Terça, 07 de Dezembro de 2021
Startup e Inovação Inovação

Conheça os detalhes da primeira estação de recarga para veículos elétricos que será instalada no Maranhão

Uma parceria inédita entre o Governo do Maranhão e o Grupo Equatorial Energia promete aproximar essa tecnologia do grande público ainda este ano

14/06/2021 às 08h41 Atualizada em 14/06/2021 às 10h53
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Já imaginou se livrar dos elevados custos diários com combustível e ‘reabastecer’ o seu automóvel com uma simples recarga de energia elétrica? Esse cenário, antes comum apenas em filmes de ficção científica, hoje é realidade em vários países no mundo – incluindo o Brasil -, desde que os carros elétricos ganharam maior protagonismo no mercado automobilístico e os combustíveis de origem fóssil, como a gasolina e o diesel, se tornaram vilões no debate sobre aquecimento global. 

No Maranhão, a categoria dos elétricos ainda não é acessível para a grande maioria dos consumidores, mas uma parceria inédita entre o Governo do Maranhão e o Grupo Equatorial Energia promete aproximar essa tecnologia do grande público ainda este ano. 

Em solenidade realizada no Palácio dos Leões, no dia 8 de junho, a empresa formalizou convênio com o Poder Executivo Estadual para instalação de um Posto de Carregamento Elétrico e uma estação de bicicletas elétricas, que ficarão disponíveis para acesso gratuito da população.  

O Eletroposto Sustentável será instalado no Parque do Rangedor, em São Luís. Na estação também serão disponibilizadas dez bicicletas elétricas para uso no Parque, por meio do compartilhamento via aplicativo de celular. A ideia é incentivar a adesão da população maranhense à tendência mundial de eletrificação das frotas de carros, como explica o engenheiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Equatorial Energia, Lucas Pinheiro. 

“O projeto pretende fomentar e estimular o tema da mobilidade elétrica na discussão pública, buscando apontar para um futuro de médio prazo. Por este motivo, a instalação é de apenas um carregador para a cidade, no modelo gratuito. Se o mercado fosse maior, naturalmente a rede seria mais ampla”, detalha Lucas Pinheiro. 

Ao contrário do que muitos pensam, carros movidos à energia elétrica não são uma novidade na indústria automotiva. Já no início do século XX, carros elétricos e táxis elétricos eram realidade em cidades como Nova York (EUA). Mas na década de 1920, o petróleo foi encontrado em larga escala nos Estados Unidos, barateando a gasolina, o que estimulou a hegemonia secular de carros movidos à combustão.   

Mas essa soberania dos veículos a diesel e gasolina já tem até data para acabar. Países como o Japão, por exemplo, já planejam eliminar do mercado veículos movidos a gasolina até meados de 2030. No Brasil, um Projeto de Lei (PLS n° 304, de 2017) visa proibir a circulação de veículos a gasolina e a diesel a partir de 2040. A meta das montadoras e dos governos é zerar emissões líquidas de carbono com a adoção de uma matriz energética limpa para o setor. 

Apesar dos planos para a utilização dos carros elétricos em massa ainda se configurarem como uma realidade tangível apenas nas próximas décadas, para o engenheiro Lucas Pinheiro o tema deve ser assunto priorizado e projetos como esses, que contam com apoio da gestão pública, podem fazer a diferença. 

“Existe um contexto de estudo e avaliação da tecnologia, de forma a estarmos prontos e capacitados no momento que o mercado se expandir. A parceria com Governo do Estado é muito importante, pois demonstra a importância do tema, visando maturidade quando a tendência se expandir”, frisa o engenheiro. 

Além do posto de carregamento elétrico e das bicicletas elétricas que estarão disponíveis ao público do Parque Rangedor, a Equatorial doará um carro elétrico ao Governo do Maranhão, que ficará a cargo da Secretaria de Estado de Governo (Segov), para fiscalização do parque. 

“A doação de um carro elétrico ao Governo também contribuirá na avaliação da tecnologia, na análise de suas características, vantagens e desvantagens no uso do dia a dia”, avalia Lucas Pinheiro. 

Para o governador Flávio Dino, o projeto é um estímulo para que o Maranhão se adapte a uma transição energética como tendência do futuro. 

“Acreditamos que os veículos elétricos são uma tendência que irá crescer, e no Rangedor haverá essa experimentação desse futuro. É uma forma de haver o beneficio concreto para o lazer e difusão de uma tecnologia de educação ambiental, objetivos que se coadunam com a nossa visão de desenvolvimento”, destacou o governador durante a celebração do convênio. 

Sem custo, sem burocracia

Fora os ganhos em economia verde com o uso da matriz energética de mobilidade, outro grande ponto alto do Posto de Carregamento Elétrico é a praticidade dessa tecnologia que estará à disposição da população de São Luís. 

“O carregamento é simples. O carro possui um plug para conexão ao carregador. Usaremos o padrão europeu T2 para carga em corrente alternada, amplamente utilizado mundialmente e tendência para o padrão brasileiro. O usuário chega e pluga seu carro, simples assim. Sem custo e sem burocracia”, revela o engenheiro Lucas Pinheiro. 

O projeto do Posto de Carregamento Elétrico é uma iniciativa do Grupo Equatorial, por meio do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). A iniciativa contará com geração de energia solar fotovoltaica e o projeto tem previsão de inauguração para novembro deste ano. O investimento total do projeto em cinco estados brasileiros é de aproximadamente R$ 19 milhões.

 

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários