caminhoneiro, caminhoneira é? Sim. Pelo menos para Raquel Veloso, que tem 28 anos e sonhava desde criança em dirigir caminhão, pois a família toda é de caminhoneiros pai, tios, irmã e primos. Ela começou aos 22 anos e recebeu total apoio do pai Francisco, da irmã Rejane e do marido Alex, que também são motoristas de caminhão.

Caminhoneira autônoma ela falou com muito carinho do seu caminhão, que foi adquirido pelo pai com muito esforço. “Para deixar meu caminhão mais parecido comigo coloquei faixas rosa na lateral, ficou super lindo e todos me conhecem por onde passo”, ressaltou Raquel.

Ela hoje faz a rota Paranaguá-PR/Rio Verde-GO. “De Paranaguá subo com fertilizantes para as plantações de Rio verde e de lá desço com farelo, milho ou soja para exportação em Paranaguá”.

Raquel destacou ainda que ser caminhoneira é a realização de um sonho. “Sonhei desde criança em ser caminhoneira, já que minha família inteira lida com caminhão. No entanto, achava que não seria possível realizar esse sonho pelo fato de eu ser muito pequena. Só que com o passar dos anos percebi que meu tamanho não era obstáculo para realizar meu sonho, pois eu tinha muita força de vontade e persistência”, afirmou Raquel.

Sobre os desafios a caminhoneira diz que encontra todos os dias e citou a falta de infraestrutura das empresas que não estão preparadas para receber mulheres.  “Ainda existem firmas que não têm banheiros femininos e nem pátios adequados. Muitos lugares os pátios são de terra batida e há muito barro e poeira. Nem tudo são flores na estrada, mas é a vida que amo e tudo fica bom”, garantiu Raquel.

Raquel tem a presença da família em suas viagens e sempre recebeu incentivo para seguir no mundo dos caminhões. “Minha família foi minha inspiração e incentivo. Estou onde estou por causa da minha família, que lida com caminhão graneleiro. Vem de berço esse amor por caminhão. Hoje viajo junto com meu pai, ele em um caminhão e eu em outro e a minha mãe sempre nos acompanha”.

Raquel disse ainda que a presença da mãe, que se chama Helena, é fundamental para ela e o pai dirigirem tranquilos. “Ela faz comida e está sempre nos ajudando no que precisamos. Meu pai se acostumou com a companhia dela nesses mais de 25 anos de estrada”, disse a caminhoneira.

A caminhoneira também fala da saudade do filho, Kauan, de nove anos, que fica na cidade onde nasceu e mora, Bom Jesus, em Santa Catarina. “Meu maior desafio hoje é ficar longe do meu filho. Eu fico cerca de 30, 40, 50 dias sem ir para casa e é muito difícil ficar longe dele. Ele no início viajava junto, mas com três anos deixei ele em casa por causa dos estudos. No entanto,  nas férias ele vem junto e é a minha maior alegria.

E mesmo com as dificuldades e a saudade do filho, Raquel Veloso garante  que é muito feliz na profissão, pois a sua persistência e determinação hoje servem de exemplos para muitas pessoas. “ Sou muito feliz e realizada nessa profissão que tenho, sou muito admirada por onde passo, uma por ser mulher e trabalhar com caminhão bitrem graneleiro, que é bem mais difícil, e outra por eu ser tão pequena. Recebo inúmeras mensagens afirmando que sou  inspiração tanto para mulheres que tem o mesmo sonho que eu tive e tanto para homens, que não se acham capazes de trabalhar com graneleiro”, afirmou Raquel.

Sempre alegre Raquel fala com muito bom humor sobre o seu tamanho. “Para enlonar e desenlonar meu caminhão e alcançar as borrachinhas da lona preciso subir num galão de óleo que sempre tenho junto, porque não alcanço”, contou aos risos.

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.