Sábado, 22 de Janeiro de 2022
Geral Destaque

Projeto de segurança do trânsito do Pará é destaque em Assembleia Geral da ONU

Detran/PA se sobressaiu com suas iniciativas regionais que podem contribuir para que o trânsito se torne mais seguro para todos

06/12/2021 às 09h18 Atualizada em 07/12/2021 às 11h17
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

A atuação do Governo do Estado, por meio do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), para aperfeiçoar as técnicas de fiscalização de trânsito foi um dos destaques da 76ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), realizada na última sexta-feira (03), em Nova Iorque. A reunião teve como foco integrar iniciativas regionais que possam contribuir para a segurança de trânsito no mundo. A sessão é uma preparação para a Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral acerca da Melhoria da Segurança Global no Trânsito, planejada para 2022.

 

O Detran participou do evento a convite do presidente da Assembleia, Abdulla Shahid, sendo o único órgão público brasileiro convidado pela entidade para participar do evento, transmitido por meio de videoconferência para todos os países. Durante a reunião, o Detran apresentou os principais aspectos do projeto Strengthening Road Traffic Enforcement in Brazil (Fortalecimento da Fiscalização do Trânsito Rodoviário no Brasil).

 

Idealizado pelo Detran-PA, o projeto foi aprovado pelo Fundo das Nações Unidas e vem sendo executado desde 2020 com o objetivo de introduzir novas práticas de abordagem baseadas nos fatores de risco e evidências, diminuindo o tempo de abordagem ao condutor e aperfeiçoando os resultados das operações. A meta do projeto é reduzir os acidentes provocados, principalmente, pela alcoolemia e excesso de velocidade. 

 

Durante o Painel “Governo e integração regional para a formação das Nações Unidas e outras organizações internacionais", o assessor técnico do Detran, Luiz Otávio Miranda explicou que através do aperfeiçoamento da fiscalização discutido durante os treinamentos teóricos e práticos, os agentes estão conseguindo qualificar o trabalho, a partir de técnicas de persuasão, posicionamento na via e agilidade.

 

Além disso, o órgão tem investido em tecnologia para monitorar as estradas, identificar as irregularidades e evitar acidentes, bem como apoiado municípios na melhoria da infraestrutura viária.  Os resultados do projeto brasileiro demonstram que a liderança do Governo do Pará possui estratégias eficientes para a melhoria da segurança viária. Como proposta para a agenda da Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral acerca da Melhoria da Segurança Global no Trânsito, o Detran sugeriu que as Nações Unidas considerem os esforços realizados pelos governos estaduais, bem como inclua a participação desses atores na agenda global de segurança viária.

 

Acidentes de trânsito

 

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), os acidentes de trânsito resultam em aproximadamente 1.3 milhão vidas perdidas todos os anos, e são a principal causa de morte entre crianças e jovens adultos. Por isso, a Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2021-2030) tem como meta ambiciosa prevenir ao menos 50% dos acidentes de trânsito com mortos e feridos até 2030. Garantir a segurança dos sistemas de transporte está diretamente ligado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável sobre cidades e comunidades sustentáveis (Objetivo 11) e sobre ações climáticas (Objetivo 13).

 

Conectado com esses objetivos, o Detran pretende, por meio do projeto apoiado pela ONU, identificar outras estratégias que promovam a segurança no trânsito. “O convite da ONU decorre dos avanços do projeto brasileiro conduzido pelo Detran, que começa a dar os primeiros resultados para a seguranças das rodovias paraenses”, conclui Luiz Otávio.

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários