Segunda, 20 de Setembro de 2021 11:22
61 99943-0207
Geral Paraná

DER lança edital de duplicação da PR-445, entre Londrina e Mauá da Serra

Nova obra vai duplicar 27 quilômetros do trecho entre Londrina e Mauá da Serra

13/08/2021 15h04 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
© Reprodução/DER
© Reprodução/DER

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) lançou nesta sexta-feira (13) o edital da obra de restauração e duplicação da PR-445 entre Mauá da Serra e o distrito de Lerroville, um investimento estimado de R$ 217.311.082,20.

“Londrina e a região Norte não podem mais esperar. Estamos lançando o edital da duplicação da PR-445 entre Mauá da Serra e Lerroville, um investimento incrível de mais de R$ 200 milhões, que traz segurança, agilidade e o potencial para tornar a rodovia, já a principal ligação entre Londrina e Curitiba, em um corredor logístico da região Norte”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

“E esta é apenas a primeira de duas obras que vamos realizar nesta rodovia. Já estamos trabalhando para lançar o edital que vai concluir a duplicação, entre Lerroville e Irerê, integrado com o trecho seguinte, até Londrina, já inteiramente duplicado”, complementou.

Pelo edital, as empresas interessadas devem protocolar suas propostas até o dia 21 de setembro, com a abertura das propostas de preços sendo realizadas no dia seguinte, às 14 horas, no auditório do DER/PR em Curitiba.

OBRA– Além da restauração da pista existente, está prevista a duplicação do trecho em uma extensão de 27,07 quilômetros, implantação de um viaduto no acesso a Tamarana, vias marginais entre Lerroville e Tamarana, uma rótula em nível no acesso para Lerroville, pontes sobre os rios Santa Cruz e Apucaraninha, onze retornos em nível, e a correção da geometria em sete curvas consideradas críticas.

Será implantada uma pista nova com duas faixas de rolamento de 3,60 m cada em sentido único e acostamento externo de 2,50 m, separada da pista atual por um canteiro central de 7 m ou 9 m de largura e faixa de segurança de 60 centímetros de cada lado, na maior parte do trecho. No local onde não será possível o canteiro, as pistas serão separadas por barreira rígida de concreto, com faixa de segurança interna de 1 metro de largura em cada lado.

“Contratamos a elaboração do projeto executivo de engenharia dessa duplicação no ano passado, com o cuidado de dividir a iniciativa em dois subtrechos, devido ao seu porte. Isso nos permite já dar continuidade e licitar a obra do primeiro subtrecho, entre Mauá da Serra e Lerroville, cujo projeto está pronto, para na sequência licitar Lerroville a Irerê, com o projeto sendo finalizado”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti. “A gestão das duas obras será realizada pelo DER, o que garante a execução dos serviços simultaneamente, sem discordâncias”.

O prazo para concluir a obra é de 18 meses após assinatura do contrato e emissão da ordem de serviço.

A elaboração do projeto integra o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e os recursos da obra são do programa Avança Paraná.

CONCLUÍDA– A duplicação entre Mauá da Serra e o distrito de Irerê vai se encontrar com outra duplicação, concluída em março deste ano, entre Irerê e Londrina.

Além de duplicar 15,8 quilômetros da rodovia, a obra incluiu uma trincheira no acesso para Irerê, dois viadutos na interseção Coroados e dois viadutos na interseção Cegonhas, alargamento da ponte sobre o Ribeirão dos Apertados e uma ponte nova no local, duas novas pontes sobre o Ribeirões Três Bocas e Cafezal, e quatro pontes nos Ribeirões Cafezal e Três Bocas, nas marginais da rodovia.

A obra era aguardada há mais de 30 anos pela população, com o trecho sendo conhecido pelo número de acidentes, além do trânsito pesado. A duplicação traz mais segurança para condutores e passageiros, bem como facilita o acesso a localidades lindeiras à rodovia.

Edital foi publicado nesta sexta-feira

EIXO– O planejamento do DER/PR não para em Mauá da Serra. Já foi licitado e está tramitando para a assinatura de contrato a elaboração dos projetos executivos de engenharia de restauração e ampliação da capacidade de Mauá da Serra até Pitanga, em uma extensão de quase 150 quilômetros. A iniciativa integra a readequação do “eixo central” de rodovias do Paraná.

Os projetos deverão prever a implantação de terceiras faixas, acostamentos, acessos e demais soluções para melhorar o tráfego de veículos, beneficiando também os municípios de Faxinal, Cruzmaltina, Lidianópolis, Jardim Alegre, Ivaiporã, Arapuã e Manoel Ribas, e revitalizando a ligação rodoviária entre a região Norte e a região Centro-Oeste.

E já foram contratados os projetos de duplicação entre Guarapuava e Turvo, e de ampliação da capacidade entre Turvo e Pitanga, concluindo uma verdadeira ligação de obras e projetos entre Londrina e Guarapuava.

Confira o vídeo da obra:

 

 

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.