Domingo, 01 de Agosto de 2021 06:45
61 99943-0207
Senado Federal Senado Federal

Lei denomina trecho da BR-287, no RS, como Rodovia José Pereira Alvarez

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou uma lei que denomina trecho da BR-287, entre as cidades de São Borja e Santiago (ambas no Rio ...

19/04/2021 13h19 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou uma lei que denomina trecho da BR-287, entre as cidades de São Borja e Santiago (ambas no Rio Grande do Sul), como Rodovia José Pereira Alvarez, em homenagem ao político e engenheiro agrônomo gaúcho. O ato foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (19).

A Lei 14.136 tem origem no PLS 1/2012, apresentado pela então senadora Ana Amélia e aprovado no Senado em 2014. Na Câmara, o projeto foi aprovado em 29 de março e enviado à sanção presidencial.

Política e agronomia

José Pereira Alvarez nasceu em março de 1933 em São Borja, no Rio Grande do Sul. Graduado em engenharia agronômica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1956, foi aprovado em concurso público para a Secretaria Estadual da Agricultura, atuando como pesquisador na Estação Experimental de São Borja, onde exerceu suas funções na experimentação e melhoramento das culturas de trigo, milho e linho.

Juca Alvarez, como é conhecido, iniciou a trajetória política como vereador na Câmara Municipal de São Borja, entre 1964 e 1966, pelo antigo Partido Libertador (PL). Deixou o mandato para exercer o cargo de interventor do município até 1974. Em 1980, como diretor da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), desenvolveu um amplo programa de eletrificação, que multiplicou as redes de transmissão e estendeu os benefícios da energia elétrica a todas as regiões do Rio Grande do Sul, em especial à Fronteira Oeste e às Missões.

Em 1988, elegeu-se prefeito pelo voto direto, exercendo o cargo entre 1989 e 1992. Em 1993, tornou-se deputado estadual, obtendo em São Borja 62% dos votos válidos. Permaneceu na Assembleia Legislativa de 1994 a 1998. No exercício do mandato, direcionou sua atividade às áreas de educação, saúde e agricultura.

Alvarez publicou vários livros, com temas alternados entre administração pública e agricultura, e foi "um lutador incansável na busca de soluções para as dificuldades enfrentadas pelo setor agrícola", de acordo com a justificativa do projeto.

Em 2000, foi mais uma vez eleito prefeito de São Borja. Recebeu condecorações de várias entidades e órgãos públicos por seu trabalho — entre elas, o reconhecimento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) pelos projetos sociais desenvolvidos durante o último mandato executivo.

Alvarez faleceu em outubro de 2007, em São Borja.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.