Domingo, 01 de Agosto de 2021 07:51
61 99943-0207
Tecnologia Tecnologia

Após falha, helicóptero Ingenuity realiza o quarto voo em Marte

Com um dia de atraso, o veículo decolou sem problemas e fez novo sobrevoo no planeta vermelho

01/05/2021 16h59 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Fonte: R7
Na imagem feita pelo Perverance é possível ver o Ingenuity (no destaque) sobrevoando Marte - (Foto: Divulgação / NASA - JPL - 30.4.2021)
Na imagem feita pelo Perverance é possível ver o Ingenuity (no destaque) sobrevoando Marte - (Foto: Divulgação / NASA - JPL - 30.4.2021)

Após uma falha técnica, a Nasa realizou nesta sexta-feira (30) o quarto voo do helicóptero Ingenuity em Marte. Uma imagem tirada por uma das câmeras do rover Perseverance, que levou o veículo até o solo do planeta vermelho em fevereiro, foi divulgada pelos perfis da agência espacial norte-americana.

Leia também: Helicóptero da Nasa em Marte tira foto do rover Perseverance

A foto mostra o Ingenuity bem mais distante do rover do que em todos os outros três voos anteriores. Na quinta, a Nasa já havia divulgado uma foto da Perseverance feita pelo helicóptero após a terceira decolagem bem-sucedida.

Também foi publicado um vídeo que mostra a sombra do Ingenuity passando no solo marciano durante o voo anterior. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por NASA Jet Propulsion Laboratory (@nasajpl)

A Missão Mars 2020 foi lançada em julho de 2020 com objetivo de avançar na exploração de Marte. O Rover Persevarence é o responsável por coletar amostras de solo e rochas e também monitorar as atividades sísmicas no planeta com equipamento ultrasenssíveis.

O Ingenuity foi um desafio para os engenheiros da Nasas pelas condições da atmofesra de Marte, que é bem menos densa do que aqui na Terra. Até o momento, todos os voos realizados tiveram sucesso e os cientistas conseguiram ter um ponto de vista aéreo do planeta.

Nos primeiros três voos, os pesquisadores concluíram a primeira fase do projeto, que era simplesmente realizar decolagens e pequenos percursos na atmosfera mais rarefeita de Marte. Agora, na segunda etapa, o foco é "demonstrar operações de voo que futuras aeronaves poderão utilizar", segundo a agência.



Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.