Sábado, 08 de Maio de 2021 13:42
61 99943-0207
Geral Infraestrutura

DNIT avança na execução das obras do Complexo Viário do Gancho de Igapó, no Rio Grande do Norte

Autarquia liberou vias marginais, alças de acesso e a rotatória sob o viaduto

12/04/2021 07h14
Por: Redação Fonte: DNIT
Foto : Divulgação/DNIT
Foto : Divulgação/DNIT

Dando continuidade aos trabalhos no Complexo Viário do Gancho de Igapó, na BR-101/406/RN, no Rio Grande do Norte, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou ao tráfego, nesta quinta-feira (08), as vias marginais, as alças de acesso e a rotatória sob o viaduto, este último entregue à população em janeiro. Isso permitirá aos veículos a realização de todas as conversões, sem a necessidade de semáforo.

Reivindicação antiga da população residente na Zona Norte de Natal e de municípios vizinhos, como São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim e Estremoz, o empreendimento constitui um importante entroncamento rodoviário da BR-101/406/RN, que cruzava com a RN-160, além de diversos acessos aos bairros em uma região densamente povoada.

Com um fluxo de aproximadamente 70 mil veículos por dia, a BR-101/406/Norte pode ser subdividida em dois segmentos distintos: o primeiro, crítico e urbano, é justamente onde está localizado o Complexo do Gancho de Igapó. Ele se inicia no entroncamento com a BR-406/RN e termina na ponte Presidente Costa e Silva (Ponte do Igapó).

O segundo segmento possui a função de ligar as cidades litorâneas ao Norte com a cidade de Natal, atravessando o Distrito Industrial e ganhando importância turística a partir do entroncamento com a RN-160 (estrada de Genipabu).

1004RN1.jpeg

Outra finalidade importante da via é possibilitar a ligação da Região Metropolitana de Natal com o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante. No momento, esse é um dos dois trechos, por rodovias federais, que possibilitam o acesso ao local. Isso reduz, significativamente, o tempo de deslocamento de motoristas, de passageiros, de cargas, de serviços e de turistas, fundamentais para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

Investimento - Até o momento, já foram aplicados cerca de R$ 30 milhões no empreendimento, incluindo os contratos de execução, de supervisão ambiental e as desapropriações. Na próxima etapa, serão instaladas sete passarelas no trecho urbano da rodovia (Avenida Tomaz Landim ), o que oferecerá maior segurança aos pedestres e reduzirá o tempo de deslocamento dos veículos, em especial do transporte urbano.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.