Sábado, 24 de Julho de 2021 02:34
61 99943-0207
Geral Paraná

Importações impulsionam alta na movimentação portuária do Paraná

Com altas significativas na descarga de produtos dos segmentos de carga geral e granéis sólidos, os terminais de Paranaguá e Antonina movimentaram ...

10/05/2021 13h09 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
© Claudio Neves/Portos do Paraná
© Claudio Neves/Portos do Paraná

As importações puxaram a movimentação de cargas pelos portos do Paraná no primeiro quadrimestre do ano. Com altas significativas na descarga de produtos dos segmentos de Carga Geral e Granéis Sólidos, os terminais de Paranaguá e Antonina movimentaram 18.262.189 toneladas, de janeiro a abril.

“Fechamos os primeiros quatro meses do ano com movimentação 1% maior que a registrada no mesmo período, em 2020. As chuvas e o atraso na chegada da soja prejudicaram as exportações, enquanto as importações tiveram alta de 12% no período”, explica o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Do volume total, entraram no Brasil 7.444.115 toneladas de cargas estrangeiras em 2021. No ano passado, foram 6.628.630 toneladas. “As compras de produtos diversos, que chegam em contêiner, por exemplo, cresceram 25%. Nos granéis sólidos, destaque para o desembarque de malte e cevada, que cresceu 21%, e de fertilizantes, 12%”, completa Garcia.

ADUBOS – Os fertilizantes representaram cerca de 43% do total de produtos importados através dos portos de Paranaguá e Antonina. Nos quatro primeiros meses do ano, foram 3.221.386 toneladas de fertilizantes importadas. No mesmo período, em 2020, o volume somou 2.875.263 toneladas.

Considerando somente as importações de abril, foram descarregadas 830.191 toneladas de fertilizantes – 13% a mais que nos mesmos 31 dias, em 2020, com 734.234 toneladas.

O Porto de Paranaguá segue sendo a principal porta de entrada dos fertilizantes que chegam ao Brasil. As importações pelos terminais paranaenses respondem por mais de 30% do produto importado para os campos do País.

INDÚSTRIA CERVEJEIRA– Em menor volume, mas em maior percentual de aumento na comparação dos períodos de 2021 e 2020, a descarga de malte e cevada somou 234.977 toneladas neste ano. Os produtos são utilizados como matéria-prima da indústria cervejeira e tiveram 21% de alta na comparação com o primeiro quadrimestre do ano passado, quando foram 193.560 toneladas importadas.

Considerando a movimentação apenas no último mês de abril, o aumento registrado na importação chegou a 2.511%. Enquanto em abril de 2020 foram importadas 2.998 toneladas de cevada e malte, este ano, no mês, foram 78.260 toneladas.

CARGA GERAL– No segmento de carga geral, o primeiro quadrimestre de 2021 registrou 1.785.909 toneladas de produtos importados. No mesmo período, do ano anterior, foram 1.427.162 toneladas. Somente no mês de abril, o aumento registrado na comparação 20/21 foi de 8%. No último mês, 422.838 toneladas de carga geral foram importadas. Em 2020, nos mesmos 31 dias, 391.333 toneladas.

Confira os números da movimentação.

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.