Sábado, 23 de Outubro de 2021
Segurança nas Estradas Pará

Em ação célere, força-tarefa prende acusado de roubo à embarcação em Portel

Agentes de segurança continuam na região em busca dos demais envolvidos e também para solucionar o roubo a uma ambulancha

03/05/2021 às 07h11 Atualizada em 03/05/2021 às 07h20
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Foto : Reprodução/Agencia Para
Foto : Reprodução/Agencia Para

A força-tarefa que realiza diligências no município de Portel, no Arquipélago do Marajó, prendeu na tarde deste domingo (2) Renato da Silva Queiroz. Ele foi localizado no Igarapé Guajará, braço do Rio Pacajá, e confessou participação no roubo à embarcação de passageiros na madrugada de sábado (1º). Ele já havia sido preso em 2011 por homicídio. Com o acusado foram encontrados objetos pessoais das vítimas, como relógios, celulares, joias e um notebook, além de uma arma de fabricação caseira, supostamente usada no assalto.

Renato Queiroz informou que duas lanchas pertencentes à embarcação assaltada foram levadas e afundadas. As equipes ainda estão em diligências, a fim de localizar as lanchas e os demais envolvidos no assalto ao barco, enquanto outro grupo de policiais tenta localizar os suspeitos de participar de roubo a uma ambulancha (veículo usado em ações de saúde). A mulher dona do celular que teria sido usado na ligação solicitando o serviço de emergência prestou depoimento na Delegacia de Polícia.

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, destacou o trabalho célere da segurança pública em todos os cantos do Pará. "Nós, de forma imediata, deslocamos efetivo da região de Breves para dar os primeiros suportes, e também equipes especializadas de Belém. Estamos na região com a melhor lancha de todo o Grupamento Fluvial do Estado do Pará. Uma lancha blindada, cabinada, a lancha mais veloz que o Estado possui para dar todo esse apoio. Desde as primeiras medidas adotadas já é possível obter êxito com a prisão de um responsável por uma dessas ocorrências criminais. Recuperamos bens que foram roubados e continuamos atentos para que possamos capturar os demais envolvidos e elucidar ambos os crimes", afirmou Ualame Machado.

Amanhã deverão chegar à região para reforçar as buscas aos envolvidos nos assaltos o Grupamento Aéreo (GRaesp), além de equipes especializadas, que utilizarão equipamentos com visão noturna e termal para que seja possível fazer buscas nas áreas de matas, onde estão escondidas as pessoas já identificadas.

"Nós queremos deixar bem claro à população que pode contar com todo o empenho dos agentes da segurança pública, para que a gente possa elucidar esse e qualquer outro crime que venha ocorrer. É inadmissível que a população possa se tornar refém de bandidos, e por isso nós estamos dando todo o suporte necessário para combater o crime e elucidar os fatos", ressaltou Ualame Machado.

Rapidez- As diligências foram iniciadas ainda na manhã de sábado pelas equipes do Grupo Tático Operacional da Polícia Militar e da Polícia Civil de Breves, com embarcações da região. A força-tarefa se deslocou de Belém até a cidade a bordo da lancha blindada, entregue recentemente ao sistema de segurança. O veículo é o mais rápido e protegido do Estado. A viagem durou três horas e meia.

Compõem a força-tarefa agentes do Grupamento Fluvial (GFLu), da Companhia de Policiamento Fluvial (CIPFlu) e Delegacia de Polícia Fluvial (DPFlu), além da Diretoria de Polícia do Interior (DPI) e do Grupo Tático Operacional da Polícia Militar.

Informações sobre o caso podem ser repassadas ao Disque Denúncia pelo número 181 ou pelo whatsapp (91) 98115-9181. O sigilo e o anonimato são garantidos nos dois contatos.

Por Aline Saavedra (SEGUP)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários