Quarta, 16 de Junho de 2021 13:49
61 99943-0207
Geral Segurança

Ligação SP-MS, Raposo Tavares tem queda de 80% nas mortes em uma década

Concessionária supera meta da ONU na década de redução de acidentes com investimentos na infraestrutura e operação inteligente

16/05/2021 10h22
Por: Redação Fonte: CART
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em paralelo à Década de Ação pela Segurança no Trânsito, estabelecida pela ONU com o objetivo de reduzir pela metade as mortes por acidentes nos países signatários, o corredor rodoviário da CART Concessionária de Rodovias, formado por 444 quilômetros, de Bauru até Presidente Epitácio, importante ligação do interior de São Paulo com o Estado do Mato Grosso do Sul, atingiu resultados acima da meta mundial na preservação de vidas. Com um programa atuante de redução de acidentes, o PRA – Programa de Redução de Acidentes, em trechos de maior acidentalidade, a redução na fatalidade chegou a 80% nos pontos de maior incidência. 

 

A marca é superada ao longo de uma década, período em que a CART Concessionária de Rodovias assume a gestão deste eixo rodoviário, que compreende a SP-225 – João Baptista Cabral Rennó, de Bauru a Santa Cruz do Rio Pardo; SP-327 – Orlando Quagliato, de Santa Cruz a Ourinhos; e SP-270 – Raposo Tavares, de Ourinhos a Presidente Epitácio. Em 11 anos de concessão, refletiram na segurança do motorista obras de duplicação, de ampliação e melhoramentos, sinalização, além da implementação de um Programa de Redução de Acidentes -, que conta com a participação e auxílio de tecnologia e planejamento multisetorial, que rendeu a concessionária o prêmio ARTESP de “Relacionamento com a Sociedade” em 2016, “Segurança Rodoviária”, em 2018, além do prêmio de Inovação na última edição.

 

A redução mais expressiva nas mortes ocorre na Raposo Tavares. No comparativo entre pré e pós-duplicação (2010 x 2020), a queda foi de 80,6%, na contramão do aumento verificado no fluxo diário de veículos, de 15%. No mesmo cenário, a João Baptista Cabral Rennó apresentou recuo de 54,5% das vítimas fatais – neste trecho, a movimentação de veículos cresceu 54,5%. A média total apresenta declínio de 53,1% na fatalidade, de 32 para 15 registros, respectivamente, em 2010 e 2020.  

 

Colisões transversais 

As obras de infraestrutura e duplicação eliminando 37 travessias em nível no Corredor Raposo Tavares que ofereciam riscos iminentes de colisões travessais refletiram na redução a zero destes tipos de acidentes.

 

Este indicador tem mudança drástica de comportamento a partir da entrega dos dispositivos de acesso e retorno, conforme o cronograma do programa de concessões rodoviárias do Estado. A CART implantou 45 viadutos e promoveu melhorias em outras 58 estruturas.  

 

Atendimento 

O suporte ao motorista é outro fator que contribuiu com a eficiência na prestação de serviços e a preservação de vidas. Seja pela linha de atendimento gratuito, call boxes a cada quilômetro de rodovia, teleatendimento nos SAUs (Serviço de Atendimento ao Usuário), até mesmo mobilizações que partiram do Centro de Controle de Operações por intercorrências identificadas pelas câmeras de monitoramento e inspeções diárias pela equipe operacional, a CART totaliza mais de 880 mil atendimentos aos usuários de nossas rodovias, entre serviços pré-hospitalar, guinchamentos e apoio mecânico, ao longo desses 10 anos.

 

Para dar sequência a este trabalho e avançar na contribuição com um trânsito mais seguro, a Concessionária lança em 2021 o CART Pela Vida. O programa consiste em ações multisetoriais que integram melhorias no pavimento, até ações socioeducativas nas comunidades para despertar a consciência sobre o compartilhamento harmonioso do trânsito entre os seus agentes.

 

“A CART representa uma estrutura de serviços em um sistema rodoviário que é integrado a diferentes modais, além de confluir com outras importantes ramificações para o escoamento da produção desde o interior às regiões de portos nos litorais paulista e paranaense. Este conjunto de fatores faz de nossas rodovias uma rota que é referência no transporte da agricultura, indústria, até da economia de serviços. A maior responsabilidade de nossa operação são as vidas que movimentam este circuito. Por isso, os índices que apontam para a segurança proporcionada a partir dos melhoramentos e atendimento das equipes é algo a ser celebrado”, conclui René Silva, diretor-presidente da CART.  

 

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.