Domingo, 24 de Outubro de 2021
Artigos Crise no transporte

O Reino Unido está com falta de caminhoneiros

E a consequência disso é o caos por falta de abastecimento de combustíveis e alimentos

10/10/2021 às 11h34 Atualizada em 11/10/2021 às 10h08
Por: Micaela Lisboa
Compartilhe:
Reprodução Internet
Reprodução Internet

 

Há algum tempo que o Reino Unido vem vivendo uma crise de falta de caminhoneiros para transporte de mercadorias. Postos de combustíveis tiveram de ser fechados pela falta de abastecimento, a ausência de alimentos nas prateleiras dos supermercados mostra a crise que vem se propagando devido a combinação da pandemia de Covid-19, do Brexit, mudanças fiscais, envelhecimento da força de trabalho, baixos salários e más condições de trabalho. Esses fatores já estavam rolando há um tempo, porém o governo britânico simplesmente decidiu fechar os olhos para o problemão.

 

Em entrevista ao programa Andrew Marr, da BBC, o secretário de Transportes do estado do país,  Grant Shapps, informou estar introduzindo grandes medidas, entre elas, vistos temporários para motoristas de veículos pesados da União Europeia, para ajudar na situação. O objetivo dessa medida é para chamar a atenção dos motoristas que encontram dificuldade de entrar no Reino Unido, por conta da saída dos britânicos na União Européia, em um processo chamado Brexit e, isso, trouxe enormes burocracias aos estrangeiros.

 

É um problemão bem grande que está acontecendo na terra da Rainha Elizabeth II, hein?! Por isso a equipe do portal On Truck não podia deixar de preparar um artigo a respeito, não é verdade! Queremos que os nossos leitores saibam desse assunto!

 

Acompanhe!

 

Aqui você encontra:

 

 

Brexit e União Europeia: O que é?

 

“Mas afinal… o que quer dizer esse nome esquisito ‘Brexit’?”, você se pergunta. Calmaaa… nós vamos te explicar!

 

Brexit é nada mais, nada menos do que a saída do Reino Unido da União Europeia. O nome é uma abreviação de British Exit (saída britânica, em tradução livre). 

 

“Tá, mas o que é ‘União Europeia’ e por que o Reino Unido saiu disso?”, essa dúvida pairou em sua cabeça, não é verdade?

 

A União Europeia é um grupo sócio-político com a participação de 28 países-membros do continente Europeu, como o próprio nome já nos leva a entender. Criado em 1957 como Mercado Comum Europeu, tinha, inicialmente, o intuito de ajudar países drasticamente prejudicados pela Segunda Guerra Mundial. Mas foi em 1992 que a UE foi constituída. 

 

Esse bloco sócio-econômico tem um dos três importantes segmentos de atuação:

 

1.Moeda única (com exceção da Dinamarca e da própria Grã-Bretanha);

2. Livre circulação de pessoas e de bens ;

3. Ajuda humanitária e direitos humanos.

 

Agora que você sabe um pouco o que é a União Europeia, vamos te explicar o porquê o Reino Unido quis sair do bloco.

 

Em 23 de junho de 2016, os cidadãos britânicos votaram em um plebiscito a favor do Brexit — 52% contra 48%. No entanto, a Grã-Bretanha saiu de fato em 31 de janeiro de 2020. O divórcio trouxe novas normas e regras para o país

 

 

Por que o Brexit está dificultando o mercado de transporte?

 

Como mostramos lá em cima, a exigência da papelada alfandegária criada pelo Brexit tornou a viagem mais complicada, encarecendo o custo de transporte. Com isso, muitos desistiram de entrar no país. 

 

O secretário de Transportes do estado do país, Grant Shapps, também disse que não queria prejudicar os trabalhadores do país, mas não podia ficar parado enquanto as filas se formavam. A autoridade quis apaziguar a população falando que a situação se recuperaria logo, pois, ao contrário da escassez de papel higiênico no início da pandemia — e a histeria consequente —, o combustível é difícil de armazenar.

 

As novas leis para imigrantes também estão dificultando a entrada de caminhoneiros imigrantes ao país — responsáveis por entregar 95% de tudo que é consumido no país

 

Sobre isso, vamos falar mais nos tópicos abaixo!

 

Fechamento de empresas 

 

A falta de profissionais está provocando o fechamento de muitas empresas, dentre elas as de transporte menores. Com a falta de combustível, muitos trabalhadores têm voltado com os trabalhos em casa, como no início da pandemia, que conhecemos aqui no Brasil como home office. 

 

Para que a economia volte a funcionar, e não perca com os fechamentos, o governo tem estudado abrir os cofres para dar ao setor afetado empréstimos em condições melhores, como a questão dos juros.

 

Em compensação, para os motoristas de caminhões, a situação tem sido outra: a escassez de mão de obra aumentou a remuneração e há ofertas de até 70 mil libras por ano, isso é mais de R$ 500 mil, ou seja... meio milhão de reais! E aí, tá bom para começar? Além do salário equivalente ao oferecido a um advogado com formação de primeira linha no país, os caminhoneiros ainda podem receber um “Golden Hello”, um vale de duas mil libras por dois anos de contrato, mais R$ 14 mil a mais na conta... tá bom? Ou quer mais?

 

Medidas tomadas pelo Governo

 

Além dos vistos temporários a caminhoneiros imigrantes da União Europeia, empréstimos a empresas, o governo, de forma desesperada, decidiu colocar os militares nas rodovias para o transporte das mercadorias e, inclusive, chegaram a posicionar olheiros nas lanchonetes das principais rodovias para procurarem por caminhoneiros. Olha que caçada!

 

Claro que podemos ver que a demora em dar atenção aos problemas primordiais foi uma das causas. Diversos fatores contribuíram para a crise no mercado, mas o que se pode perceber é que os trabalhadores, principalmente os caminhoneiros, que são fonte da economia do país, precisam de uma atenção maior como aumento de salários e alta qualificação para que não haja uma dependência dos imigrantes na ausência desses. 

 

 

Britânicos poderão ficar sem a festa de Natal

 

Faltando dois meses para o Natal,  a federação dos açougueiros afirmou, no dia 1º de outubro, sobre o risco de escassez de alguns produtos tradicionais da festa. Em um contexto de escassez generalizada de mão de obra devido à pandemia e ao Brexit, o Reino Unido precisa hoje de 15 mil açougueiros. 

 

A escassez de mão de obra forçou o setor a se concentrar em abastecer os supermercados com cortes básicos. Para especialistas, o ideal era produzir comida de Natal nos meses de junho e julho, para não faltar estoque. De acordo com os cálculos, caso a crise se agrave mais haverá escassez de produtos festivos, como linguiça enrolada em bacon, uma refeição de Natal muito popular entre os britânicos.

 

O trabalho dos caminhoneiros é vital para qualquer economia. Tá vendo como a falta da categoria pode causar um tremendo caos? 

 

Até a próxima!

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários