Terça, 20 de Abril de 2021 08:03
61 99943-0207
Geral Educação

Centros Juvenis de Ciência e Cultura abrem 2.670 vagas para 86 oficinas em ensino remoto

Ao todo, são 86 oficinas com 2.670 vagas. As aulas terão início no próximo dia 29.

18/03/2021 18h16 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Secom Bahia - (Luana Marinho)
Foto : Reprodução/Governo da Bahia
Foto : Reprodução/Governo da Bahia

Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC), iniciativa da Secretaria de Educação do Estado, estão com inscrições abertas até o dia 28 de março para oficinas em formato de ensino remoto, nas sedes de Salvador, Barreiras, Irecê, Jequié, Senhor do Bonfim, Serrinha e Vitória da Conquista. Ao todo, são 86 oficinas com 2.670 vagas. Os estudantes interessados devem acessareste link, escolher a unidade do CJCC e fazer a inscrição por meio do preenchimento do formulário. As aulas terão início no próximo dia 29.

A estudante Emille Queiroz Pereira, 14 anos, conta que já cursou algumas oficinas na sede em Serrinha e, assim que soube das inscrições, se cadastrou para uma vaga no curso I9 ADM e Tecnoplant. “Frequento os cursos do CJCC desde 2019. Já fiz as oficinas What’s UP Inglês Básico; StartME – Empreendedorismo; Claquete, gravando!; e Bê-@-Bá da Informática. Gosto da unidade porque percebi as oportunidades dos cursos e senti que seriam essenciais para ampliar a minha jornada escolar e capacitação. Inclusive, perdi um pouco da minha timidez, quando participei como monitora no Festival de Invenção e Criatividade, que foi muito importante pra mim”, disse a estudante.

Para Cristina Régia, mediadora da oficina ‘Ciência em ação e cozinha saudável’, no CJCC de Irecê, as aulas buscam o protagonismo juvenil e o crescimento acadêmico e humano do estudante. “Mesmo de forma on-line, as aulas procuram sempre ser colhedoras, dinâmicas e com o olhar voltado para o jovem na busca que ele seja o protagonista do seu próprio conhecimento. Na oficina “Cozinha saudável”, por exemplo, temos a etapa mão na massa, na qual o aluno prepara as receitas e coloca em prática o que aprendeu. Compartilhamos vídeos que abordam a bioquímica dos alimentos e os alunos pesquisadores de receitas saudáveis vão compartilhar as cenas deles preparando as receitas e explicando as suas descobertas para toda a classe”.

De acordo com Carolina Bahiana Dórea, coordenadora dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura, o formato amplia o acesso dos estudantes baianos às temáticas culturais e científicas, cumprindo um papel de extensão em relação à educação formal. “São ofertadas oficinas em diversas áreas do conhecimento, de acordo com a realidade de cada Centro, buscando sempre contribuir com o desenvolvimento das aprendizagens essenciais. As oficinas são interdisciplinares, inovadoras e contribuem para o desenvolvimento das competências e habilidades da Base Nacional Curricular, reforçando a compreensão de fatos culturais, artísticos e tecnológicos da humanidade, além de avanços e conquistas científicas”.

Com mais de 700 inscritos, para 360 vagas em 12 oficinas, o CJCC de Vitória da Conquista, em apenas três dias, já encerrou as as inscrições. De acordo com a diretora da unidade, Alice Irigoyen, a pessoa que não conseguiu uma vaga vai entrar em uma lista de espera, podendo ser convocada se houver alguma desistência. Ainda de acordo com a gestora, o formato das aulas e oficinas e a parceria com a comunidade escolar foram fundamentais para o sucesso das inscrições.

“O número de inscrições superou todas as nossas expectativas. Estávamos esperando uma procura dos estudantes, até porque vai haver um reaproveitamento dessa carga horária, mas nos surpreendeu a eficácia da parceria com gestores das outras unidades e com os coordenadores e professores. Fizemos uma divulgação com estes grupos e eles incentivaram os estudantes a participar. A busca intensa também se deve pelo formato do CJCC, que possui um o ensino transmitido de forma divertida, com temáticas que são contemporâneas, atrativas e que dialogam com o que os estudantes gostam. No meio dos temas que eles gostam, vamos trabalhando diferentes conteúdos e eles têm liberdade de escolher o que querem fazer, isso atrai bastante”, avaliou a diretora. A relação dos cursos está disponível noPortal da Educação.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.