Quinta, 29 de Julho de 2021 09:05
61 99943-0207
Segurança Furto

Com equipamento para evitar choques, criminosos são presos pela PRF

Um deles havia sido preso pela PRF com uma Tucson roubada e um revólver há três dias, o outro pela BM após roubar um TCross há seis

19/04/2021 07h24 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: PRF
Foto : Divulgação/PRF
Foto : Divulgação/PRF

Na tarde deste domingo (18), a Polícia Rodoviária Federal prendeu dois criminosos furtando fios na BR 290 em Porto Alegre. Eles utilizavam um equipamento para testar a corrente da fiação e evitar choques.

Após receberem denúncia via telefone 191 sobre dois homens em atitude suspeita na ponte sobre o Canal do Saco da Alemoa, os policiais deslocaram rapidamente e abordaram os denunciados, que estavam cortando os fios localizados dentro da ponte. Com eles os PRFs encontraram, além dos fios, ferramentas para corte e um voltímetro, que usavam para testar a voltagem da corrente elétrica dos fios, que muitas vezes é letal para os que tentam furtá-los.

Os dois criminosos, moradores da região, tinham enormes fichas de ocorrências policiais:

- o de 20 anos, 11 ocorrências por crimes como tráfico de drogas, porte ilegal de arma, roubo, dano e ameaça. Ele havia sido preso pela BM na última segunda-feira dirigindo um carro roubado; - o de 22 anos, 16 ocorrências por crimes como furto, roubo e receptação. Ele havia sido preso após intensa perseguição pela PRF na última quinta-feira com uma Tucson roubada e um revólver.

Os dois homens foram presos por furto qualificado e conduzidos para a delegacia com o material apreendido.

O furto de fios causa grande prejuízo à população pois acaba deixando sem luz, telefone e internet tanto casas quanto estabelecimentos, inclusive hospitais.

 
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.