Domingo, 26 de Setembro de 2021
Geral Anel Viário

Governo do AM vistoria obras que irão desviar fluxo de carretas de vias de grande movimento em Manaus

Governador Wilson Lima vistoriou, neste sábado (28/08), as obras de construção do Anel Viário Leste

29/08/2021 às 10h11 Atualizada em 29/08/2021 às 10h17
Por: Redação Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Anel Viário Leste
Anel Viário Leste

O governador Wilson Lima vistoriou, nesse sábado (28/08), as obras de construção do Anel Viário Leste que, junto com o Anel Sul, formam a maior obra de mobilidade urbana de Manaus. O complexo vai interligar o Distrito Industrial e o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, e tirar de circulação de outras vias da cidade as carretas que saem do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Os investimentos no Anel Leste são de R$ 203.307.491,59, e a conclusão está prevista para dezembro do ano que vem. O contrato foi assinado em 2013 e ficou paralisado por cerca de cinco anos. O projeto começou a sair do papel na atual gestão do Governo do Amazonas.

“Só em 2019 que essa obra começou a sair do papel. Essa daqui é a obra de mobilidade urbana mais importante dos últimos tempos de Manaus, porque ela vai fazer a ligação da Bola do Puraquequara, ali no Distrito Industrial 2, com a reserva Adolpho Ducke. Então as carretas que trafegam ali pelo V-8, na General Rodrigo Otávio, representando um perigo para pedestres e condutores, vão ser tiradas de circulação desses trechos e destinadas para o Anel Leste, que vai fazer a ligação com a BR-174, com a AM-010, e também com o aeroporto através do Anel Sul”, explicou o governador.

O Anel Leste contempla 18,3 quilômetros de extensão. O Governo do Amazonas está construindo duas pistas, contemplando 10,80 metros de largura, com três faixas de 3,60 metros em cada uma, além de passeios laterais, com 2 metros de largura e canteiros de até 5 metros.

Ao longo do trecho, serão implantadas 22 baias para paradas dos ônibus, oito galerias, três pontes e passagens de faunas. E, também, uma ciclovia com 5,6 quilômetros no entorno da Reserva Florestal Adolpho Ducke.

“Nós já temos 20% dessa obra concluída, é um trecho de via de 18 quilômetros e que contempla também 5 quilômetros de ciclovia, e não é ciclofaixa, é ciclovia com todos os padrões que são exigidos pela engenharia. Então essa daqui é uma obra muito importante que a gente vai trabalhar para entregar no ano que vem”, destacou Wilson Lima.

O total de R$ 6.628.950,00 foi destinado para a desapropriação de 120 imóveis. Outros 249 imóveis ainda serão desapropriados, totalizando 369.

 

Canal On Truck

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Enquete