Segunda, 08 de Novembro de 2021
Artigos Trabalho no exterior

Já pensou em ser caminhoneiro fora do Brasil?

Veja o que você precisa saber para ser um motorista de caminhão lá nas gringas!

31/10/2021 às 10h46
Por: Micaela Lisboa
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Além da falta de valorização, os caminhoneiros no Brasil enfrentam outros problemas que parecem sem solução. As estradas brasileiras são um desses problemas, como mais um motivo para a desvalorização com a profissão. É preciso rezar para que o veículo não quebre, porque se isso acontecer, certamente não vai ter dinheiro para custear uma manutenção cara no veículo. 

 

Além disso, existe o perigo de roubos e furtos ao realizar o transporte de cargas. Apesar dos investimentos em tecnologia, dos caminhoneiros e das transportadoras, com rastreadores e câmeras, a falta de ação do estado com iluminação e policiamento, os motoristas acreditam que há um esquecimento da carreira. 

 

Devido a esses fatores, muitos têm buscado a carreira em outros países, como refúgio de qualidade e quantidade em salário. Destacamos, também, que a ausência de caminhoneiros nesses países faz com que a procura por mão de obra seja alta e consequentemente a oferta de salários também aumente. 

 

Aqui você encontra:

 

Como ser caminhoneiro em outro país?

 

Como vimos recentemente, a falta de caminhoneiros no Reino Unido trouxesse escassez de alimentos e combustíveis e com isso, o governo tomou medidas de trazer imigrantes para a profissão no país, além de aumentar o salário em 70 mil libras por ano, ou seja, R$500 mil, isso mesmo, meio milhão de reais para ser caminhoneiro no Reino Unido!

 

Falta de motoristas de caminhão: Reino Unido deve flexibilizar visto de trabalho

 

Como se tornar caminhoneiro em Nova Iorque

 

Em uma das maiores metrópoles do mundo, o caminhoneiro profissional pode encontrar vagas nas mais diversas organizações. Contudo, é importante estar preparado para as exigências legais para se entrar no país, ter o visto é uma delas.

 

Para ser contratado pela Hermann Services - empresa da Cerveja Hermann, por exemplo, é preciso ter pelo menos um ano de experiência de condução, uma Commercial Driver’s License (CDL) - é uma carteira de motorista para operar no comércio veículos de materiais perigosos grandes, pesados ​​ou com placas no exterior - e uma carta de condução Classe A. 

 

A CDL não pode ter anotação de infração grave e você não pode ter se envolvido em nenhum acidente nos últimos três anos. Em compensação, os salários em empresas como a Hermann e a Ryder, podem chegar em torno de US$ 5.250 por mês, mais um benefício de US$ 1,5 mil. Mais de R$1 milhão de salário! 

 

A verdade: Como é a realidade de um caminhoneiro nos Estados Unidos

 

 

Como se tornar caminhoneiro em Miami

 

A Allied Building Products, empresa de materiais de construção, especialmente telhas, contrata caminhoneiros para realizar entregas por todo o país. O profissional precisa ter experiência com técnicas de entrega de produtos frágeis e, preferencialmente, com empilhadeiras.

 

 

Como ser tornar caminhoneiro em Portugal

 

De acordo com um levantamento, realizado pela Folha no ano passado, mais de 2 mil caminhoneiros brasileiros foram contratados para atuar no país no último ano. O déficit na área é de mais de 5 mil profissionais.

 

A necessidade de “camionistas”, como são chamados os caminhoneiros em Portugal, é tão grande que muitas empresas estão oferecendo bônus para profissionais recrutados no exterior. 

 

Os brasileiros têm duas vantagens em relação às vagas para atuar em Portugal: falam a mesma língua e podem contar com o “convênio bilateral”, que permite que a CNH do Brasil seja convertida em uma carta de condução portuguesa. Contudo, o benefício só é liberado para quem possa comprovar residência no país. Interessante, não?

 

Trabalhar em Portugal: Saiba como ser caminhoneiro por lá

 

 

Como se tornar caminhoneiro na Austrália

 

Para trabalhar como motorista na Austrália, primeiramente, é necessário tirar um visto de intercâmbio para estudar a língua do país, caso você não fale inglês fluentemente. Após ter o idioma aperfeiçoado, o caminhoneiro poderá dar início ao processo para tirar o visto de trabalho para atuar na área e, posteriormente, o visto de residência.

 

Quais são as principais diferenças e desafios?

 

O primeiro aspecto que deve ser levado em consideração é que ao atuar em um país com língua, cultura e questões sociais completamente diferentes das do Brasil, será preciso se preparar para lidar com algumas adversidades.

 

O segundo ponto importante é entender que as leis, direitos civis e regras têm grandes diferenças em relação às que temos aqui. Nos EUA, por exemplo, a CNH para motorista de caminhão não tem validade profissional. Somente a CNH categoria B é válida e apenas para turismo.

 

Além disso, todas as experiências, capacitação e profissionalização do motorista em empresas brasileiras são zeradas. Ou seja, primeiro o imigrante terá que iniciar a sua vida profissional no país, atuando em outras áreas, fazendo uma carteira de motorista comum para, somente depois, conseguir obter a sua carteira profissional, o que o deixará apto para dirigir caminhões. Dependendo do estado norte-americano, o período de troca de carteira pode levar de seis a 24 meses.

 

Além disso, um dos fatores mais relevantes que você precisa levar em consideração para trabalhar como caminhoneiro fora do Brasil é que, nos Estados Unidos, a carteira de motorista só é concedida a quem tem visto de permanência para trabalho ou o tão estimado Green Card  - nome dado à cidadania americana a estrangeiros).

 

Assim, entrar clandestinamente no país é algo que deve estar fora de cogitação, pois além de ser arriscado - já que a política de imigração é bastante rígida, será mais difícil conseguir o visto permanente.

 

Por fim, vale mencionar que você terá que arcar com uma série de custos, que devem envolver desde a passagem e a documentação necessária para entrar e atuar no país em questão, até o valor para investir em um caminhão.

 

Muito interessante, não é? Manda para os grupos de Zap da galera!

 

Até a próxima!

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários