Segunda, 14 de Junho de 2021 00:24
61 99943-0207
Geral Rio Grande do Sul

Estado assina termo de cooperação para construção de posto do Comando Rodoviário em Gravataí

O governo do Estado assinou, na manhã desta terça-feira (20/4), um termo de cooperação com a empresa GLP para a construção de um posto do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) na ERS-118.

20/04/2021 14h38 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: Secom Rio Grande do Sul
O investimento será de R$ 500 mil, bancado pela empresa GLP - Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini
O investimento será de R$ 500 mil, bancado pela empresa GLP - Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

O governo do Estado, por meio das secretarias da Segurança Pública e de Logística e Transportes, assinou, na manhã desta terça-feira (20/4), um termo de cooperação com a empresa GLP para a construção de um posto do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) na ERS-118.

“A ERS-118 é um eixo importante entre cidades da Região Metropolitana, por onde trafega boa parte da economia do Estado, em função da concentração que temos de população, de empresas, de toda a logística que está conectada pela rodovia. E, por isso, a construção desse posto de policiamento rodoviário vai possibilitar um atendimento ágil, além de garantir a presença qualificada do nosso batalhão rodoviário, assegurando a segurança de quem por ali trafega, de quem por ali trabalha e de todos que moram nas redondezas”, afirmou o governador Eduardo Leite.

O posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Estadual será construído no quilômetro 12,5, em Gravataí, no sentido para Sapucaia do Sul. O investimento será de R$ 500 mil, assumido pela GLP, sem custos para o Estado. A previsão é de que a obra inicie-se em maio e seja concluída em quatro meses.

Vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior destacou a importância do novo posto. “A ERS-118 é uma via em que passam centenas de carros diariamente, e o crime, como se diz, anda sobre rodas. Então, esse posto vai garantir melhor segurança não só aos usuários, mas para a comunidade como um todo", disse.

A iniciativa para a obra se deu na esteira da duplicação dos 21,5 quilômetros entre a BR-116 e a BR-290, na medida em que o aumento de fluxo da rodovia acaba fazendo com que seja necessário reforçar a fiscalização do trajeto. A instalação do posto neste local diminuirá o tempo de atendimento a ocorrências e aumentará a segurança na rodovia.

O governo do Estado, por sua vez, disponibilizará os recursos humanos, equipamentos e veículos para viabilizar a atuação do CRBM no local.

“É um investimento importante da iniciativa privada, sem custo nenhum para o Estado, e no prédio teremos não apenas fiscalização, mas também atendimento à comunidade que trafegar pela 118. A obra será de relevância para a comunidade e trará, sem dúvida, condições melhores para o trabalho do Comando Rodoviário”, destacou o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella.

O posto contará com recepção, sala de administrativo e gabinete, alojamento feminino e masculino, almoxarifado, cozinha e banheiro com acessibilidade para o público externo, totalizando 147,91 metros quadrados no prédio principal. Ao custear o posto, a empresa ganhará autorização do Daer para construção do acesso à empresa na ERS-118.

“A implantação do posto rodoviário veio ao encontro de uma necessidade não só da Brigada Militar, que precisava de uma localização fixa para a segurança dos usuários da rodovia, mas também da comunidade local, que contará com a presença da BM naquele espaço”, explicou o comandante do CRBM, tenente-coronel Luciano Moritz Bueno.

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) ainda prevê a instalação, junto ao local, de um complexo de fiscalização, com pista de balança para controle de cargas e pátio para estacionamento e transbordo de cargas.

GLP

A GLP é líder global em gestão de investimentos e desenvolvimento de negócios em logística, infraestrutura, finanças e tecnologias inovadoras aplicadas ao setor. Opera no Brasil, China, Índia, Japão, Estados Unidos, Vietnã e países da Europa, com US$ 100 bilhões sob sua gestão.

Texto: Suzy Scarton
Edição: Secom

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.