Sábado, 10 de Abril de 2021 08:51
61 99574-8903
Mercado Indústria

Volvo CE ganha espaço no Brasil, faz novas contratações e nacionaliza mais máquinas

Registrando aumento nas vendas no Brasil e com bons resultados no continente como um todo, a Volvo Construction Equipment Latin America encerrou o ano com números positivos. Com o aumento das exportações em 2020 e a previsão de continuidade das vendas externas e internas, a fábrica da Volvo CE no Brasil está concluindo a contração de 250 pessoas. A empresa também iniciou o processo de nacionalização de dois modelos de carregadeiras com a perspectiva de retomada gradual da economia, e está lançando um novo compactador de solo fabricado no País.

22/03/2021 08h25 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Fonte: VOLVO
Foto : Divulgação/VOLVO
Foto : Divulgação/VOLVO

“O setor de equipamentos de construção teve um bom desempenho de uma maneira geral, mesmo em um ano desafiador por causa da pandemia”, declara Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo CE Latin America. Pela primeira vez em seis anos, em um movimento puxado principalmente pelo Brasil, o mercado latino-americano de máquinas (todas as marcas) alcançou 31.932 unidades, um número 9,3% maior que os 29.211 equipamentos registrados no ano anterior. As entregas da Volvo CE (máquinas Volvo e SDLG) na América Latina cresceram 18,6%, o dobro da evolução do mercado.

O Brasil representou cerca de dois terços das vendas continentais de todas as marcas, com 21.940 unidades no ano passado, uma expansão de 32,2% na comparação com as 16.598 máquinas entregues em 2019. “É o terceiro ano consecutivo em que o mercado brasileiro cresce de forma relevante, dobrando de tamanho nos últimos três anos e encerrando 2020 acima do patamar de 20 mil unidades, o que havia acontecido pela última vez em 2014”, comenta Luiz Marcelo.

Considerando somente os equipamentos para carregamento, transporte e escavação, como carregadeiras, escavadeiras e caminhões articulados, a Volvo CE teve excelente desempenho, com vendas 48% maiores no Brasil, na comparação com uma elevação de 40% do mercado. Nesse segmento, a Volvo CE ampliou suas entregas na América Latina em 25%, número superior aos 20% de crescimento registrado pelo mercado. “Isso é fruto da gradual recuperação da região a partir do segundo semestre e também de nossa oferta de máquinas avançadas e com alta disponibilidade. Temos um portfólio de produtos que atende a praticamente todas as necessidades dos clientes de toda a região”, diz o executivo.

Exportações e contratações

O setor de equipamentos de construção da região hispânica foi mais fortemente afetado pela pandemia. Como os governos locais impuseram lockdowns mais rigorosos e longos, a recuperação do mercado deu-se apenas no terceiro trimestre, acelerando-se nos últimos três meses, em uma dinâmica que reverteu a tendência de queda do período. “Acreditamos que, neste cenário, temos um potencial importante de crescimento de volumes nesta região para este ano”, destaca o presidente da Volvo CE LA.

Os negócios da Volvo CE em 2020 também foram beneficiados pela excelente reputação da fábrica latino-americana da marca, sediada em Pederneiras, interior de São Paulo. Inovadora e de classe mundial, a unidade fabril local viu sua produção crescer 19% no ano passado, na comparação com 2019, principalmente por conta do aumento dos envios de máquinas para diferentes países da Europa, um dos mais exigentes mercados globais. Do portfólio completo de Pederneiras em 2020, 14% da produção foram para os Estados Unidos e o Canadá, 8% para a Europa e Oriente Médio, 8% para a Oceania e 11% para os países hispânicos do continente.

Um dos principais elos do sistema industrial global da corporação, a planta latino-americana está concluindo a contração de 250 funcionários para a linha de produção. A fábrica tem atualmente 621 empregados, quase o dobro do número de antes da pandemia. É o maior contingente de pessoas desde 2013.

Nacionalizações e Co-Pilot

Com um mercado mais promissor e seguindo sua estratégia comercial, a Volvo CE está nacionalizando dois modelos de carregadeiras de grande porte, a L150H e a L180H, até então importadas da Suécia. Carregadeiras de maior peso operacional já fabricadas no País pela marca, têm avançada tecnologia e grande eficiência energética. A Volvo também está lançando um novo compactador de solo, o SD110B, em substituição ao SD105. Além disso, a empresa está lançando uma versão atualizada do Co-Pilot, o inovador sistema de assistência ao operador da marca, com um novo conjunto de aplicativos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.