Sexta, 20 de Maio de 2022
Artigos VUCs

Caminhões VUCs: o que é, como funcionam e como operar

Esses modelos de pequenos caminhões podem ser conduzidos por quem é habilitado na categoria B da CNH

10/02/2022 às 08h17
Por: André Baioff Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Os veículos grandes e pesadões circulam pelas estradas e cidades do país com muitas restrições. 

 

Pensando em trazer uma alternativa aos clássicos caminhões, resolvemos te mostrar os VUCs, caminhões leves que podem ser dirigidos por quem tem a CNH categoria B! Bacana, hein?!

 

Acompanhe!

 

Aqui você encontra:

 

O que é um caminhão VUC?

Em algumas regiões, existe um esquema de rodízio onde caminhões pesados só podem passar em certos horários. Daí, o caminhão VUC veio como uma solução para esse empecilho. 

 

VUC é a sigla para Veículos Urbanos de Cargas e esses modelos possibilitam uma boa versatilidade quando o assunto é entrega. Por eles serem caminhões de pequeno porte e poderem viajar dentro das cidades

 

Mas, também, esses veículos precisam seguir as seguintes características, que é estabelecida por portarias de secretarias municipais de transportes.

 

Em São Paulo, por exemplo, as especificações da Portaria 031/16 são:

  • Largura máxima: 2,20m;

  • Comprimento máximo: 7,20m;

  • Capacidade média de carga: 3,50t.

 

Outra característica interessante é que, em algumas cidades (São Paulo inclusa), os VUCs fazem parte da lista de exceções do rodízio municipal, que limita a circulação de veículos de acordo com o final da placa.

 

Com isso, esse tipo de veículo pode operar todos os dias, sem ficar preso a limites de horário.

 

Vantagens e desvantagens

Como visto no tópico anterior, contamos a grande vantagem do VUC de poder circular nas cidades sem precisar estar no esquema de rodízio. Agora, nós vamos te mostrar outras vantagens e as desvantagens desse tipo de veículo, veja:

 

1) Apropriado para as cidades: por ser um caminhão pequeno, o VUC tem facilidade para fazer curvas sem parar o trânsito, passa com mais facilidade pelas ruas e consegue estacionar sem tomar tanto espaço. Outra razão para o caminhão VUC ser uma ótima opção para circular nas cidades, é que ele causa menos danos ao asfalto das vias. Isso porque ele é mais leve e curto. O fato de ter eixos na frente e atrás também ajuda na melhor distribuição do peso da carga.

 

2) Pouco poluente: em tempos onde o meio ambiente anda em voga, essa qualidade parece música aos nossos ouvidos. Os  VUCs têm um mecanismo limitador de emissão de poluentes. Além disso, são úteis para a economia de combustível, já que consomem pouca gasolina por conta do seu tamanho. 

 

3) Boa capacidade de torque: o torque (capacidade de força de um motor) ajuda no arranque do veículo e na sua capacidade de carregar peso. Por ter muito torque, o caminhão VUC sai da inércia com rapidez. Isso é muito útil nas cidades, onde é preciso agilidade para sair quando o sinal abre e não interromper o trânsito.

 

Desvantagens

 

1) Baixa velocidade máxima: ao contrário de outros caminhões, o VUC não consegue atingir altas velocidades. Essa é uma medida de segurança útil para trajetos no perímetro urbano, no entanto, é preciso ter em mente que as viagens serão mais lentas. Uma maneira de contornar essa desvantagem é optar por fazer trajetos de curta distância. Assim, é possível fazer mais rotas em um mesmo dia, otimizando a agenda de fretes.

 

2) Baixa capacidade de carga: Entre todos os modelos de veículos usados para entregas, o VUC é o que tem a menor capacidade de carga, tanto em termos de peso quanto em volume ocupado. Por isso, sua atuação acaba limitada a pequenos fretes.

 

Formalidades do caminhão VUC

É muito comum que, para realizar operações de transporte de cargas irrestritas, o caminhão leve do tipo VUC necessite de autorizações especiais.

 

Se no documento do veículo a descrição for “caminhão”, será preciso conseguir uma autorização.

 

Caso a definição seja “caminhonete”, é possível rodar nas áreas restritas sem um documento especial.

 

Na cidade de São Paulo, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transporte emite esse documento, chamado Autorização Especial de Trânsito para Caminhões (AETC), após uma vistoria técnica que verifica se as medidas do caminhão VUC estão dentro da regulamentação.

 

Também é preciso se atentar à necessidade do uso da placa vermelha.

 

Se você faz entregas de suas próprias mercadorias e, portanto, não cobra frete, é possível fazer o transporte utilizando a placa cinza.

 

Mas, se você faz entregas para outras empresas, ou seja, presta serviços e gera nota fiscal desse trabalho, é necessário rodar com placa vermelha.

 

5 Modelos de caminhões VUC para a categoria B

Você sabia que é possível dirigir caminhões usando uma carteira de habilitação do tipo B, a mesma de carros?

 

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), diz que o motorista pode dirigir veículos cujo peso bruto total (soma do peso do veículo mais a capacidade de carga) seja igual ou menor que 3,5 mil kg. Entram nesta categoria desde vans, com opção de chassi, até pequenos caminhões.

 

Só que, para exercer atividade remunerada com veículos, o motorista deve pedir ao Detran que esta informação seja incluída em sua CNH. O processo inclui a realização de um exame psicológico (o valor varia para cada estado) no ato da solicitação e a cada renovação do documento.

 

Veja abaixo uma lista dos modelos que podem ser conduzidos por motoristas com CNH B:

 

1) Volkswagen Delivery Express

  • Motor: 2.8 diesel, 150 cv

  • Câmbio: manual, 6 marchas

  • Capacidade de carga: 1.453 kg

  • Preço: ainda não definido

 

O menor membro da família de caminhões da Volkswagen chega às concessionárias neste mês, e é o único modelo da marca que pode ser dirigido com a CNH B. Traz uma série de semelhanças com os carros da marca – caso do visual do quadro de instrumentos, da alavanca de câmbio e dos botões no console central.

 

Tem volante regulável em altura e profundidade e pode receber, opcionalmente, ar-condicionado. Segundo a Volkswagen, seu airbag de passageiros é o maior da América Latina, com 160 litros.

 

2) Hyundai HR

  • Motor: 2.5 diesel, 130 cv

  • Câmbio: manual, 6 marchas

  • Capacidade de carga: 1.800 kg

  • Preço: R$ 73.720

 

Produzido em Anápolis (GO), junto com ix35 e Tucson, o HR é o menos refinado dos Hyundai. É dono da melhor capacidade de carga desta lista, praticamente empatado com o Kia Bongo.

 

Sua lista de equipamentos inclui vidros e travas elétricos e direção hidráulica. Mas não é possível ter ar-condicionado nem como opcional. Tem capacidade para 3 passageiros.

 

3) Kia Bongo

  • Motor: 2.5 diesel, 130 cv

  • Câmbio: manual, 6 marchas

  • Capacidade de carga: 1.812 kg

  • Preço: R$ 74.990

 

O Bongo é o “primo” do Hyundai HR. Os dois compartilham a base e o conjunto mecânico, embora o Kia tenha capacidade de carga ligeiramente maior. Uma outra diferença é que o Bongo não é produzido na mesma fábrica do HR, mas importado do Uruguai.

 

Apesar da distância geográfica de fabricas, o nível de equipamentos dos dois modelos é semelhante. O Bongo também não possui ar-condicionado, e traz direção hidráulica e vidros elétricos.

 

4) Mercedes-Benz Sprinter

  • Motor: 2.2 diesel, 129 cv

  • Câmbio: manual, 6 marchas

  • Capacidade de carga: de 1.620 kg a 1.660 kg

  • Preço: R$ 113 mil

 

A Sprinter pertence a divisão de vans da Mercedes-Benz. Mas o modelo possui uma versão chassi, com peso bruto total de 3.500 kg. São duas opções de carroceria, com entre-eixos de 3,67 metros ou 4,33 m.

 

Na versão mais comprida, pode chegar a quase 7 metros, o maior modelo desta lista. A lista de equipamentos tem como itens opcionais: ar-condicionado, volante multifuncional e controle de velocidade de cruzeiro. Vale lembrar que a Sprinter ganhou uma nova geração há pouco.

 

5) Iveco Daily 35S14

  • Motor: 3.0 diesel, 146 cv

  • Câmbio: manual, 6 marchas

  • Capacidade de carga: de 1.270 kg a 1.525 kg

  • Preço: R$ 118.055

 

Quando equipado com todos os opcionais, o Daily se torna tão equipado quanto um automóvel. Há ar-condicionado, vidros e travas elétricos, controle de velocidade de cruzeiro, retrovisor com aquecimento e central multimídia com navegação.

 

Mas a lista de itens de série é mais modesta. Ela inclui direção hidráulica, banco do motorista com regulagem de altura e computador de bordo.

 

Compartilhe este artigo nos grupos de Zap e Facebook para mais pessoas ficarem sabendo sobre os VUCs!

 

Até a próxima!

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários