Domingo, 14 de Novembro de 2021
Artigos Certificado

O que é o curso MOPP e sua importância para conduzir produtos perigosos

Qualificação abrange o leque de oportunidades aos motoristas de veículos pesados

19/06/2021 às 11h45 Atualizada em 17/10/2021 às 13h01
Por: André Baioff
Compartilhe:
Foto: Internet/Cargas Perigosas
Foto: Internet/Cargas Perigosas

Nos dias de hoje, para todas as profissões, as qualificações são amplamente necessárias e exigidas. Igualmente, é muito bom para quem quer se tornar um profissional mais capacitado em sua ocupação. Não é diferente com o motorista de caminhão que, em si, passa pelas estradas do país por muitos perigos. Independentemente da empresa que trabalha ou que almeja trabalhar, é preciso estar preparado quando houver a necessidade de conduzir materiais considerados perigosos. Para isso, fazer o curso MOPP (Movimentação Operacional de Produtos Perigosos) é uma decisão certa a se tomar.

 

Este curso tem por finalidade aperfeiçoar, qualificar, atualizar e habilitar os condutores a transportarem, em veículos pesados, produtos considerados de risco à saúde das pessoas ou ao meio ambiente. Para além de ser requisito legal, o curso MOPP também é uma demanda profissional.

 

O mercado de trabalho está em constante mudança. As empresas buscam um profissional que esteja atento e atualizado. O diferencial é ter o curso MOPP na CNH para garantir a inserção em um emprego novo ou buscar destaque na empresa em que trabalha.

 

Logo abaixo, vamos falar mais sobre o que você precisa saber sobre cursos, valores e, também, para quem tem o MOPP e quer renovar. Acompanhe:

 

Aqui você encontra tudo sobre o curso MOPP (Movimentação Operacional de Produtos Perigosos) :

 

Símbolos transporte de cargas perigodas
Símbolos cargas perigosas

 

O que são cargas perigosas

 

Imagine você estar carregando um produto radioativo, altamente contaminante, sem nem saber do que se trata e o perigo que isso pode causar. Imaginou? A pessoa sem instrução e conhecimento não vai ter a responsabilidade, nem consigo e nem com os outros, se porventura houver um imprevisto. Assim, fará o descarte de qualquer forma e em qualquer lugar.

 

Na década de 1980, houve um caso mais ou menos assim em Goiânia (GO). O fato foi o seguinte: um produto de um aparelho radioterápico de uma clínica abandonada estava em um local abandonado, no meio do centro da cidade da capital goiana . Contendo um metal radioativo, o césio-137, foi encontrado por dois catadores de materiais recicláveis que depois venderam para um dono de ferro-velho. Após isso, centenas de pessoas morreram e outras tantas sobreviveram com várias sequelas, no que hoje é conhecido como o maior acidente radioativo do Brasil. 

 

Depois disso, o Brasil -- que tinha uma legislação quase primitiva -- passou a ter mais rigor, exigindo normas de armazenagem e capacitação de profissionais que manipulam objetos cautelosos, como o césio-137. Isso culminou na condição dos motoristas terem o curso MOPP na CNH para transportar, manusear e descartar esses materiais.

 

Isso tudo para mostrar que carregar materiais altamente perigosos exigem responsabilidades. Imagine se o césio-137 tivesse sido descartado no lugar certo e próprio por uma pessoa capacitada? A história seria outra, concorda? Mas, afinal... o que é considerado uma carga perigosa? Veja abaixo uma classificação sobre quais mercadorias são consideradas perigosas, tendo como referência a Organização das Nações Unidas (ONU):

 

  • Explosivos: produzem calor e gases, como azida de chumbo, fulminato de mercúrio, pólvora e nitroglicerina;

  • Gases: espalham com facilidade no ar, como é a amônia, o cloro, o cianeto de potássio e o gás de cozinha;

  • Líquidos inflamáveis: álcool, gasolina e óleo diesel;

  • Sólidos inflamáveis: em transporte se tornam inflamáveis por causa de atrito ou calor, como celulóide, enxofre, magnésio metálico, etc;

  • Produtos oxidantes e peróxidos orgânicos: liberam oxigênio e são capazes de causar incêndios, como peróxidos de hidrogênio, de oxigênio, de butila e de benzoíla;

  • Substâncias tóxicas e infectantes: pesticidas e lixos hospitalares;

  • Materiais radioativos: usados no setor industrial e hospitalar, liberam muita energia em forma de radiação, como césio-137, Cobalto 60 e Urânio 235;

  • Corrosivos: líquida ou sólida, mais comuns são ácido sulfúrico, ácido clorídrico e hidróxido de sódio;

  • Artigos perigosos diversos: produtos que não se enquadram nos itens anteriores, mas que apresentam riscos durante o transporte, como baterias de lítio, dióxido de carbono sólido e óleos combustíveis.

 

O motorista responsável terá que ter um documento no veículo que fale sobre o produto transportado. Precisa-se estar detalhado informações como carga, classificação e risco oferecido.

 

Para quem serve o curso MOPP?

 

Se você é motorista de veículos pesados, trabalha em uma empresa e busca ampliar seus atributos para ter destaque corporativo, o curso MOPP é perfeito para você incluir no currículo. Ou, se você quer recolocação no mercado de trabalho e almeja chamar atenção dos recrutadores, então, o curso MOPP também é perfeito para você! Saiba abaixo o que é necessário para obter a certificação:

 

  • Ter mais de 21 anos;

  • CNH nas categorias B, C, D ou E;

  • não estar em processo de cassação da carteira ou cumprimento de pena;

  • não ter infrações de trânsito graves ou gravíssimas nos últimos 12 meses;

 

A validade do curso é de 5 anos e, após o prazo, terá que renovar. Também é importante saber que, quando for fazer a revalidação, precisa combinar com o prazo dos exames de sanidade mental e física do condutor proprietário da CNH.

 

O curso MOPP e como funciona

 

Implementado em 1985 pelo Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (Senai), a formação visa preparar, objetivamente, o motorista a operar e trafegar produtos de risco. É uma forma de regulamentar a carga com materiais de tais classificações. Importante ressaltar que a formação é regida pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), de acordo com a lei 96.044/88 .

 

O condutor terá consciência da carga que está transportando e do perigo de contaminar o meio ambiente, provocar incêndios ou colocar a vida de pessoas em risco. O curso MOPP tem duração entre 40 e 60 horas de aula. O aluno terá acesso a teorias e práticas sobre legislação de trânsito, movimentação de produtos perigosos, direção defensiva, primeiros socorros, meio ambiente e cidadania.

 

No curso, o inscrito terá preparo para lidar com situações inesperadas, como eventuais acidentes e vazamentos de produtos. Também haverá exemplos práticos com experiências químicas, para demonstrar que certos produtos são incompatíveis e não podem estar na mesma carga.

 

Onde fazer e quanto custa o curso MOPP 

 

O curso MOPP é um treinamento que vai além de ensinamentos de incêndio e acidentes. Os conteúdos contemplam situações do dia a dia dos motoristas. O MOPP é ofertado pelo Serviço do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT) . Os interessados devem procurar uma unidade próxima em qualquer época do ano e fazer a matrícula. 

 

Para os trabalhadores do setor de transporte, o curso é gratuito. Já aqueles que não exercem a função de maneira profissional, o treinamento tem o valor de R$ 300. A reciclagem fica no valor de R$ 150. Em qualquer tipo de aprendizagem, os interessados precisam arcar com os materiais didáticos. 

 

Fora o SEST/SENAT, outras escolas de treinamento também ofertam esse tipo de curso. Mas é aconselhado pesquisar se tal instituição é credenciada no Detran do estado.

 

O que saber sobre curso MOPP on-line

 

Depois da pandemia causada pelo novo coronavírus, o ambiente virtual inundou a nossa rotina como nunca antes. O isolamento social foi imposto e os estabelecimentos ficaram fechados. Assim ocorreu o aumento de cursos virtuais. 

 

Não foi diferente com o setor de aulas de transporte. Existem escolas de treinamento on-line que oferecem o curso MOPP de forma virtual. Mas, é preciso tomar alguns cuidados antes de se inscrever neles. Por exemplo: pesquisar e se informar se o lugar é credenciado junto ao Detran do estado é o principal. Caso contrário, para a Polícia Rodoviária não haverá validade alguma e o seu dinheiro foi jogado fora.

 

As vantagens de ter o curso MOPP

 

Como falado no início, para quem está desempregado, é um atributo a mais de destaque aos recrutadores. Já para quem está empregado, é um atrativo para uma nova posição na empresa. De qualquer forma, a questão da valorização do salário é notável: estima-se que um condutor habilitado ganhe entre R$1,8 mil e R$ 2,2 mil.

 

Outro ponto é que haja rápida contratação por empresas do setor de transporte aos que buscam recolocação no mercado, pois a demanda por um profissional habilitado com o curso MOPP é alta em comparação com a defasagem de pessoas capacitadas.

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.  

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários