Domingo, 24 de Outubro de 2021
Artigos Dicas de trabalho

O que é ser agregado? Conheça tudo sobre esta modalidade!

Saiba o que você precisa saber para se tornar um agregado e se destacar no mercado!

03/10/2021 às 11h37
Por: André Baioff
Compartilhe:
Divulgação/Scania
Divulgação/Scania

Caminhoneiros vêm procurando ser agregados pelas enormes vantagens. Mas, a grande procura vem se tornando empecilho. Mas por quê?

 

Preço da gasolina nas alturas, falta de emprego, falta de serviço, o custo de vida cada vez mais alto… a vida está ficando difícil, para não dizer impossível, não é mesmo? 

 

O caminhoneiro que busca trabalho hoje em dia encontra enormes dificuldades. Provavelmente, você já trabalhou de diversas formas: fichado, autônomo, etc. Mas, vem cá, já foi agregado ou pensou em ser?

 

Acompanhe este artigo e saiba mais sobre esta modalidade que vem crescendo ano após anos por ter mais vantagens do que desvantagens. 

 

Vem saber mais! 

 

Aqui você encontra:

 

 

O que é agregar?

 

Agregar nada mais é do que prestar um serviço para uma empresa de transporte. O interessado deve ter em mente que o veículo estará disponível à companhia, cumprir horários, metas e normas estabelecidas.

 

Serve como um contrato de exclusividade, ou seja, você poderá apenas trabalhar para a contratante (pelo menos dentro do que for acordado entre vocês e do que está dentro do contrato).

 

Como falaremos adiante, entre as vantagens estão a garantia de ter sempre trabalho e serviço e, com isso, remuneração.

 

O que você precisa saber para agregar?

 

Cada vez mais, as transportadoras e empresas estão dispostas a investir neste tipo de trabalho. Já que isso é vantajoso para elas por não precisarem investir em novas frotas (portanto, todos os custos que têm para manter um veículo) e nem precisar arcar com custos de um novo funcionário.

 

Mas o interessado deve saber que a concorrência em agregar está em alta! E as empresas estão ficando cada vez mais exigentes. É óbvio, trabalhar para uma transportadora estabilizada, que paga em dia e oferece serviços rotineiramente, é o sonho de qualquer trabalhador no segmento, não é verdade?

 

Veremos mais abaixo as exigências que as contratantes estão pedindo para poder agregar um caminhoneiro!

 

Principais cursos exigidos para trabalhar como agregado

 

As empresas normalmente pedem os seguintes cursos para quem quer agregar:

 

  • Transporte de produtos perigosos (MOPP);

  • Transporte de cargas indivisíveis;

  • Transporte de emergência;

  • Transporte coletivo de passageiros;

  • Transporte escolar.

 

Principais requisitos e documentação

 

Primeiro, vamos falar dos requisitos:

  • Idade do veículo menor que 10 anos;

  • Possuir rastreamento do veículo;

  • Veículo tem que estar assegurado;

  • Idade do motorista entre 25 e 45 anos;

 

Agora, você vai saber quais documentações são mais pedidos:



Quais são as vantagens e desvantagens de agregar?

 

Vendo o tópico sobre "O que você precisa saber para agregar?", ficou bem animado em ser agregado, não é mesmo? Porém, contudo e sobretudo… nada na vida é perfeito! Por isso vamos falar e te mostrar as vantagens e desvantagens!

 

  1. Vantagens

Estabilidade de serviço: haverá regularidade de trabalho e, obviamente, aumento nos rendimentos;

 

Autonomia: embora o contratado deverá cumprir o combinado no contrato, nada interfere se quiser fazer outros trabalhos. Como não é um funcionário e, sim, um parceiro, é possível ter flexibilidade.

 

Sem concorrência: o agregado fica livre da concorrência do mercado, muitas vezes desleal, não ficando dependente de agenciadores e outras ferramentas.

 

  1. Desvantagens

 

Manutenção: todas as despesas relacionadas à manutenção do veículo serão do dono do veículo. Isso inclui troca de peças, regulagem, consertos, etc.

 

Ilusão de autonomia: como falamos, o agregado terá que ter horários fixos, pode ser que a sua rotina se torne maçante, por exemplo, caso você fique responsável por uma mesma rota por muito tempo.

 

Ausência de direitos: o profissional não tem vínculo empregatício, portanto, não tem direitos trabalhistas garantidos, como o funcionário de uma empresa. Isso significa que não recebe por hora extra, férias, 13º salário, etc. 

 

5 coisas que eu devo saber antes de agregar

 

1- Conhecer a política da transportadora é fundamental para avaliar se vale a pena fechar o contrato;

2- Avaliar se o valor da viagem vale a pena o seu tempo;

3- Se informar de quem será os custos dos pedágios;

4- Se haverá garantia nas frequências de fretes;

5- Como serão feitos os pagamentos.

 

A partir dessas informações, vale desenvolver um estudo a respeito para concluir se vale a pena essa opção junto a uma transportadora ou se é mais vantajoso continuar com o seu trabalho como autônomo.

 

Como é o pagamento de um agregado?

 

Ao agregar caminhão, o profissional é, evidentemente, pago pela empresa para fazer as viagens. Esse pagamento pode ser um valor fixo mensal ou outra quantia previamente acordada. De modo geral, o agregado pode: 

 

  • receber um valor fixo por mês, independentemente do número de entregas que fizer;

  • receber um valor determinado por frete; 

  • receber um percentual do valor do frete.

 

E aí, o que achou de ser agregado? Vai pensar nessa possibilidade? Agora que você está por dentro e tem todas as informações, vai ficar mais fácil de encarar o mercado! O portal On Truck te deseja boa sorte! Até mais!

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários