Sábado, 22 de Janeiro de 2022
Geral Rodovias

O edital de concessão de rodovias é pauta de reunião de trabalho

Reunião de trabalho para discutir o edital de concessão de rodovias no RS, que deverá ser anunciado ainda neste ano.

26/11/2021 às 10h08 Atualizada em 26/11/2021 às 10h48
Por: Redação Fonte: Secom Rio Grande do Sul
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

O governador Eduardo Leite participou, nesta quinta-feira (25/11), de nova reunião de trabalho para discutir o edital de concessão de rodovias no RS, que deverá ser anunciado ainda neste ano. O encontro ocorreu no Palácio Piratini, com a participação dos secretários, Leonardo Busatto (Parcerias), Artur Lemos Júnior (Casa Civil), Juvir Costella (Logística e Transportes), além da participação por videoconferência dos técnicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Leonardo Leão e Guilherme Martins, que assessoram o governo estadual nos projetos de concessão das rodovias.

 

O plano de concessão de 1.131 quilômetros de rodovias estaduais à iniciativa privada foi anunciado em junho deste ano, e se encaixa no eixo Avançar no Crescimento do programa Avançar.

 

Ao todo, serão três blocos com previsão de aportes de R$ 3,9 bilhões nos primeiros cinco anos e, em 30 anos, os investimentos devem chegar a R$ 10,6 bilhões, entre duplicação, construção de acostamentos, adequação em acessos, rotatórias e inclusão de ciclovias, uma inovação na concessão gaúcha.

 

O plano foi objeto de audiências públicas, que se encerraram em julho e que receberam 1.446 contribuições por parte da população. Ao todo, foram 878 encaminhadas via site da consulta ou audiências públicas, 494 solicitações de prefeituras e 74 por meio de ofícios e manifestações.

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários