Sexta, 22 de Outubro de 2021
Geral Maio Amarelo

Campanha Maio Amarelo reforça medidas para prevenir acidentes de trânsito

Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) mobiliza a campanha Maio Amarelo, ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil

18/05/2021 às 14h43 Atualizada em 18/05/2021 às 14h50
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

Com o objetivo de conscientizar a população para o respeito e a responsabilidade no trânsito, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) mobiliza a campanha Maio Amarelo, ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil para difundir a importância da segurança nas ruas a profissionais como motoristas, caminhoneiros e entregadores.

Neste ano, a mobilização terá forte ação nas redes sociais e eventos em formato virtual em razão da Covid-19. “A proposta é colocar em pauta o tema segurança viária, além de mobilizar a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos, como órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada”, afirma Diego Cutrim, coordenador estadual de Saúde do Homem e dos engajados na mobilização pela Sespa.

O movimento alertará, por exemplo, para a responsabilidade de atitudes, como usar passarelas e faixas de pedestres, para o respeito dos condutores aos vulneráveis no trânsito, para o risco de usar celular ao volante e sobre a importância de usar o cinto de segurança.

Pelo Sistema Único de Saúde (SUS), os acidentes de trânsito são responsáveis por uma das principais causas de internação e óbitos no Pará. Só entre 2010 e 2020, foram registradas no Estado 104.647 internações por acidentes de trânsito pelo Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS), a maioria compreendendo vítimas entre 20 e 29 anos (29.150 mil internações) e 30 a 39 anos (23.125 mil internações), correspondendo a 77% do sexo masculino e 23% por mulheres.

Ainda no Pará, os acidentes e as violências no trânsito responderam por 241 mortes em 2020, equivalente a 7,3% a menos do que o registrado no ano anterior. Em estudo realizado em serviços de urgência e emergência de capitais brasileiras, 25% dos atendimentos por causas externas foram devidos a acidentes de transporte.

Diego Cutrim também lembra que mais de 20% dos acidentes de trânsito no Pará estão relacionados ao consumo de bebida alcoólica. Outro fator preocupante é a utilização do telefone celular ao volante, que já ultrapassou o número de acidentes consequentes do uso do álcool e é a 3ª maior causa de morte no Brasil.

Para tanto, ele cita uma série de transtornos causados pelo uso do aparelho ao dirigir. “O celular reduz o tempo de reação para detectar e responder a eventos inesperados, bem como diminui o tempo de resposta, quando há necessidade de usar o freio, e ainda faz com que o motorista não preste atenção no semáforo e na posição correta na faixa”, explica, ao lembrar que na pandemia de Covid-19, houve também uma intensificação no trabalho de entregas dos motoboys e é importante destacar que os motociclistas são as principais vítimas dos acidentes.

Na visão do secretário de Saúde do Pará, Romulo Rodovalho, a campanha traz um chamado à responsabilidade pública para reduzir acidentes e mortes no trânsito, pois são situações que provocam prejuízos econômicos consideráveis aos acidentados, suas famílias e às gestões públicas como um todo. “Isso passa pela reabilitação do doente, redução de produtividade e pela previdência, já que alguns casos evoluem para a incapacidade definitiva”, acrescentou.

Na próxima sexta-feira (21), a Sespa realizará uma webconferência alusiva ao Maio Amarelo, com o tema “Homem versus acidente de trânsito”, com o médico Helio Franco. A transmissão ocorrerá a partir das 15h, pela plataforma Google Meet, pelo link:https://meet.google.com/teu-ttqx-rds

Maio Amarelo

O movimento Maio Amarelo nasceu em 2014 e fomenta uma ação coordenada entre o Poder Público, iniciativa privada e sociedade civil para discutir o tema segurança viária com o objetivo de reduzir os acidentes e mortes no trânsito.

A escolha do mês de maio ocorreu pela Organização das Nações Unidas (ONU) ter definido a Década de Ação para Segurança no Trânsito em 11 de maio de 2011. Já a cor amarela simboliza sinalização e alerta no trânsito.

Por Mozart Lira (SESPA)
 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários