Sábado, 24 de Julho de 2021 09:03
61 99943-0207
Geral Espírito Santo

Secretaria de Controle e Transparência atua para otimizar vacinação e evitar perda de doses

Atuação ocorre em parceria com municípios, que recebem visitas dos auditores e alertas para tratar riscos identificados e/ou corrigir eventuais falhas na campanha.

13/05/2021 19h30 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo

A Secretaria de Controle e Transparência (Secont) tem atuado de forma preventiva para identificar riscos nos procedimentos e corrigir eventuais falhas que possam comprometer a rapidez e a qualidade da campanha de imunização contra a Covid-19 no Estado.

A ação integrada acontece por meio da auditoria na vacinação, iniciada em março com o objetivo de acompanhar o processo de imunização, desde as condições de acondicionamento e distribuição das doses até a verificação da observação dos grupos prioritários definidos a cada fase do Plano Nacional de Imunização.

Por meio de aplicação de checklist em todos os 78 municípios capixabas, e visitas presenciais a redes de frios e locais de vacinação definidos por amostragem, a auditoria já identificou casos como vacinas em estoque com prazo próximo do vencimento; inconsistências no controle da quantidade de doses distribuídas a cada local de vacinação e doses em estoque; além de atrasos e falhas na alimentação do sistema nacional que controla o número de doses aplicadas, entre outros potenciais riscos ao bom andamento da campanha de imunização.

Todas as questões levantadas pela auditoria são comunicadas de imediato às controladorias dos municípios, já que as prefeituras são responsáveis pela execução da campanha de vacinação, como explica a auditoria do Estado Simony Rátis, coordenadora de Auditoria de Governança e Gestão da Secont.

"Nosso objetivo é identificar os riscos e atuar para que eles possam ser tratados, evitando o descontrole no processo de vacinação, que pode levar até à perda de doses, situação inadmissível neste momento de pandemia. Muitas vezes essas falhas podem ser corrigidas com mudanças simples nos procedimentos. O foco não é buscar culpados, é tentar resolver identificando possíveis soluções em conjunto com o município", observa a auditora.

O secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata, ressalta que a ação vem garantindo a estruturação de uma rede de controle que inclui tanto o Estado quanto os municípios, garantindo à sociedade que o controle está presente e atuante sobre o processo de vacinação. "A auditoria na vacinação nos possibilita entender a realidade de cada município, levantar dificuldades e buscar saídas para que a imunização aconteça em uma velocidade maior”, destaca.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.