Sexta, 20 de Maio de 2022
Política Detenção

Canadá prende caminhoneiros antivacina após bloqueio de ponte na fronteira com os EUA

Categoria mantém parte da capital canadense paralisada há quase duas semanas em atos contrários à obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19

10/02/2022 às 08h24
Por: Redação Fonte: InfoMoney
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

A polícia canadense prendeu ao menos 23 pessoas que participavam de um protesto que interditou, de forma parcial nesta terça-feira (8), a ponte mais movimentada entre o país e os Estados Unidos.

 

O ato era composto por caminhoneiros que criticam a exigência do Canadá de vacinação contra a Covid-19 para os motoristas que cruzam a fronteira.

 

Segundo comunicado do governo do Canadá, também foram expedidas pouco mais de 1,3 mil multas contra os manifestantes que vem usando seus veículos em diferentes bloqueios antivacina no país.

 

Em Ottawa, a capital do país, a polícia disse à imprensa local que não medirá esforços para colocar fim ao que chamou de “manifestações ilegais”.

 

Os caminhoneiros mantêm parte da capital canadense paralisada há quase duas semanas com protestos contrários à obrigatoriedade da vacinação.

 

O primeiro-ministro do país, Justin Trudeau, pediu em uma audiência no Parlamento que os protestos fossem encerrados e acusou os motoristas de tentarem bloquear “a democracia e a economia do Canadá”.

 

Dados oficiais apontam que apenas 10% dos caminhoneiros do Canadá não estão vacinados contra o coronavírus, medida esta com amplo apoio da população do país.

 

Protestos

Os protestos, iniciados no final de janeiro, vão além da suspensão da obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 no país. Os atos se tornaram em um movimento amplo contra o governo de Trudeau.

 

As autoridades temem mais atos em outras cidades do Canadá. Em outros países, como a Nova Zelândia, manifestações similares já estão sendo realizadas.

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários