Sábado, 23 de Outubro de 2021
Mulheres na Boleia Oportunidade

Confira a entrevista da caminhoneira que sonha em abrir uma escola gratuita para motoristas de caminhão

Cleusa Ximendes afirma que a capacitação é essencial para diminuir os acidentes nas estradas

18/09/2021 às 10h24 Atualizada em 23/09/2021 às 19h02
Por: Camila Pimentel
Compartilhe:
Foto: Cleusa Ximendes/Arquivo
Foto: Cleusa Ximendes/Arquivo

Dirigir pelas estradas do Brasil não é tarefa fácil, mas a caminhoneira Cleusa Ximendes além de desbravar as rodovias do país sonha em montar uma escola para motorista gratuita, pois acredita que é na capacitação que se forma bons condutores. Ela é uma batalhadora mãe de três filhos e classifica como errados os processos seletivos das empresas de transporte. Confira abaixo a entrevista da caminhoneira que fala sobre os desafios da profissão e aconselha ainda as mulheres que desejam ser motoristas de caminhão.

 

On Truck - Como surgiu a vontade de ser caminhoneira?

Cleusa – Meu então marido tinha uma oficina de caminhão truck, mas não havia funcionário para levar e buscar caminhões, então, criei coragem para levar os caminhões pelo interior em estradas largas e menos movimentadas para conhecer e aprender. 

 

On Truck -  Como foi o começo na profissão de caminhoneira?

Cleusa - Meu ex-cunhado comprou dois caminhões truck e não tinha motorista, daí comecei a tirar a CNH para caminhão e ajudar na caçamba em terraplanagem. 

 

On Truck -  Como foi sua primeira viagem dirigindo um caminhão? 

Cleusa – Tensa e nervosa, desistir foi a primeira coisa que veio à mente, bati em um carro na lateral, por ser caçamba derrapava bastante em beiradas de barrancos e com essa batida fiquei com medo e pensei em desistir, mas segui adiante e hoje estou aqui.

 

On Truck - E qual o conselho que você dá para as mulheres entrarem nesse mundo dos caminhões?

Cleusa - Resolva sua vida pessoal (filhos, marido, família), trabalhar sempre como se o caminhão fosse seu, como se cada ação sua fosse refletir diretamente em você, ou seja, pensar como o patrão, “ele vai gostar disso”? Seguir as regras é essencial.

 

On Truck - Fale um pouco sobre a sua família

Cleusa- Tenho três filhos: Raniane mais velha, 34 anos; Ariel tem 28 anos; Deriel tem 26 anos e tenho cinco netos 5 netos. Todos os meus filhos são muito responsáveis e trabalhadores. 

 

On Truck - Você já participou de algum processo seletivo para trabalhar como motorista de caminhão?

Cleusa - Sim, várias vezes. E nessas tentativas tive muito mais não do que sim, muitas oportunidades perdidas, por falta de experiência na área, mas nunca desisti de tentar.

 

On Truck - Como é um processo seletivo para selecionar caminhoneira?

Cleusa – Eles dão um questionário, depois pesquisa de nome de seguradoras para o transporte de cargas valiosas, teste prático. E se contratada, vai algumas viagens com outros motoristas para conhecimento de estrada. 

 

On Truck - Qual a importância da capacitação no segmento de transportes?

Cleusa – Tem menos acidentes nas estradas, mais confiança, mais entendimento das leis de trânsito. E o motorista fica apto a qualquer tipo de situação após as capacitações tornando-se exemplo de profissional.

 

On Truck - Como você avalia os processos realizados pelas empresas de transportes?

Cleusa- Errados! Eles buscam motoristas experientes, mas às vezes esses não seguem as regras, portanto, é melhor moldar um “inexperiente” ensinando do zero, dando oportunidades e treinamentos.

 

On Truck – Quais os desafios da profissão de motorista de caminhão?

Cleusa-  Há preconceito, lugares e postos inadequados tanto para manobras como para banhos e refeições, estradas em péssimas condições de tráfego e a falta de credibilidade perante a sociedade quando se trata de uma mulher no volante. 

 

On Truck - Na sua avaliação como será o futuro do segmento de transportes em relação à contratação de motoristas?

Cleusa- Se não houver treinamentos e oportunidades, haverá mais escassez de motoristas, os mais experientes tentarão se achar os únicos entendidos, fazendo cobranças aos patrões, e não é por aí que se reivindica direitos, são treinamentos aos novatos e oportunidades em que fazemos um ambiente de trabalho melhor.

 

On Truck – Fale um pouco do seu sonho em montar uma escola para motoristas

Cleusa – Desejo montar uma escola para poder treinar homens e mulheres sem cobrar nada em troca, sem distinguir idade, raça, credo, tudo de graça, somente com auxílios de empresas do ramo para as manutenções básicas, empréstimo do caminhão, nada de luxo, tudo simples. O motorista deve aprender no manual para depois passar para o automático. Vamos treinar os motoristas para as empresas.

 

Acompanhe a Cleusa Ximendes em seu canal do youtube, (CLICANDO AQUI)

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

Canal On Truck

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários