Segunda, 20 de Setembro de 2021 12:14
61 99943-0207
Trânsito Alerta Perigo

Conheça as estradas mais perigosas do Brasil

Se dirigir requer atenção constante, você vai ver que, nessas estradas, toda atenção é pouquíssima!

29/08/2021 19h00 Atualizada há 1 semana
Por: Micaela Lisboa
Rodovia BR-116
Rodovia BR-116

Atenção redobrada! Conhecer as estradas mais perigosas do país é fundamental para quem dirige e gosta de pegar a estrada, necessário para não cometer erros durante as corridas. Afinal, qualquer negligência por parte dos motoristas pode levar a ocorrências graves. Você verá que nas estradas que trouxemos aqui batidas, atropelamentos e até capotamentos são acontecimentos rotineiros. 

 

São milhares de quilômetros que cruzam inúmeras cidades e regiões brasileiras. Um dos fatores de reclamação de muitos caminhoneiros é que nem sempre as condições desses caminhos são favoráveis, buracos, falta de sinalização e principalmente iluminação. Em alguns trechos não tem nem asfalto. Agora imagina isso na época da chuva? É atolamento na certa!

 

Para ajudar você a saber por onde deve ter ainda mais cuidado, neste artigo reunimos as estradas mais arriscadas do país. Acompanhe! 

 

Aqui você encontra:

  • Estradas mais perigosas e seus trajetos 

  • BR 040: Cuidado com assaltos

  • BR 116: Uma estrada importante

  • BR 381: Alternativa de alerta

  • BR 222: Batidas constantes

  • BR 316: Falta de passarelas

  • Dicas para reduzir acidentes

 

As estradas mais perigosas e seus trajetos

 

Considerado o trajeto mais longo do país, a BR 101 começa em Touros no Rio Grande do Norte e vai até o final da cidade de São José do Norte no Rio Grande do Sul. Com mais de 4.700 km de extensão, o trajeto é litorâneo e passa por 12 estados. Conhecida como Rodovia Governador Mário Covas, a estrada recebeu o assombroso nome de Rodovia da Morte, por causa dos diversos trechos perigosos presentes nela que causaram muitas mortes.

O pedaço mais arriscado fica em Palhoça (SC), entre os Km 200 e 220. É um local urbano, onde ocorrem colisões laterais e traseiras, com frequência, em horários de pico. Sem falar nos casos de atropelamento devido à movimentação constante de pedestres.

Outro trecho perigoso que sempre ocorrem mortes fica em Serra (ES), entre os km 260 e 270. A principal causa para a ocorrência de acidentes graves nesse ponto é a ausência de sinalização e passarelas, fazendo com que os pedestres atravessem a estrada, em muitos casos isso acaba sendo fatal!

 

Foto: O Globo/BR-040

 

BR-040: Cuidado com assaltos

 

Outra rodovia perigosa está no sentido do Distrito Federal ao Rio de Janeiro, boa parte da BR 040 não tem segurança para os caminhoneiros porque não existem acostamentos e nem muretas para separarem as pistas nos dois sentidos, onde com as ultrapassagens acabam causando acidentes graves. 

 

Existe também as chances de assaltos e roubos de carga devido a falta de iluminação pois muitos caminhoneiros diminuem a velocidade e acabam sendo furtados, problema que vem aumentando bastante nos últimos anos. Não é recomendado trafegar nesse trecho no período da noite.

 

Foto: BR-116

 

BR-116: Uma estrada importante

 

Considerada a rodovia mais importante do Brasil, a 116 vai do Ceará até o Rio Grande do Sul e passa por 10 Estados, ao longo dos anos recebeu diversos nomes, sendo os mais conhecidos: Presidente Dutra, que fica entre o Rio de Janeiro e São Paulo, e a Rodovia Régis Bittencourt, de São Paulo a Curitiba. Existem dois trechos perigosos nessa rodovia: em São João do Meriti(RJ) e em Taboão da Serra (SP). Ambos são bastante movimentados, com grande tráfego de veículos de carga, causando assim grande congestionamento e os casos de engavetamento são recorrentes.

 

Foto: BR-381/Estado de Minas

 

BR-381: Alternativa de alerta

 

Conhecida Rodovia Fernão Dias, a BR 381 é muito usada como alternativa para as BR-1010 e BR-116, onde também apresenta pontos perigosos. Ela começa no município de São Mateus no Espírito Santo e chega até o Estado de São Paulo. Por ser muito utilizada pelos motoristas, acidentes são constantes.

O trecho mais arriscado fica em Betim, Minas Gerais. O excesso de veículos pesados, o acostamento precário e o grande número de pedestres nas vias contribuem para uma segurança precária, elevando a probabilidade de óbitos por atropelamento.

 

Foto: BR-222/Diário do Nordeste

 

BR-222: Batidas constantes

 

A BR-222 interliga Fortaleza, no Ceará, a Marabá, no Pará. Com quase 2.000 km de extensão, contém trechos bastante críticos com relação à violência no trânsito. O ponto mais vulnerável é logo no início, nos primeiros quilômetros, devido ao congestionamento frequente. Batidas entre veículos são constantes, causando vítimas fatais.

 

Foto: BR-316/Agência Pará

 

BR-316: Falta de passarelas

 

A estrada que liga o norte ao nordeste brasileiro, a BR 316 vai de Belém, no Pará, e vai até Maceió, em Alagoas. Assim como a BR-222, citada acima, a BR-316 também é crítica no seu início, até o quilômetro 10, apresentando grande movimento de carros e caminhões, inclusive de pedestres e ciclistas pelos acostamentos. A falta de passarelas é uma das queixas dos moradores das cidades vizinhas à estrada.

 

ATENÇÃO! Mantenha uma velocidade compatível com as condições climáticas

 

Conferindo as estradas mais perigosas, agora vamos mostrar para você motorista 3 recomendações na hora de dirigir para garantir viagens mais seguras e evitar causar acidentes. Claro, acidentes podem acontecer, mas podemos tentar evitar ao máximo!

 

Permanecer sempre dentro do limite de velocidade é obrigatoriedade independente do tempo, ainda mais em dias de chuva forte ou neblina intensa. Portanto, encoste o caminhão fora da pista, se não tiver como continuar a viagem, não deixe os vidros embaçados, acione o farol baixo, em caso de neblinas e prestar atenção na traseira e na pista contrária para reagir a tempo em caso de colisões. Nunca, jamais utilize o celular ou tente mexer em itens que irão tirar os seus olhos da direção. 

  1. Fique a uma distância segura 

Dirigir muito próximo do veículo da frente não ajuda a chegar mais rápido ao destino. Para manter-se distante dos outros automóveis, pratique a regra de que você precisa ficar longe do veículo da frente uns 10 segundos. Em casos de má visibilidade ou chuva forte, esse tempo deve ser aumentado para mais de 15 segundos, a fim de aumentar a probabilidade de reação caso venha ocorrer algo inesperado..

  1. Sinalize sempre

A sinalização precisa ser acionada sempre que o motorista mude de pista ou decida estacionar. Utilizar a seta é indispensável para que os outros condutores fiquem cientes da manobra.Ao mudar de faixa, veja se ela está livre e se será possível entrar nela com segurança. Essa técnica garante a visibilidade de quem está na estrada, evitando manobras bruscas e acidentes graves.

  1. Atenção às áreas de ultrapassagem

Nunca ache que vai dar tempo! Do mesmo modo que o limite de velocidade, os trechos marcados como inadequados para ultrapassagem também foram projetados com base em estudos de especialistas em trânsito. Não respeitá-las pode custar muito caro para você e para seus acompanhantes. Portanto, só ultrapasse quando for permitido e as condições, tanto do veículo quanto da pista forem favoráveis.

 

Bom, a melhor forma de viajar com segurança e chegar ao destino no prazo estipulado é fazendo uma boa gestão de rotas. Com ela, é possível saber quais são os trechos perigosos que podem ser evitados ou merecem atenção redobrada do caminhoneiro. Para usufruir de todo o potencial desse recurso, invista em aparelhos com tecnologia para que acidentes sejam evitados.

 

Espero que você tenha conhecido sobre algumas estradas do nosso país que exigem atenção redobrada. Existem inúmeras com péssimas condições, fique atento, não deixe de buscar conhecimento sobre essas afim de preservar a sua vida e viagem.  Até a próxima. 

 

Canal On Truck

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.