Quarta, 25 de Maio de 2022
Saúde Volta às aulas

5 dicas para minimizar risco de contágio por Covid-19 no transporte público

Iniciativas garantem um deslocamento mais ágil e seguro para quem voltou a estudar de forma presencial

24/02/2022 às 09h53 Atualizada em 24/02/2022 às 10h51
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, a retomada gradativa das atividades presenciais já é uma realidade, principalmente nas instituições de ensino do País. Em 2022, 12 capitais e 11 estados aderiram à modalidade totalmente presencial, que volta a ser predominante pela primeira vez desde o início da pandemia.

 

Apenas no estado de São Paulo, está previsto o retorno de cerca de 1.500 escolas municipais. Grandes universidades, como Unicamp, USP, e Unesp, também já sinalizaram a adesão ao modelo no mês de março.

 

Na prática, se no ápice da pandemia observou-se uma queda na utilização do sistema de transporte público, a tendência agora é que a demanda aumente. Em São Paulo, por exemplo, o fluxo de passageiros da região metropolitana da capital paulista caiu 62% em 2021, mas já aponta para um aumento com uma expectativa de voltar aos níveis pré-pandêmicos em 2022, de acordo com o governo do Estado.

 

Outro ponto de atenção é que, segundo estudo da Deloitte, jovens utilizam 7 vezes mais o transporte coletivo do que o particular. Então, o cenário traz à tona um receio em comum: o que pode ser feito para minimizar os riscos de contágio por Covid-19 neste momento?

 

Confira abaixo 5 recomendações da equipe da Quicko, ecossistema de mobilidade urbana, para obter o máximo de agilidade e segurança nos deslocamentos diários:

 

1. Planeje sua rota: invista em aplicativos que fornecem informações em tempo real

 

Os imprevistos acontecem o tempo todo, mas a tecnologia é uma grande aliada para evitá-los. Por meio dos aplicativos de mobilidade urbana, já é possível receber informações e alertas em tempo real sobre o que está acontecendo no transporte público, assim, é possível planejar sua rota para que seja o mais rápida e segura possível, reduzindo o tempo de exposição aos possíveis riscos de contágio por Covid-19. O app da Quicko, por exemplo, aposta em reportes de problemas como greve, mudanças de linha ou horários, alagamentos, linhas com lentidão, entre outras, permitindo uma maior previsibilidade na rotina.

 

2. Aposte na integração de modais para evitar aglomerações

 

Uma forma de evitar as aglomerações é a diversificação de modais, ou seja, utilizar diferentes formas de deslocamento. A integração é importante para otimizar a infraestrutura das cidades neste momento e promover maior segurança, aumentando a agilidade e a conveniência. Além disso, dá ao usuário o poder de escolha do meio de transporte em que se sentirá mais confortável no momento. Ele pode optar por fazer parte do trajeto de metrô e outra de bicicleta, por exemplo, caso julgue possível e necessário.

 

3. Evite filas optando pela bilhetagem eletrônica

 

Com o objetivo de evitar aglomerações, que podem causar uma maior disseminação do vírus causador da Covid-19, o ideal é evitar pegar filas nos transportes públicos, comuns durante os horários de pico. Uma das formas é optar pela bilhetagem eletrônica. O aplicativo de mobilidade urbana Quicko, por exemplo, oferece em cidades como São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro, a compra e recarga de bilhetes móveis com integração entre os modos de transporte, como ônibus, metrô e trem.

 

O usuário pode comprar os créditos para o seu bilhete de transporte de forma digital via cartão de crédito ou PIX. Depois, basta ir até uma estação de metrô ou terminal e ativá-los para o bilhete. As tarifas são debitadas sem contato e eliminam completamente a necessidade de lidar com qualquer dinheiro físico ou cartões - bastante conveniente em tempos de pandemia.

 

4. Se possível, evite os horários de pico. Antecipe-se!

 

Com as cidades brasileiras retomando suas atividades presenciais, os picos de demanda por transportes públicos voltaram a ser uma realidade. Então, para fazer o possível para manter o distanciamento social, uma das principais medidas empenhadas para achatar a curva de contágio por Covid-19, o ideal é evitar os horários de maior deslocamento e tentar se antecipar sempre que possível. Além de ajudar a prevenir os riscos, chegar alguns minutos antes pode gerar mais tempo para rever alguma matéria, adiantar uma atividade ou fazer as tarefas do dia.

 

5. Esteja sempre com seus EPIs e siga as recomendações de segurança

 

Máscara adequada e álcool gel continuam sendo parceiros fundamentais para o dia a dia. Principalmente nos ônibus e metrôs, que recebem muitos passageiros diariamente, não coloque a mão no rosto, boca ou olhos e faça o possível para ficar perto de janelas ou áreas em que a circulação de ar seja maior.

 

 

 

Siga o Portal On Truck nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e Linkedin. Acompanhe também os nossos vídeos em nosso Canal no Youtube e receba as notícias diárias em nosso Grupo de WhatsApp.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários